Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Brasil tem superávit de R$ 79,3 bi em janeiro de 2024, segundo Tesouro Direto

Dados divulgados na última quarta-feira (28) pelo Tesouro Nacional revelam que o Brasil teve superávit primário em janeiro. Entenda!

O Tesouro Nacional divulgou na última quarta-feira (28) que o Governo Central do Brasil apresentou em janeiro de 2024 um superávit primário de R$ 79,3 bilhões. O valor, que superou as expectativas da pesquisa Prisma Fiscal do Ministério da Fazenda, traz otimismo para a economia brasileira.

Dessa forma, saiba mais informações sobre esses dados e as metas do governo do campo econômico. Continue a leitura!

Brasil registra superávit primário em janeiro

Bandeira do Brasil em forma de gráfico. Ao fungo, uma seta indicando índices, além de outros gráficos e números
Imagem: Ronnie Chua / Shutterstock.com

O superávit primário acontece quando a arrecadação com impostos é maior do que as despesas do governo. Este resultado é uma importante métrica para o mercado financeiro, já que indica a sia capacidade de pagar suas dívidas sem emitir novos títulos de dívida pública.

No primeiro mês de 2024, o Tesouro e o Banco Central (BC) tiveram um superávit de R$ 96,0 bilhões. Enquanto isso, a Previdência Social (RGPS) registrou déficit primário de R$ 16,7 bilhões.

Comparado a janeiro de 2023, houve um aumento real nas receitas de 3,0% (R$ 6,9 bilhões) e um aumento real nas despesas de 6,8% (R$ 10,1 bilhões). Impostos como a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), o Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) contribuíram para o aumento da receita do Brasil.

Saiba mais sobre a meta de déficit zero

Após registrar um déficit primário de R$ 230,5 bilhões em 2023, o governo do Brasil persegue um déficit zero para 2024. Ou seja, busca-se o total equilíbrio das contas públicas. No entanto, para atingir esta meta, será necessário que uma série de medidas econômicas sejam aprovadas pelo Congresso.

O superávit no início do ano traz otimismo em meio à recessão econômica, contudo, o governo precisa de medidas que fortaleçam a arrecadação federal. Entre as medidas propostas estão a regulamentação das apostas esportivas e a taxação dos fundos dos chamados super-ricos.

Veja também:

Cortes no Bolsa Família: entenda por que houveram tantos bloqueios

Para assegurar o cumprimento da meta de déficit zero, é crucial que as medidas não sejam “desidratadas” durante sua tramitação no Congresso.

Imagem: Ronnie Chua / Shutterstock.com