Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

10% dos contribuintes do IR 2021 precisam devolver o Auxílio Emergencial

Conforme dados levantados pela Receita Federal em Espirito Santo, um a cada dez contribuintes que declararam IR 2021 deverão devolver o Auxílio Emergencial

0

O IR 2021 referente a 2020 causou polêmica quando anunciou que os cidadãos terão que adicionar o Auxílio Emergencial na declaração.

A preocupação veio devido ao medo de ter que devolver o Auxílio, principalmente por conta dos dependentes que o receberam.

No entanto, mesmo após o esclarecimento sobre como fazer o IR 2021 sem incluir os dependentes, constatou-se que um a cada dez contribuintes receberam notificações sobre devolução do Auxílio Emergencial.

É provável que você goste também

Itaú Unibanco lança saque em dólar e Euro no Banco24Horas

Como pedir aumento de limite no cartão de crédito Santander?

Salário mínimo de 2022 deve ser de apenas R$ 1.147

Decisão da Receita Federal em relação à devolução do Auxílio

Nesta quinta-feira (15/04), o delegado da Receita Federal em Vitória, Eduardo Augusto, explicou que houve um aumento no número de declarações. A cada dez, emitiu-se um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) em sequência para que ocorresse a devolução do benefício.

Além disso, cerca de 58% das pessoas que foram alertadas sobre a devolução retificaram a declaração para que não fosse necessário fazer o pagamento do Darf. Durante a retificação, as alterações consistiam em retirar dependentes que possam ter recebido o Auxílio.

Embora não seja crime retirar os dependentes da declaração, eles podem ser questionados pelo Ministério da Cidadania sobre o Auxílio. Isso porque aqueles que não precisavam receber acabaram por ser contemplados, conforme explica o delegado. As notificações já ocorrem por meio de SMS, em que é exigida a devolução.

Aqueles que tiveram um rendimento superior a R$ 22.847,76 durante o ano de 2020 e que também tenham recebido as parcelas do Auxílio Emergencial durante o ano base deverão informar o IR e fazer a devolução do benefício.

A devolução não é parcelada: deve ser total com base nos recebimentos.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...