Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cuidado: malha fina cobra auxílio emergencial indevido no IR 2021

Muita gente teve problemas ao declarar seu Imposto. Veja por quê

0

Com a solicitação do Auxílio Emergencial por pessoas que não tinham direito ao benefício, o governo federal criou algumas formas de solicitar a devolução desse valor. Uma delas foi uma extensa campanha por SMS, pedindo para que a população entrasse em uma plataforma e devolvesse o auxílio. Outra foi através do Imposto de Renda. Dessa forma, quem tivesse renda acima de determinado valor, teria também que devolver o benefício.

O problema é que a entrega da declaração do Imposto de Renda este ano, que encerrou no último dia 31, virou um tormento para muita gente que teve o CPF incluído indevidamente entre os beneficiários do auxílio emergencial no ano passado. A Receita diz que a solução do problema passa por uma denúncia de irregularidade ao Ministério da Cidadania.

É provável que você goste também:

Clientes do Nubank reclamam pois não receberam a restituição do IR 2021

Confira o calendário de saques da semana do auxílio emergencial

Caixa vai patrocinar os esportes olímpicos e paralímpicos

Cuidado: malha fina cobra auxílio emergencial indevido no IR 2021

Então, ao tentar enviar sua declaração do IR 2021, muitas pessoas foram notificadas de que haveria uma pendência relativa ao auxílio emergencial. Com isso, seria necessário pagar R$ 600 até 31 de maio, data limite para a entrega da declaração, sob pena de ter o nome inscrito na Dívida Ativa da União. Além disso, sem o pagamento, não seria possível entregar a declaração no prazo, o que o deixaria sujeito à multa por atraso.

Só que muitas pessoas que receberam esse aviso sequer receberam o Auxílio Emergencial. Muitas dessas pessoas tiveram seus CPFs inscritos no programa por terceiros, por meio de fraude. Em matéria do IG Economia, o especialista em Ciências da Computação Gerson Cunha, de 53 anos, relata que também passou pelo problema: o filho, de 19 anos, estudante de medicina, aparece listado como beneficiário do programa. Mas não fez qualquer inscrição e nem recebeu o dinheiro.

Como resolver a situação?

Por fim, ao ser questionada pelo portal IG, a Receita Federal disse que não informa números sobre declarações retidas na malha fina. Além disso, em relação a contribuintes que não receberam o auxílio emergencial, a orientação da Receita é de fazer uma denúncia ao Ministério da Cidadania. Assim, o órgão irá apurar a possível fraude.

Para isso, você deve acessar o site do governo e selecionar o serviço “Solicitar verificação dos valores recebidos do auxílio emergencial para efeitos de declaração de ajuste anual de imposto de renda”, e preencher o formulário para denúncia. Em nota, o Ministério da Cidadania lembra que “as pessoas que receberam o auxílio emergencial e tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76 em 2020, sem contar o benefício, precisam fazer a declaração do Imposto de Renda”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Assim, é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Contudo, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: CRIS CAVALHEIRO/shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...