Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Alta do IGP-M: Confira 4 dicas para negociar o aluguel em 2021

Entenda o que pode ser feito para renegociar o valor com a imobiliária.

0

Para quem não sabe, os valores dos aluguéis são norteados por dois índices: o IGP-M e o IPCA. O primeiro teve uma alta acumulada de 23,14% no ano, a maior desde 2002. Saiba como isso impacta no valor do seu aluguel em 2021 e veja algumas dicas de como negociar o valor com a imobiliária.

É provável que você goste também:

Rappi envia novo e-mail: Cartão RappiCard está chegando

IR 2021: como fazer a declaração de um parente que faleceu de Covid no ano passado

Aumento do Bolsa Família deve ocorrer após o fim do auxílio emergencial

O que é IGP-M e IPCA?

IGP-M quer dizer Índice Geral de Preços do Mercado, enquanto IPCA significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Esses índices nada mais são do que reflexos da inflação nos últimos 12 meses.

Primeiramente, a diferença entre o IGP-M e o IPCA é a metodologia do cálculo.

  • O IGP-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O índice leva em conta o valor das matérias-primas utilizadas na produção agrícola, industrial e construção civil.
  • Por outro lado, o IPCA é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ele mede a inflação de um conjunto de produtos e serviços comercializados no varejo, referentes ao consumo pessoal de famílias com renda de até 40 salários mínimos.

Quando um desses índices sofre alteração, muda o valor do aluguel. No caso deste ano, o maior impacto está sendo causado pelo IGP-M.

Contudo, há uma movimentação política para conter os efeitos da alta do IGP-M nos alugúeis. O deputado federal Alexandre Frota, do PSDB de São Paulo, apresentou o Projeto de Lei (PL) 631/21. A ideia desse PL do deputado tucano é suspender qualquer reajuste de aluguel até dezembro de 2022. No entanto, antes das dicas, vamos entender o que significam os índices que interferem no valor do seu aluguel neste ano.

4 dicas para negociar o aluguel em 2021

Devido a essa alta do IGP-M, há risco que o seu aluguel seja corrigido com uma grande variação de preço neste ano. Para se precaver, confira as dicas abaixo e saiba como negociar com a imobiliária.

1. Negocie com base nos valores praticados no mercado

Em primeiro lugar, você deve ter noção de quanto é cobrado pelos alugueis de imóveis do mesmo tamanho e região que o seu. Levando isso em conta, pesquise quanto estão cobrando pelos aluguéis de imóveis em condições similares ao seu. Isso porque, caso o seu esteja mais caro, você pode usar essa informação para negociar os valores com a imobiliária ou o proprietário do imóvel. Ademais, caso não haja possibilidade de negociação, você pode também tentar encontrar um outro bom imóvel e se mudar.

2. Gastos com transporte

Além do aluguel e taxas como condomínio e IPTU, há outros valores a se levar em conta. Por exemplo, o imóvel fica próximo ou distante do seu trabalho? E se você alugasse um imóvel um pouco mais caro, mas mais próximo da empresa ou faculdade? No fim das contas, o dinheiro gasto em transporte não compensaria uma mudança? Às vezes, o barato pode sair caro.

3. Preste atenção no seu contrato de aluguel

Antes de mais nada, deve constar no contrato de aluguel informações sobre o reajuste anual. Além disso, de acordo com o artigo 18 da Lei do Inquilinato, ambas as partes devem aceitar o novo valor do aluguel. O inquilino pode requerer na justiça valores mais justos se não houver sucesso em negociar o aluguel de forma amigável.

4. Você é um bom pagador? Use isso ao seu favor

Ao negociar o aluguel, deixe bem claro sua situação financeira, a estabilidade do seu emprego e até mesmo de suas contas em geral. Se você é um bom pagador, pode alegar que ao alugar para você, o proprietário terá segurança e, sendo assim, pode ser vantajoso para ele lhe dar um desconto, ainda mais se você pretende ficar no imóvel por um bom tempo.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: MIND AND I / shutterstock.com

Comentários
Carregando...