Category - BANCOS

Caixa pretende criar 100 agências digitais este ano

agências digitais

A Caixa Econômica Federal está se modernizando para não ficar pra trás da nova tendência de resolver todos os problemas financeiros diretamente pela internet e, por isso, está com uma meta de criar até o fim de 2018, 100 novas agências digitais no Brasil. O foco da instituição financeira, portanto, é o de modernizar a sua tecnologia com forte investimento e direcionamento do setor digital da empresa.

Leia também:

Cartão de crédito digital da Caixa pode ser lançado em breve.

Precisando de dinheiro? Garantia do FGTS facilita empréstimo consignado.

Vazou! Dados de 264 mil clientes da Atlas Quantum são expostos na rede [URGENTE].

Sendo que o presidente da Caixa, Nelson de Souza vai também apresentar um programa de incentivo aos empregados, com premiações e outras iniciativas.

A ideia, então, é criar um novo canal de relacionamento para oferecer serviços e consultoria financeira trazendo comodidade e segurança. O atendimento, portanto, é personalizado pelo telefone ou e-mail, em horário estendido.

Produtos e Serviços das agências digitais da Caixa

Empréstimo e financiamentos

Crédito consignado, financiamento de imóveis e outras facilidades que você precisar.

Investir no seu futuro

Você poderá contratar ou buscar consultoria para vários tipos de investimentos.

Proteção

A agência digital oferece seguros, consórcios, previdência privada e títulos de capitalização para o cliente planejar o seu futuro e o da sua família.

Mais facilidade para o seu dia a dia

Comodidade de resolver diversas operações: amortização e liquidação de contratos, Assinatura Eletrônica, cadastramento de débito automático, 2ª via de boletos e muito mais.

A Agência Digital Caixa está disponível para atendimento 14 horas por dia, das 08 às 22h. Para mais informações, entre em contato com o seu gerente por e-mail. Ainda há possibilidade de se informar pelos telefones 3004 8104 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 208 8104 (demais regiões).

Obs: No entanto, vale ressaltar que, segundo a Caixa, o canal ainda está em desenvolvimento. Isso que significa que alguns produtos e serviços podem estar indisponíveis.

Considerações Finais

Portanto, a Caixa Econômica Federal mostrou que está atenta aos movimentos do mercado. Com isso, claramente demonstra que está se adequando ao futuro. Até porque as fintechs, empresas de tecnologia que prestam serviços financeiros, estão cada vez mais lançando produtos que atendam a população como um todo. Por isso, uma das maiores instituições financeiras do país não poderia deixar de lado este movimento.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Fontes: Contec e Caixa.

Itaú lança serviço de depósito de cheque pelo smartphone

depósito de cheque pelo smartphone

Os clientes do Itaú Personnalité e Private já podem fazer depósito de cheque pelo smartphone. No entanto, o limite diário é de R$ 20 mil. Atualmente, 73% dos clientes do Itaú realizam transações por meios digitais. Por causa desse crescimento, o banco decidiu liberar o depósito de cheque pelo mobile.

Leia mais:

Itaú fecha parceria com o PayPal para oferecer conveniência aos clientes.

Cartão de crédito pode ser cancelado se você não estiver usando?

Vazou! Dados de 264 mil clientes da Atlas Quantum são expostos na rede [URGENTE].

Itaú lança serviço de depósito de cheque pelo smartphone para os clientes Personnalité e Private

Sendo assim, os clientes Peronnalité e Private já estão liberados para usar a novidade via app. Isso significa que eles não precisam mais se deslocar para fazer um depósito por cheque. Portanto, com poucos cliques e de onde estiver, é possível fazer a operação com segurança e limite de R$ 20 mil por dia.

Desde dezembro de 2017, depois que houve a implementação, aconteceu um aumento de aproximadamente 50% nos depósitos de cheque via mobile.

“Trabalhamos para que todos os clientes tenham essa ferramenta à disposição. Ao longo do tempo, é possível que cada vez menos clientes visitem as agências para depositar cheques”, afirma Felipe Wey, diretor do Itaú Personnalité.

O executivo disse que a nova ferramenta serve para complementar o pacote de serviços digitais fornecidos aos clientes. “O depósito de cheques pelo aplicativo atende à demanda dos clientes que sentiam necessidade de otimizar o uso desse meio de pagamento”, ressalta.

Leia também:

Itaú lança a maquininha Pop Credicard para concorrer com PagSeguro.

Itaú lança Credicard Zero para compras internacionais.

Gostou da notícia sobre o depósito de cheque pelo smartphone?

Nos siga no FacebookTwitter e Instagram para assim continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

As melhores contas digitais para negativados (SPC e Serasa)

Se você está passando por um momento complicado na sua vida, perdeu o crédito no mercado, e os bancos não querem abrir uma conta para você, temos uma boa notícia. Saiba que existem contas digitais para negativados. Ou seja, para quem tem restrições no nome, seja no SPC ou no Serasa. Para auxiliá-lo a ter a sua vida financeira de volta, elencamos aqui neste post, 4 dicas de contas digitais que não costumam fazer a consulta aos órgãos restritivos. Confira.

Leia também:

Empréstimo Olé é sem consulta ao SPC e Serasa.

Ter a NuConta pode ajudar você a ser aprovado no Cartão Nubank?

Confira 5 dicas para quitar suas dívidas do cartão de crédito

As melhores contas digitais para negativados (SPC e Serasa)

Você pode ter sujado seu nome em razão de vários motivos, como um problema de saúde na família, desemprego, e a própria crise que estamos passando. Independente disso, enquanto você busca pela regularização, é necessário ter acesso a alguns serviços que as contas digitais disponibilizam. Portanto, confira logo a seguir algumas dicas de contas digitais que você poderá aproveitar as facilidades abrindo uma conta pelo seu Smartphone e sem complicações.

Agibank

O Agibank era chamado de Agiplan, e localiza-se em Porto Alegre. A Fintech é famosa por conceder a abertura de contas digitais para negativados. Foi a primeira instituição financeira a converter o número do celular do cliente no número da conta corrente.

Com o foco nas classes C e D, o banco digital tem o foco de trazer as pessoas desbancarizadas para serviços que não tinham acesso. Há relatos de concessão de cartão de crédito com limite para pessoas negativadas. Entretanto, o limite disponibilizado é relativamente baixo, de acordo com as críticas dos internautas.

Com uma conta digital no Agibank você pode fazer praticamente tudo pelo seu celular, sem burocracias, e com muitos benefícios. Primeiramente, você tem uma conta corrente com cartão de crédito e débito internacional com anuidade grátis. Você ainda pode gerar até 4 boletos, efetuar até 4 transferências entre bancos, compras com QR Code, 4 saques nos Caixas 24 Horas e 2 em lotéricas, entre outros benefícios.

Para abrir a sua conta, entre diretamente no site da instituição ou baixe o aplicativo (Android ou iOS).

Banco Inter

Sem sombra de dúvidas, o melhor banco digital da atualidade, sem cobrança de taxas ou de anuidades. O Banco Inter também libera a abertura de contas digitais para negativados. Entretanto, não libera somente o cartão de crédito. Porém isso já é uma grande ajuda para quem está em busca da regularização do crédito no mercado.

Entre as vantagens do Banco Inter, podemos elencar: abertura de conta pelo celular, transferências DOC e TED gratuitas e ilimitadas, sem tarifas de manutenção e saques ilimitados no Banco24Horas.

Para abrir a sua conta, instale o aplicativo do Banco Inter, preencha seus dados, tire uma selfie, envie alguns documentos, e pronto. Consulte maiores informações no site da instituição.

Banco Original

Recentemente, o Banco Original passou a aceitar negativados na abertura das suas contas digitais. Entretanto, o banco faz consulta ao SPC e Serasa, e o ideal é que você não tente contratar produtos ou serviços como cartão de crédito ou empréstimo. Em alguns casos, a instituição pode negar a abertura da conta digital, mas é muito difícil disso acontecer. Contudo, caso isso aconteça com você, aguarde pelo menos 180 dias e solicite novamente.

Para abrir uma conta no Banco Original, baixe o aplicativo no seu Smartphone (Android e iOS). Para conhecer o banco e saber mais informações da conta 100% digital, entre diretamente no site do Banco Original.

Neon

O Neon é mais uma opção de conta digital para quem está negativado. Agora, o Neon é parceiro do Banco Votorantim. Além disso, tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, e muito mais segurança do que algumas Fintechs.

O Neon oferece na sua conta digital a facilidade de utilizar um cartão de crédito pré-pago (na função débito). Além disso, com o Neon+, você tem disponíveis transferências para outros bancos e boletos para depósitos infinitos. Contudo, é necessário efetuar pelo menos 10 compras no mês pelo cartão virtual ou de débito.

Para abrir a sua conta, baixe o aplicativo no seu Smartphone (Android ou iOS), e não deixe de verificar maiores detalhes diretamente no site do Neon.

Gostou da notícia?

Nos siga no FacebookTwitter e Instagram para assim continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Confira 5 dicas para quitar suas dívidas do cartão de crédito

Neste momento, mais de 63 milhões de brasileiros estão com dívidas em atraso. O recorde de inadimplência foi alcançado em julho de 2018, e apresentou um crescimento de 4,31% em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, cerca de 51% das dívidas referem-se a pendências bancários, como cartão de crédito, cheque especial, empréstimos e financiamentos. Todo mundo sabe que as dívidas do cartão de crédito podem se transformar em uma bola de neve impagável. Portanto, confira aqui neste artigo 5 dicas para eliminar de vez as suas pendências.

Leia também:

As melhores contas digitais para negativados (SPC e Serasa)

Compras em dólar no cartão de crédito podem afetar seu bolso

Conheça as dívidas do cartão de crédito

Caso tenha acontecido de você pagar apenas o mínimo da sua fatura, saiba que você acabou de entrar para o crédito rotativo. Ou seja, a sua dívida restante será reajustada de acordo com a taxa de juros da sua instituição. Este percentual fica em torno de 10% ao mês.

Entretanto, pode acontecer ainda o pior. Se você não conseguir quitar o valor integral no próximo mês, a dívida será mais uma vez corrigida e dessa vez parcelada. Também serão cobrados outros encargos financeiros, como multas previstas em contrato.

Portanto, primeiramente você deve entrar em contato com a instituição financeira e descobrir qual é o valor real das suas dívidas do cartão de crédito. Aproveite e vá atrás de todos os seus credores e saiba quanto você deve a cada um deles. Some todas as suas contas, e descubra o valor que precisaria para pagar tudo à vista ou parcelado.

Verifique a sua situação financeira

Conhecendo o valor total das suas dívidas, o momento é de organizar as suas finanças e saber quanto você tem disponível mensalmente para cobrir as suas dívidas atrasadas. De preferência, utilize papel e caneta, uma planilha de Excel, ou ainda um aplicativo de finanças pessoais, como o GuiaBolso.

Faça um levantamento detalhado de todas as suas receitas pessoais, e em seguida, anote todos os seus gastos, primeiramente os fixos e posteriormente os supérfluos. Por fim, classifique-os por categoria, como alimentação, transporte, educação, moradia, saúde e lazer. Guarde uma pequena parcela para eventuais investimentos.

Corte gastos supérfluos

Infelizmente, é necessário começar a cortar gastos supérfluos. Muito provavelmente, se você adquiriu uma dívida do cartão de crédito, está gastando mais do que ganha. Portanto, reavalie tudo aquilo que pode ser cortado do seu orçamento, sem sofrimento.

Entretanto, é prudente reservar uma parcela do seu dinheiro para lazer. Isso é necessário, pois ninguém consegue cortar todos os gastos sem se divertir. Acaba prejudicando todo o seu trabalho com a economia no seu orçamento.

Troque a dívida mais cara por uma mais barata

Tente negociar diretamente com a sua instituição financeira, seja ela uma Fintech, uma administradora de cartão de crédito ou simplesmente um banco tradicional. Ofereça uma proposta para pagamento à vista ou parcele a sua dívida em parcelas fixas.

Contudo, se a negociação não for vantajosa, tente buscar outras alternativas para resolver a situação. Você pode procurar um empréstimo consignado, evitando ter que pagar uma dívida com altas taxas de juros e encargos. Portanto, avalie a possibilidade de pegar um empréstimo para quitar as suas dívidas do cartão de crédito.

Mude os seus hábitos

Finalmente, agora vem a parte mais importante. É necessário seguir controlando as suas finanças, e tentar viver o mais próximo possível do seu orçamento. Evite ter uma alavancagem muito superior ao seu salário. Prefira ter um ou dois cartões de crédito e utilize-os com a máxima cautela. Aproveite apenas as vantagens do cartão de crédito. Ou ainda, se você não se adaptou ao dinheiro de plástico, tente utilizar um cartão de crédito pré-pago. É uma excelente forma de começar a controlar despesas excessivas.

E então, por acaso você já passou por uma situação complicada com as suas dívidas do cartão de crédito? Compartilhe conosco a sua experiência na seção de comentários logo abaixo.

Gostou da notícia?

Nos siga no FacebookTwitter e Instagram para assim continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Fonte dos dados estatísticos: Veja

Compras em dólar no cartão de crédito podem afetar seu bolso

O momento conturbado que estamos passando aqui no Brasil, principalmente pelas eleições, afetou significativamente o valor da moeda americana. Ao longo desta semana, o dólar operou em alta, fechando nesta sexta-feira (24) em R$ 4,11, e acumulando aproximadamente 5%. Quem costuma comprar em dólar no cartão de crédito está muito preocupado. Entenda como funciona e como isso pode afetar o seu bolso.

Leia também:

Confira 5 dicas para quitar suas dívidas do cartão de crédito

Cartão de crédito Ford Itaucard 2.0 dá desconto de até R$ 10 mil em carro

Compras em dólar no cartão de crédito – como funciona

O uso da moeda estrangeira para compras é definido com algumas regras específicas que podem causar confusão. Entretanto, é muito simples. Na maioria das vezes, o valor do dólar será convertido em reais no dia do fechamento da fatura, e não na data da compra.

Vejamos, vamos supor que você tenha comprado em dólar no cartão de crédito lá pelo dia 1º de agosto, com a cotação em R$ 3,90. Contudo, caso a sua fatura fechou justamente com uma cotação de R$ 4,10 essa diferença é que vai pesar no seu bolso. Ou seja, 20 centavos a mais em cada dólar gasto.

Entretanto, alguns bancos como a Caixa Econômica Federal oferecem a possibilidade do cliente escolher se quer ter o cálculo no dia da compra ou no dia do fechamento da fatura. Portanto, isso pode ser vantajoso para quem faz compras internacionais com frequência.

E se pedir para antecipar a fatura?

Caso o cliente queira antecipar a sua fatura, como algumas Fintechs possibilitam, o valor da fatura é emitido de acordo com o valor da moeda estrangeira.

Confira a cotação do dólar ao longo do mês de agosto

  • 01 de agosto – R$ 3,75
  • 02 de agosto – R$ 3,75
  • 03 de agosto – R$ 3,70
  • 05 de agosto – R$ 3,70
  • 06 de agosto – R$ 3,74
  • 07 de agosto – R$ 3,75
  • 08 de agosto – R$ 3,77
  • 09 de agosto – R$ 3,80
  • 10 de agosto – R$ 3,86
  • 12 de agosto – R$ 3,86
  • 13 de agosto – R$ 3,88
  • 14 de agosto – R$ 3,87
  • 15 de agosto – R$ 3,90
  • 16 de agosto – R$ 3,90
  • 17 de agosto – R$ 3,90
  • 19 de agosto – R$ 3,91
  • 20 de agosto – R$ 3,96
  • 21 de agosto –  R$ 4,05
  • 22 de agosto – R$ 4,04
  • 23 de agosto – R$ 4,12
  • 24 de agosto – R$ 4,10

Fonte: Exchange Rates

Além da variação do dólar, cabe salientar que se o consumidor efetuar compras em dólar, também estará sujeito ao IOF – Imposto Sobre Operações Financeiras. Atualmente, a alíquota está em 6,38%.

Vai viajar para o exterior?

Sobretudo, se você for viajar, é importante lembrar também que comprar a moeda no Brasil sai muito mais barato. Se você comprar a moeda em espécie, a alíquota é de apenas 1,10%. Portanto, tente comprar a moeda estrangeira aqui no Brasil antes da sua viagem.

Gostou da notícia?

Nos siga no FacebookTwitter e Instagram para assim continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Consignados e maquininhas também são investigados por suposto cartel para impedir crescimento das fintechs

cartel para impedir crescimento das fintechs

O Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, investiga as irregularidades cometidas nos mercado financeiro. Por isso, o Itaú, Banco do Brasil e Bradesco são os que mais são investigados. Outros alvos são as bandeiras e administradoras de cartões de crédito que são ligadas a eles. O Itaú, por exemplo, conta com, no mínimo, 7 processos contra ele, já o Banco do Brasil tem seis e o Bradesco mais cinco. Além disso, produtos como consignados e maquininhas também são investigados por suposto cartel para impedir crescimento das fintechs.

Leia também:

Caixa vai entrar na guerra das maquininhas com Itaú ou Bradesco.

A briga do Nubank contra bancos tradicionais brasileiros no Cade.

Maior desafio do Cade

Segundo o Uol, a regulação do mercado de pagamentos e o relacionamento entre bancos, credenciadoras e bandeiras estão tendo uma atenção maior do Cade, assim como têm se mostrado um grande desafio. Para termos uma ideia, desde 2012 já foram realizados sete acordos para acabar com condutas anticompetitivas. Entretanto, a maioria dos acordos não houve exigência de pagamentos.

O Itáu teve que pagar R$ 21 milhões para encerrar processo que estava sendo apurado. A suspeita é de que as instituições estejam firmando contratos de exclusividade com estabelecimentos comerciais. Ou seja, adotavam práticas como venda casada, retaliação e discriminação na cobrança de tarifas.

Suposto cartel para impedir crescimento das fintechs?

o Cade também terá que avaliar o impacto das novas tecnologias no setor financeiro. Até porque três processos foram abertos, desde o ano passado, no qual um banco digital, uma associação de criptomoedas e um app de finanças questionam as condutas dos bancos tradicionais.

O Nubank, por exemplo, denunciou as instituições financeiras por suspeita de impedir a atuação da startup financeira no mercado.

“Acreditamos que ter um mercado livre e competitivo garante que as pessoas tenham a liberdade de escolher os melhores serviços para elas. Confiamos que as autoridades reguladoras continuarão a proteger e a estimular a competitividade no setor, garantindo que novos entrantes continuarão a ter espaço para inovar”, afirmou o Nubank, em nota.

O BB e o Bradesco foram procurados, mas informaram que prestaram todas as informações solicitadas pelo Cade. E ainda reiteraram o compromisso de atuar com respeito à livre competição.

Gostou da notícia?

Nos siga no FacebookTwitter e Instagram para continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Fonte: Uol.

As Top 10 melhores contas digitais Custo/Benefício de 2018

Desde que Fintechs como o Nubank nos trouxeram as contas digitais gratuitas, as demais instituições financeiras começaram a se movimentar. Com isso, surgiram diferentes opções, entre bancos digitais e tradicionais, e foi benéfico ao consumidor. As contas digitais são uma excelente forma de escapar das taxas, sem falar na burocracia. Agora, você pode abrir uma conta pelo seu Smartphone, sem papeladas, sem filas e sem perda de tempo. Entretanto, diante de tantas ofertas disponíveis no mercado, fica difícil escolher apenas uma. Pensando nisso, elenquei aqui neste post, as 10 melhores contas digitais Custo/Benefício de 2018. Ou seja, aquelas que você pode ter mais vantagem gastando bem menos. Boa leitura!

10 melhores contas digitais Custo/Benefício de 2018

1º Lugar: Banco Inter

Sem sombra de dúvidas, o Banco Inter lidera as contas digitais, principalmente pelo fato de ser uma conta que oferece tudo o que você precisa, e de forma inteiramente gratuita. Ou seja, isso é a democratização do acesso bancário aos brasileiros.

Benefícios:

  • Cartão Mastercard na função débito.
  • Saques gratuitos e ilimitados.
  • Conta digital isenta de tarifas.
  • O correntista pode efetuar transferências TED ilimitadas e gratuitas.
  • Depósito de cheques por imagem.
  • Depósito por boleto.
  • Você pode investir em diferentes produtos (até na poupança).

2º Lugar: Banco Original

Embora seja uma instituição financeira tradicional e controlada poela holding J&F, o Banco Original foi pioneiro em lançar um aplicativo para abertura de contas online. Não é um banco isento de tarifas, mas ele oferece uma gama completa de benefícios mediante o pagamento de apenas R$ 9,90 mensal.

Entretanto, para quem se dispõe em fazer a portabilidade, ganha a isenção total da tarifa da conta, além de anuidade do cartão de crédito, bem como desconto de 50% nos juros do cheque especial e do crédito pessoal. Portanto, merece o segundo lugar entre as melhores contas digitais Custo/Benefício de 2018.

Benefícios

  • Transferências TED e entre contas do Banco Original.
  • Saques nos bancos 24 Horas e em caixas do Banco.
  • Extratos liberados.
  • Depósito por boleto.
  • Pagamento de contas.
  • Possibilidade de aplicar em diferentes investimentos.

3º Lugar: Next

O Next é a conta digital do Banco Bradesco. Entre as inúmeras vantagens, você pode utilizar a Vaquinha, controlando e cobrando da galera que não mexer no bolso. Entretanto, mesmo sendo uma conta digital, a proposta não é de ser uma conta grátis. Você pode experimentar por 5 meses e depois tem que optar por uma cesta Next.

Contudo, para quem aderir a portabilidade, pode ter acesso aos seguintes benefícios, além dos mimos do Next:

  • Anuidade grátis.
  • Transferências para Next e Bradesco ilimitadas sem taxas.
  • Direito a um DOC ou TED por mês para outros bancos.
  • Saques no Bradesco e na rede Banco 24 Horas ilimitados.
  • Comprovantes e extratos ilimitados.

4º Lugar: Agibank

O Banco Agiplan, agora mudou de nome, e é chamado de Agibank. Através da sua conta digital, você pode realizar pagamentos diretamente pelo aplicativo. Além disso, você pode efetuar transferências bancárias aos contatos do celular.

Entretanto, o seu cartão de crédito tem um limite muito baixo, e se o mesmo não tiver a devida utilização, costuma reduzir o valor do limite.

Benefícios

  • Pagamentos sem tarifas.
  • Não possui tarifa de manutenção.
  • Isento de mensalidade ou anuidade.
  • Consulta de saldo e extrato pelo app.
  • 2 Saques nas lotéricas (Acima disso R$ 2,90)
  • 2 Saques nos caixas 24h (Acima disso R$ 6,49)
  • 4 TEDs para outros bancos gratuitos por mês (Acima disso R$ 1,90)
  • Transferências e pagamentos ilimitados para qualquer conta Agibank
  • 4 Boletos liquidados por mês (Acima disso R$ 2,99)

5º Lugar: Meu Pag

O Pag! é uma Fintech que possibilita realizar o pagamento de contas, transferências, depósitos, saque na rede 24 Horas e recarga de celular. Inclusive, você pode fazer tudo isso pelo aplicativo. Outrossim, você escolhe quanto quer pagar pelos serviços. Ou seja, o usuário pode pagar nada, ou simplesmente R$ 10, R$ 20, R$ 30 ou R$ 40.

Benefícios

  • Isenção de tarifas e manutenção.
  • Cartão de crédito Mastercard internacional.
  • Zero anuidade.
  • TEDs gratuitas,
  • Emissão de boletos gratuita.

6º Lugar: Banco Sofisa Direto

Embora seja conhecido mais pelos investimentos, o Banco Sofisa Direto tem conta digital isenta de taxas e tarifas. Além disso, você pode depositar dinheiro na sua conta através de DOC, TED, boleto, ou cheque por imagem.

Ademais, através do programa indique e ganhe, você pode indicar um amigo e ganhar até 50 reais em compras com o pré pago.

7º Lugar: Neon

Essa Fintech sofreu um duro golpe ao ter sua instituição parceira ter decretada a liquidação extrajudicial pelo Banco Central. Logo em seguida, perdeu muitos dos seus clientes, e deixou de funcionar vários dos seus serviços. Mais recentemente, o Neon recuperou a credibilidade ao se associar com o Banco Votorantim, e está na crescente tentativa de se recuperar no mercado das Fintechs. Portanto, tem oferecido diferentes benefícios aos seus correntistas.

Neste momento, o Neon tem cartão de crédito pré-pago, que serve na função débito, transferências gratuitas e boletos de depósitos gratuitos aos clientes que forem Neon+. Será que vale a pena ter uma conta no Neon?

8º Lugar: Woop Sicredi

O Woop Sicredi é uma solução 100% digital que fornece uma conta completa. A conta digital da instituição financeira cooperativa tem cartão de débito, crédito, bem como tudo o que você precisa para descomplicar a sua vida financeira. A conta oferece dois pacotes, um gratuito e ilimitado e outro que custa R$ 9,90 por mês, com cartão de crédito e transferências ilimitadas.

Benefícios

  • Receba depósitos e transferências via DOC ou TED.
  • Possibilidade de depósitos por boleto bancário.
  • Transferências entre contas Sicredi e Woop Sicred grátis e ilimitadas.
  • Saques em caixas da rede Banco 24 Horas e nos caixas da Sicredi.
  • Você pode investir na poupança Sicred.
  • Pagamento de contas e boletos por aplicativo.
  • Você ainda acumula moedas e troca por descontos e isenções na conta digital.

9º Lugar: Nuconta

A Nuconta é a conta digital do Nubank. Com essa conta digital, você pode pagar contas, fazer transferências TED para outras contas sem tarifas, acompanhar saldo e extrato pelo app do Nubank e deixar o seu dinheiro rendendo.

Entretanto, a Nuconta é uma conta de pagamentos, e neste momento não possibilita saques em espécie. Mesmo assim, é uma boa opção para quem não precisa de dinheiro na mão, e que possui uma conta em uma instituição bancária tradicional, ou outra Fintech.

10º Lugar: Social Bank

O Social Bank é uma proposta inovadora de conta digital, e que não poderia ficar de fora desta lista. Com ela, você pode separar os gastos sem precisar pensar nas faturas a vencer. Você ainda pode emprestar dinheiro para outros usuários e ganhar até 2% ao mês.

Como se tudo isso não bastasse, você consegue abrir contas para os seus filhos, e disponibilizar a mesada para eles. Outra possibilidade é usar o Social Connect e interligar quem você quiser na sua conta, criando uma espécie de conta conjunta sem burocracia.

Considerações finais:

A desburocratização dos serviços bancários tem ajudado consideravelmente as pessoas atualmente. Agora, não é mais necessário ter que se deslocar até uma instituição bancária na maioria das vezes. Portanto, as contas digitais cada vez ganham mais espaço, e seguirão exponencialmente. Por esse motivo, os bancos estão sendo literalmente obrigados a mudarem os seus conceitos. Entretanto, a caminhada ainda é longa, e vai demorar um bom tempo para que a maior parte da população se beneficie disso.

Por fim, o que você achou das 10 melhores contas digitais Custo/Benefício de 2018? Deixe seu comentário logo abaixo, e inclua mais alguma que também você considere uma excelente conta digital da atualidade. Até a próxima!

Gostou da notícia?

Siga-nos em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Empréstimo do Banco BMG é sem consulta ao SPC e Serasa

empréstimo do Banco BMG

Infelizmente quando a situação financeira aperta precisamos recorrer a alternativas para resolver da melhor maneira possível. No entanto, nem sempre o empréstimo serve para cobrir alguma situação emergencial: podemos trocar o carro, reformar a casa, fazer uma viagem, entre outras possibilidades. Hoje vamos trazer uma boa opção, que é o empréstimo do Banco BMG, sem consulta ao SPC e Serasa.

Leia também:

Empréstimo Olé é sem consulta ao SPC e Serasa.

Empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa do Banco BMG é confiável?

As melhores contas digitais para negativados (SPC e Serasa)

Entretanto, não é qualquer pessoa que pode solicitar o empréstimo com a instituição financeira, pois apenas os funcionários públicos, aposentados e pensionistas é que podem pedir o empréstimo consignado da empresa.

O Banco BMG está no mercado desde 1930 e tem um longa história com a população brasileira oferecendo financiamento e soluções financeiras como empréstimo de uma maneira descomplicada e sem muita burocracia como as grandes instituições financeiras do país.

O banco possui uma subsidiária chamada Help, que possui diversas lojas espalhadas pelo país. Ela é responsável por oferecer empréstimo e cartão de crédito sem anuidade. Tudo sem consulta ao SPC e Serasa.

empréstimo do Banco BMG

Crédito consignado do Banco BMG é voltado para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos (federais, estaduais e municipais). As taxas cobradas são baixas devido ao menor risco para a instituição financeira, pois as parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento.

Vantagens empréstimo consignado do Banco BMG

  • Sem consulta ao SPC e Serasa;
  • Melhores taxas do mercado;
  • Parcelas fixas em até 72 vezes;
  • Desconto direto na folha de pagamento;
  • Não precisa informar o motivo ou comprovar o uso do empréstimo.

Dinheiro Extra

Além do empréstimo consignado, o banco conta com o “Dinheiro Extra”, uma modalidade de empréstimo para quem está sem margem no consignado.

Como solicitar o empréstimo consignado

Para solicitar o empréstimo, entre no site da Help, se informe mais sobre o produto e agende uma visita em uma loja mais próxima.

Considerações Finais

Portanto, o Banco BMG é uma grande instituição financeira brasileira e uma ótima opção para quem está precisando de dinheiro. No entanto, somente os aposentados, pensionistas e funcionários públicos podem pedir o crédito consignado, sem consulta ao SPC e Serasa. Se for o seu caso, realmente ele é uma excelente opção para conseguir quitar sua dívidas ou realizar os seus sonhos.

Gostou do artigo sobre o empréstimo do Banco BMG sem consulta ao SPC e Serasa

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nubank aumenta para R$ 20,00 o valor mínimo de depósito para a NuConta

depositar por boleto na NuConta

Nubank aumenta para R$ 20,00 o valor mínimo para depositar por boleto na NuConta. O Nubank decidiu aumentar o valor mínimo de depósito por boleto para a NuConta, sem fazer qualquer pronunciamento. A fintech permitia que o cliente emitisse um boleto de R$ 3,00 para transferir dinheiro para a NuConta. No entanto, agora o valor mínimo para emitir o boleto é de R$ 20,00. Já para pagar parte da fatura do cartão, a quantia mínima para gerar o boleto continua sendo de R$ 3,00.

Leia mais:

Nubank Rewards fecha parceria com a Microsoft para apagar mensalidade do Xbox Live.

Empréstimo do Banco BMG é sem consulta ao SPC e Serasa.

5 Serviços essenciais que o Nubank não possui.

Segundo o Tecnoblog, cada usuário pode emitir 15 boletos por mês, o limite é compartilhado entre o Nubank e NuConta. Quando o usuário tenta emitir o 16° boleto, ele é notificado. No entanto, o Nubank foi questionado e afirmou que aplica a restrição “apenas para monitorar a maneira como as pessoas estão usando os serviços, inclusive para prevenção de fraudes e lavagem de dinheiro”.

A fintech explicou que, apesar de não repassar o custo ao cliente, qualquer emissão de boleto gera custos, mesmo quando ele não é pago. “Para conseguir viabilizar o modelo onde buscamos oferecer o melhor serviço e de maneira sustentável para o nosso negócio, aumentamos o valor mínimo de depósito na NuConta para R$ 20”, confirma a empresa.

depositar por boleto na NuConta

A empresa foi questionada pelo Tecnoblog e disse que não comunicou aos clientes sobre o aumento do limite no aplicativo, “mas está disponível de maneira bem clara qual é o mínimo”. A informação é mostrada ao usuário quando ele entra na tela para fazer o depósito.

Entretanto, inicialmente, a NuConta só permitia depósito por TED. Mas como os bancos chegam a cobrar até R$ 143,25 por transferência, o Nubank decidiu liberar a opção de depósito na NuConta por boleto, para o cliente evitar taxas como essa.

Gostou da notícia sobre o aumento do valor mínimo para depositar por boleto na NuConta?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: Tecnoblog.

Teve crédito negado por política interna? Entenda como funciona

A análise de crédito das instituições bancárias utiliza uma série de informações. Primeiramente, o banco, Fintech ou administradora de cartões de crédito analisa se você possui restrições no SPC ou no Serasa, o seu Score de crédito, e por fim, busca informações do Banco Central. Portanto, é muito comum que algumas instituições financeiras neguem crédito, e em algumas vezes o crédito é negado por política interna, frequentemente não informando o real motivo. Entenda o que é isso e saiba como reagir quando acontecer com você.

Leia também:

Empréstimo do Banco BMG é sem consulta ao SPC e Serasa.

10 dicas matadoras para aumentar o seu Score do SCPC e Serasa Consumidor

Motivos para a recusa de crédito

Primeiramente, é importante saber quais os motivos mais frequentes para a recusa de crédito. Eles podem ser resumidos da seguinte forma:

  • Você pode estar inscrido na lista de maus pagadores.
  • Pode estar com parte da sua renda comprometida com outras dívidas.
  • Pode ter idade avançada e o empréstimo é muito longo.
  • Possui histórico negativo no SCR.
  • Ou, o crédito foi negado por política interna.

Crédito negado por política interna

Quando você vai solicitar um pedido de crédito no mercado, é necessário disponibilizar uma série de informações. Você precisa informar a sua idade, sexo, estado civil, renda, etc. Com a informação dos seus documentos, e de posse do número do seu CPF, as instituições bancárias podem automaticamente solicitar a sua autorização para consultar o SCR, que é o Sistema de Informações de Crédito do Banco Central.

O SCR ou Registrato apresenta de maneira detalhada absolutamente toda a sua vida financeira. Ou seja, lá na consulta do SCR aparece o seu relacionamento com os bancos, e principalmente se deu prejuízo a determinada instituição financeira. Entretanto, enquanto você consegue consultar os últimos 60 meses detalhados, as empresas tem acesso aos últimos 24 meses, e utilizam essas informações para conceder ou não crédito a você.

Com base nessas informações, considerando o seu relacionamento anterior, dentre outros fatores, como o comprometimento da sua renda, a instituição financeira pode negar o crédito a você por política interna. Entretanto, pode acontecer de você ter o crédito negado em um banco e conseguir o crédito em outro. Isso acontece, pois cada instituição determina como procede com a análise de risco.

O que fazer?

Em primeiro lugar, saiba que o banco, Fintech ou administradora de cartão de crédito não tem a obrigação de conceder crédito a você. Porém, o Código de Defesa do Consumidor declara que as instituições financeiras devem esclarecer qual o motivo da recusa de crédito, mesmo que seja por política interna.

Portanto, as instituições podem negar o crédito. No entanto, elas precisam informar o motivo exato da negativa, para que o consumidor tenha conhecimento do problema. E atenção: a resposta não pode ser simplesmente genérica. Caso a empresa negue-se a informar o motivo real da “política interna”, é possível ingressar na justiça. Portanto, você pode pedir uma indenização por danos morais, mas sem a garantia de que terá ganho de causa, infelizmente.

Gostou da notícia?

Siga-nos em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.