Em 2020, o salário mínimo vai aumentar e, com esse aumento, também ganharão mais os aposentados e beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Além disso, o valor do teto do INSS também deve subir, de acordo com as previsões do governo Bolsonaro. Mas afinal, de quanto será o aumento da aposentadoria?

É provável que você também goste:

Bolsonaro assina MP e define salário mínimo de R$ 1.039 para 2020

Banco Inter, Nubank e Creditas estão entre as 50 fintechs mais inovadoras do mundo em 2019

Primeiramente, o salário mínimo terá um acréscimo de R$ 40, indo dos atuais R$ 998 para R$ 1038. Com isso, 11,7 milhões de aposentados e pensionistas do INSS que ganham um salário mínimo receberão o aumento nos seus benefícios. Além disso, o teto salarial também será afetado com o aumento do salário mínimo.

Caso aconteça, esse novo valor também acarreta um aumento no teto previdenciário, que é o máximo que um benefício pode chegar no Instituto, elevando o teto do INSS para R$ 6.032,73.

De quanto será o aumento de Bolsonaro na aposentadoria INSS?

Nos últimos anos, os beneficiários do INSS que recebiam até um salário mínimo tinham seus benefícios corrigidos de forma diferenciada em comparação aos aposentados que ganhavam mais de um salário mínimo. Para os que ganham até um salário, o reajuste considerava o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes, somados à inflação do ano anterior, medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Esta é a mesma regra utilizada para o reajuste do salário mínimo e garantia um aumento real no valor do benefício com o crescimento econômico.

Mas isto mudou. Em 2020 não haverá um aumento real para os beneficiários do INSS. Tal fato não acontecia desde 1994, quando foi criado o Plano Real. Em 2020, teremos um reajuste corrigido apenas pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a variação de custo para as famílias que têm renda de até cinco salários mínimos, cerca de 3,31%. Em 2018, o reajuste dos benefícios acima do mínimo foi de 2,07%, enquanto o salário mínimo aumentou apenas 1,81%.

Um aumento do mínimo um pouco maior

O Congresso Nacional havia aprovado um aumento do salário mínimo em 2020 de 3,3%, ou seja, o salário mínimo iria para R$1.031. Esse aumento levava em conta a lei orçamentária de 2020. Entretanto, o Ministro Paulo Guedes (Economia), disse que era possível conceder um aumento de 4%, ou seja, R$ 1049, com base na inflação medida pelo INPC. Contudo, só saberemos o valor do reajuste de 2020 no início do ano, quando o IBGE divulgar os valores do acumulado do INPC.

Paulo Guedes ainda disse que, nos próximos anos, os reajustes do salário mínimo serão definidos um por um, ou seja, a cada ano. Nos outros governos o reajuste do salário mínimo era determinado pelos governos de forma plurianual. Tanto o piso nacional do INSS quanto os rendimentos de servidores públicos funcionavam dessa maneira.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Kanjana Kawfang/shutterstock.com