Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cartões de crédito vão mudar a partir de 1º de julho, saiba as novas regras!

Descubra as mudanças nas regras do cartão de crédito a partir de 1º de julho de 2024 e como elas impactam seus pagamentos

A partir de 1º de julho de 2024, os cartões de crédito no Brasil passarão por uma série de mudanças, visando maior transparência, segurança e proteção aos consumidores. Assim, as novas regras, estabelecidas pelo Banco Central, abrangem diversos aspectos do uso do cartão, desde a cobrança de juros até a comunicação com as instituições financeiras.

Dessa forma, com a nova portabilidade de dívida do crédito rotativo, os usuários agora podem transferir seus saldos devedores de um banco para outro. O que esquenta a competição entre as instituições e pode resultar em taxas de juros mais atraentes. Veja mais detalhes!

Portabilidade de dívida e transparência

Portanto, a portabilidade da dívida do crédito rotativo é uma possibilidade que permite ao titular do cartão transferir o saldo devedor de um cartão de crédito para outro banco ou instituição financeira que ofereça melhores condições de pagamento, como taxas de juros reduzidas, o que incentiva uma competição saudável entre os bancos.

Veja também:

Governo lança programa que libera R$ 15 mil para dar entrada na casa própria; veja como funciona

Além disso, outra inovação significativa das novas regulações do Banco Central é a exigência de que as faturas do cartão de crédito sejam mais claras e compreensíveis. Assim, cada item da fatura deve ser detalhado de forma que o consumidor possa entender facilmente para que está pagando, favorecendo um melhor controle financeiro.

Vários cartões com limite de crédito
Imagem: Theethawat Bootmata/shutterstock.com

Benefícios das novas regras dos cartões de crédito

Enfim, as novas regras dos cartões de crédito do Banco Central prometem trazer diversos benefícios ao consumidor, tais como:

  • Maior transparência nas faturas: Com informações mais claras, fica mais fácil gerir as finanças;
  • Redução do custo do crédito rotativo: A possibilidade de transferir a dívida pode levar a uma diminuição nas taxas de juros;
  • Melhoria na saúde financeira: Ao possuir ferramentas e opções para sair do endividamento, os consumidores podem encontrar um caminho mais claro para a saúde financeira.

Imagem: Theethawat Bootmata/shutterstock.com