Category - Educação Financeira

Caminhão da Serasa está na sua cidade? Aproveite para renegociar suas dívidas e limpar seu nome

Caminhão da Serasa

O Serasa Itinerante ou caminhão do Serasa é um veículo que permite que os consumidores, sobretudo, se informam sobre educação financeira e ainda renegocie dívidas. Como mais da metade da população brasileira não tem acesso à internet, o Serasa Itinerante vai ajudar mais de 60 milhões de brasileiros negativados de um jeito simples e digital.

É provável que você também goste:

Será que pagar IPVA atrasado pode negativar CPF no SPC e Serasa?

Atendimento WoW: Nubank manda carro para cliente que estava sem o cartão de crédito.

Clientes do Banco Inter denunciam golpes em suas contas.

O veículo, portanto, tem 11 metros de comprimento e 5 metros de largura, sendo que foi totalmente adaptado para receber as pessoas e levar diversos serviços gratuitos para a população.

O que você pode fazer no caminhão da Serasa?

  • Consultar seu CPF;
  • Conhecer e entender o Serasa Score – sua pontuação de crédito;
  • Simular ou até mesmo contratar empréstimos no Serasa eCred – comparador de crédito online e gratuito;

Serasa Limpa Nome Online

Além dos serviços citados acima, os consumidores podem consultar no Serasa Itinerante possíveis dívidas e, assim, verificar as opções de acordo com as empresas parceiras do Serasa Limpa Nome Online.

O site, atualmente, conta com 9 empresas entre bancos, cartões de crédito, operadores de telefone e TV por assinatura.

Confira então as empresas parceiras do Serasa Limpa Nome Online:

  • Ipanema;
  • Tribanco;
  • Porto Seguro;
  • Itaú;
  • Claro;
  • NET;
  • Recovery;
  • Vivo.

Parceiros do caminhão da Serasa

A Visa é uma das principais parceiras do caminhão da Serasa. Além dela, o PagSeguro também é um dos parceiros. Com isso, junto com a AEF-Brasil (Associação de Educação Financeira do Brasil), o objetivo é de ensinar milhares de pessoas a como lidar com o seu próprio dinheiro.

Cronograma

Confira no site da Serasa, o cronograma do caminhão da Serasa, assim quando ele estiver em sua cidade, você poderá se organizar e ir para saber mais sobre educação financeira e ainda tentar renegociar suas dívidas.

https://www.serasaconsumidor.com.br/serasaitinerante/#sobre

Considerações Finais sobre o caminhão da Serasa

Portanto, esta pode ser a sua chance de mudar de vida, nada é mais importante que ter o nome limpo no mercado. Ou seja, você poderá ter a chance de financiar um veículo ou casa, conseguir empréstimo, cartão de crédito, entre outras possibilidades.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Cadastrar nome no SPC/Serasa sem mandar notificação prévia ao consumidor é ilegal e pode ser cancelado

notificação prévia

Cadastrar nome no SPC/Serasa sem mandar notificação prévia ao consumidor é ilegal. O artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) diz que é obrigatório que o inadimplente seja comunicado de forma prévia sobre a possível inclusão do seu nome em órgãos de proteção ao crédito, como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa.

É provável que você também goste:

Afinal, por que o score do Serasa é menor que o Boa Vista Serviços?

Novo Cadastro Positivo: Mesmo quem está com o nome sujo no SPC e Serasa terá inclusão automática?

Havan libera solicitação do seu cartão de crédito sem anuidade pela internet.

Cadastrar nome no SPC/Serasa sem mandar notificação prévia ao consumidor é ilegal

Art. 43. O consumidor, sem prejuízo do disposto no artigo 86, terá acesso às informações existentes em cadastros, fichas, registros, e dados pessoais e de consumo arquivados sobre ele, bem como sobre suas respectivas fontes.

Parágrafo 2º. A abertura de cadastro, ficha, registro e dados pessoais e de consumo deverá ser comunicada por escrito ao consumidor, quando não solicitada por ele.”2

Contudo, muitos acabam cadastrando o nome dos consumidores sem a prévia notificação. Isso está, claramente, indo contra os princípios da lei.

Como funciona a notificação prévia?

A notificação ocorre assim: as empresas credoras, quando enviam o cadastro do consumidor para as empresas de restrição ao crédito, precisam notificar o ato, porque o fornecedor está enviando as informações para terceiros.

Ao receber o cadastro do consumidor pela empresa de proteção de crédito, ela deve notificar previamente o consumidor sobre a abertura de um cadastro no nome dele. Entretanto, essa notificação dispensa que seja através de carta registrada com aviso de recebimento. Ou seja, ao receber a carta, o inadimplente terá de 10 a 15 dias para efetuar o pagamento e não perder o acesso ao crédito.

Esta notificação, portanto é um ato formal e comprovador, sendo necessária para a inscrição da restrição em nome do consumidor. Depois deste período, o débito ficará exposto para todas as empresas que consultarem o CPF do consumidor.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Novo Cadastro Positivo: Mesmo quem está com o nome sujo no SPC e Serasa terá inclusão automática?

inclusão automática no Cadastro Positivo

Novo Cadastro Positivo: Mesmo quem está com o nome sujo no SPC e Serasa terá inclusão automática? O novo Cadastro Positivo, que foi aprovado recentemente, tem adesão automática dos consumidores. Antes, o consumidor precisava se inscrever para que os pagamentos em dia começassem a ser considerados.

O serviço do Cadastro Positivo é prestado por empresas especializadas. Elas, portanto, avaliam o risco de crédito de empresas e de pessoas físicas baseado em históricos financeiro e comercial. Atualmente, o banco de dados conta com 6 milhões de pessoas. Mas a perspectiva, com a nova lei, é que alcance 130 milhões de consumidores, segundo o governo.

É provável que você também goste:

Afinal, por que o score do Serasa é menor que o Boa Vista Serviços?

Cadastrar nome no SPC/Serasa sem mandar notificação prévia ao consumidor é ilegal e pode ser cancelado

Havan libera solicitação do seu cartão de crédito sem anuidade pela internet.

Assim, com o Cadastro Positivo, as empresas conseguem avaliar de uma maneira mais adequada o seu histórico de pagamentos. Mas será que o consumidor que está com o nome sujo no SPC e Serasa pode ter o nome incluído?

Negativado no SPC e Serasa terá inclusão automática no Cadastro Positivo

Todo consumidor terá o seu nome incluído no Cadastro Positivo. Ou seja, mesmo os que estão negativados nos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa serão incluídos.

Entretanto, caso o consumidor não queira ter o seu nome incluído, ele poderá solicitar a tanto a retirada como a inclusão do seu nome a qualquer tempo. O cancelamento e a reabertura, portanto, podem ser processados via solicitação gratuita do cadastrado ao gestor, por meio telefônico, físico e eletrônico.

Retirar o nome do Cadastro Positivo fará você sofrer represálias?

Se optar por retirar o nome do Cadastro Positivo, você não poderá sofrer represálias. Contudo, é preciso ficar atento, pois se houver qualquer tipo de discriminação, recorra ao Procon e registre a reclamação na Ouvidoria do Banco Central.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Bolsa Família lançou cartão de débito e crédito?

Bolsa Família lançou cartão de crédito

É verdade que o Bolsa Família lançou cartão de crédito? Estamos sempre alertando nossos leitores e o público em geral sobre as mensagens compartilhadas tanto no Facebook como no WhatsApp. Por isso, é nosso dever alertar que o não existe cartão de crédito do Bolsa Família. No entanto, está sendo compartilhado no Facebook recentemente um artigo em que diz que existe tal cartão.

É provável que você também goste:

É verdade que o Bolsa Família vai acabar no governo Bolsonaro?

Bolsa Família vai pagar um salário mínimo aos seus beneficiários?

Novo Cadastro Positivo: Mesmo quem está com o nome sujo no SPC e Serasa terá inclusão automática?

Bolsa Família não lançou cartão de crédito

Até porque, segundo o Ministério da Cidadania, o cartão do programa social só é usado na modalidade de saque em instituições bancárias ou em lotéricas. O que significa, portanto, que não é um cartão de débito ou de crédito.

Contudo, o texto que está sendo compartilhado no Facebook afirma que, para pedir o cartão, é necessário fazer um cadastro e inserir “informações pessoais e financeiras”. Mas é importante ressaltar que não é recomendado compartilhar qualquer tipo de dados pessoal em sites que não sejam confiáveis.

Os sites oficias que possuem o intuito de fornecer informações sobre o Bolsa Família são o da Caixa e o do Ministério da Cidadania.

Portanto, o Bolsa Família não lançou e nem pretende lançar cartão de crédito.

Se você chegou até aqui, pode gostar destas próximas matérias:

Plano Progredir tem microcrédito do Bolsa Família para pessoas de baixa renda.

Caixa Econômica Federal avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Colocar CPF na nota fiscal aumenta pontuação do score e ajuda a ter crédito?

CPF na nota

O CPF na nota fiscal serve para que os governos estaduais controlem a tributação fiscal do comércio, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e ainda para combater a sonegação de impostos. Além disso, ajuda na luta contra a pirataria, pois incentiva a responsabilidade das empresas com a população.

Leia agora:

Novo Cadastro Positivo: Mesmo quem está com o nome sujo no SPC e Serasa terá inclusão automática?

Bolsa Família lançou cartão de crédito?

Mastercard dá R$ 10 de desconto na primeira recarga no RecargaPay.

Crédito negado: Nubank dá limite de R$ 50,00 a quem não é aprovado.

Estados que têm programa de CPF na nota fiscal

  • Rio Grande do Sul;
  • São Paulo;
  • Maranhão;
  • Rio de Janeiro;
  • Alagoas;
  • Minas Gerais;
  • Bahia;
  • Pará;
  • Amazonas;
  • Ceará;
  • Sergipe;
  • Rio Grande do Norte;
  • Rondônia;
  • Paraná;
  • Distrito Federal.

Entretanto, muitos consumidores possuem a dúvida se colocar o CPF ajuda de fato a aumenta o score de crédito. Vamos à resposta?

Colocar CPF na nota fiscal aumenta pontuação do score e ajuda a ter crédito?

Infelizmente, essa informação não procede, pois o CPF na nota fiscal não está entre as informações utilizadas no cálculo do Serasa Score. Ou seja, colocar o seu CPF na nota não vai melhorar a sua pontuação.

Contudo, existem alguns benefícios em colocar o CPF na nota, confira:

Descontos no IPVA ou IPTU

Em alguns estados, ao acumular notas fiscais, gerará abatimento de até 10% no IPVA do ano seguinte. Em outros estados o desconto é no IPTU. Portanto, pesquise sobre o seu estado e confira qual é o desconto disponível.

Prêmios

Além disso, quem coloca o CPF na nota, participa de sorteios de prêmios que vão de R$ 5 mil até R$ 1 milhão. Esses sorteios são realizados mensalmente. Ou seja, quanto mais notas você colocar o seu CPF, maior será a chance de faturar o prêmio.

Resgate

Alguns programas espalhados pelo país, permitem que, a cada seis meses, o consumidor resgate crédito acumulados, como recarga de celular ou até troca em ingressos para shows.

Por fim, se você chegou até aqui, é bem provável que goste de ler a seguinte matéria:

5 dicas infalíveis para aumentar o seu score de crédito.

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Portanto você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Hoje é o último dia do IR 2019, entregue mesmo faltando informações

O prazo encerra hoje para o envio da declaração do IR 2019. Todavia, você ainda não juntou todos os documentos que precisa? O prazo é até hoje às 23h59. Quem não enviar no prazo, poderá ter que pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74, sendo que o máximo é de 20% do imposto devido. Portanto, esclarecemos algumas dúvidas com o contador Pedro Koetz Paladino, da Convexa Contabilidade, para auxiliar você em eventuais dúvidas.

É provável que você também goste:

Os principais erros na declaração do Imposto de Renda que podem levar à Malha Fina

Hoje é o último dia do IR 2019, entregue mesmo faltando informações

Muito provavelmente você não sabe, mas é possível enviar a declaração do imposto de renda somente com os dados pessoais para não perder o prazo. De acordo com Pedro, inclusive é recomendável.

“É possível e recomendável enviar a declaração do imposto de renda somente com os dados pessoais, uma vez que o contribuinte pode acompanhar pelo site da Receita algumas possíveis inconsistências a partir de 24h do envio da declaração e então fazer a retificação. Fazendo a entrega somente com os dados cadastrais e de forma “zerada” certamente deixará a declaração do contribuinte com inconsistências caso ele esteja obrigado a realizar a declaração. No entanto, ele evita o valor da multa pela falta de entrega, sendo que ele poderá retificar depois e incluir as informações corretamente.”

Outra dúvida recorrente se refere à possibilidade de cair na malha fina simplesmente pelo processamento com falta de dados. Será que isso acontece? Pedro também esclarece que isso não acontece. Confira.

“Não. O que vai acontecer é que o processamento da Receita pode gerar algumas inconsistências, e então o contribuinte pode verificar quais são essas inconsistências e fazer a correção. O ideal é fazer esse acompanhamento no dia seguinte à entrega para que o contribuinte não deixe que a Receita Federal o intime para prestar esclarecimentos acerca destas inconsistências.”

Por fim, é muito importante esclarecer mais algumas dúvidas. Especialmente no que se refere à retificação do IR 2019, que pode ser feita tanto pelo programa quanto pelo eCAC.

Até quando é possível fazer a retificação, e qual seria o prazo recomendável?

“A retificação pode ser feita a qualquer momento, antes e depois do prazo de entrega, que é até o dia 30/04/2019 às 23:59. Porém, a retificação sendo feita antes do prazo da entrega, o contribuinte ainda pode alterar o tipo da contribuição (completa ou simplificada). Se a retificação é feita a partir do dia 01/05/2019, o tipo da declaração não poderá ser alterada.”, complementa Pedro.

Quais as principais consequências se não entregar a declaração do IR dentro do prazo que encerra hoje?

“A principal consequência é a aplicação da multa automaticamente pela Receita Federal, no valor que varia de R$ 165,74 até o limite de 20% do valor devido do imposto. É importante dizer também que, se o contribuinte entrega somente a declaração com os dados cadastrais e retifica depois do prazo de entrega ele poderá perder a oportunidade de ter o seu imposto reduzido por não ter optado um tipo de declaração ou outro (completo ou simplificado), uma vez que não é permitido trocar o tipo de declaração após o prazo de entrega. Por isso, o ideal é sempre contar com um profissional de contabilidade para realizar a declaração dentro do prazo, com tempo e planejamento necessários afim de se verificar a melhor e mais econômica alternativa para o contribuinte.”

Considerações finais

Então, não perca tempo. Proceda com o envio da sua declaração do IR 2019 o mais brevemente possível, para evitar transtornos. Lembramos que o prazo expira hoje (30 de abril) às 23h59.

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Portanto você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Imposto de Renda 2019: não entregar a declaração no prazo gera multa e restrição no CPF

Estamos chegando às últimas horas para a declaração do Imposto de Renda 2019. Entretanto, muita gente ainda não conseguiu levantar todos os documentos necessários. Como por exemplo, extratos de investimentos, de contribuição para a previdência privada, ou notas fiscais de despesas com saúde e educação, por exemplo. Até sexta-feira, a Receita Federal contabilizou 21.654.366 declarações recebidas pelos sistemas do órgão. Isso significa que aproximadamente 9 milhões de contribuintes deixaram para a última hora. A estimativa da RFB é que 30,5 milhões de contribuintes prestem contas ao Leão. A Receita Federal alerta a aqueles que não apresentarem sua declaração no período estipulado fica sujeito a multa e a restrição no CPF. Saiba mais.

É provável que você também goste:

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB.

Conheça o empréstimo pessoal da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa.

Os principais erros na declaração do Imposto de Renda que podem levar à Malha Fina.

Imposto de Renda 2019: não entregar a declaração no prazo gera multa e restrição no CPF

Quem está obrigado, e perder o prazo ou deixar de declarar o Imposto de Renda neste ano, terá que pagar uma multa. A multa varia de R$ 165,74 a 20% do imposto devido. Além disso, o CPF fica com restrição. Isso pode impedir de tomar crédito no mercado. Por exemplo, tendo sérios problemas na hora de fazer um financiamento imobiliário, e até mesmo em deixar o país. O prazo é até o dia 30 de abril, próxima terça-feira.

Primeiramente, é importante ressaltar que a multa por atraso na declaração do Imposto de Renda é aplicada tanto para aqueles contribuintes que têm imposto a pagar, quanto para aqueles que teriam restituição a receber. Ou seja, para os contribuintes que possuem imposto a pagar, a multa é de 1% ao mês sobre o valor de imposto a pagar. O limite é de 20% do imposto devido. Para aqueles que não têm imposto a pagar, o valor da multa é de R$ 165,74.

Entrega da declaração do Imposto de Renda após o prazo

Ao enviar a declaração após o prazo, o contribuinte receberá uma “Notificação de lançamento da multa”. Com isso, ele terá um prazo para quitar a taxa, emitida através de uma DARF. O pagamento deve ser feito em até 30 dias após a emissão. Encerrado esse prazo, passam a incidir juros de mora sobre o valor, baseados na taxa Selic.

Para aqueles que têm imposto a restituir, o valor é deduzido diretamente do valor da restituição. Ademais, quem deixa para depois do prazo, irá automaticamente para o final da fila do pagamento das restituições. Muito provavelmente poderá receber somente nos lotes suplementares.

Consequências de perder o prazo da entrega da declaração do Imposto de Renda 2019

O contribuinte que perder o prazo, ficará com a situação pendente de regularização junto á Receita Federal. Poderá ter problemas na contratação de crédito, na abertura de conta em banco, e inclusive pode comprometer a emissão de passaporte. Ou seja, o contribuinte não tem escolha. Portanto, o melhor é resolver essa situação o mais breve possível, e regularizar com o fisco.

Quem é obrigado a declarar o Imposto de Renda?

Basicamente, quem se enquadra em uma das situações logo a seguir, deve prestar contas ao leão.

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018;
  • Quem recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil em 2018;
  • Quem obteve, em qualquer mês de 2018, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2018, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2018, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

Considerações finais

Por fim, quem não é obrigado a declarar, mas tinha restituição, não será multado e não sofre nenhuma consequência. Outra situação grave que já falamos aqui no site é sobre irregularidades na declaração do Imposto de Renda, que podem incorrer em multas de até 300% do valor, no caso de sonegação. Confira aqui neste link.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos e notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Nubank é vinculada ao FGC, será que lançará um banco completo para concorrer com Banco Inter?

Nubank é vinculada ao FGC

Nubank é vinculada ao FGC, fintech está prestes a lançar um banco completo? O Fundo Garantido de Crédito (FGC) permite que os clientes sejam resguardados em caso de falência da institiuição financeira. Ou seja, é possível aplicar em diversos investimentos sem precisar se preocupar de perder o seu capital.

É provável que você também goste:

Afinal, como ganhar mimos do Nubank e do Banco Inter?

Colocar CPF na nota fiscal aumenta pontuação do score e ajuda a ter crédito?

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB.

Descobrimos que o Nubank acaba de virar associado do FGC, como você pode conferir no site do Fundo Garantido de Crédito ou na imagem a seguir:

Nubank é vinculada ao FGC

Nubank é vinculada à Lista de Instituições participantes do FGC.

FGC

O FGC é um fundo sem finz lucrativos e que possui a missão de protegger depositantes e investidores do sistema financeito nacional e prevenir o risco de uma crise bancária sistêmica.

Além disso, o financiamento do fundo é realizado pelas próprias instituições financeiras associadas.

Investimentos protegidos pelos FGC

O FGC protege investimentos em renda fixa, como CDBs, Letras de Cambio, Letras Imobiliárias, Letras de Crédito Imobiliário, Letras de Crédito do Agronegócio, entre outros. A garantia é de até R$ 250 mil por CPF/CNPJ e conglomerado financeiro; e até R$ 1 milhão por CPF ou CNPJ a cada 4 anos. Além disso, é devolvido ao investidor tanto o valor principal que foi investido como o que rendeu no investimento.

Investimentos não protegidos

Em contrapartida, o FGC não cobre fundos de previdência e títulos do Tesouro Direto, por exemplo. Ou seja, eles possuem risco soberano: o investidor fica sem o pagamento caso o país quebre e o governo não tenha como pagar.

Nubank é vinculada ao FGC, será que a empresa lançará um banco completo?

Devido ao vínculo recente da Nu Pagamentos, será que a fintech está prestes a lançar um banco completo? É bem provável que seja lançado vários serviços de investimentos com essa iniciativa da empresa. E essa especulação parece ser bem pertinente. E você o que acha disso? Comente logo abaixo!

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Portanto você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB

LCI tem vantagem sobre CDB

O Canal Econoweek conversou com o diretor de investimentos do Banco Inter, Rafael Rodrigues, para saber mais a respeito da dúvida de que muita gente sobre o que vale mais a pena investir: se CDB ou LCI.

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB

Primeiramente, no entanto, é preciso compreendermos que CDB é um título que os bancos emitem para ser possível captar recursos para os próprios bancos. Ou seja, o cliente “empresta” dinheiro para o seu banco e ganha uma recompensa em juros neste investimento. Em contrapartida, as LCIs possuem uma finalidade mais específida, que é captar recursos para o setor imobiliário.

É provável que você também goste:

Nubank é vinculada ao FGC, será que lançará um banco completo para concorrer com Banco Inter?

Clientes do Banco Inter denunciam golpes em suas contas.

Banco Inter promete devolver metade das taxas de aplicações de fundos.

Uma das principais vantagens da LCI em relação ao CDB é que a incidência do imposto de renda se dá apenas no CDB, e nas LCIs há isenção de 100%.

Isso significa que não podemos comparar apenas as remunerações que nos são apresentadas. Ou seja, precisamos também calcular o desconto do imposto de renda para o período do investimento antes de fazer a comparação. Assim, será possível decidir qual é o melhor investimento.

FGC

Ambas aplicações são cobertas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ou seja, se o usuário investir até R$ 250 mil, o investimento estará 100% protegido.

Dica LCI tem vantagem sobre CDB

Por fim, o diretor do Banco Inter disse que na instituição financeira, normalmente, as LCIs levam uma vantagem adicional para investimentos de 180 dias.

Outro vídeo para esclarecer a diferença entre LCI e CDB

O Banco Inter já fez um vídeo em seu canal oficial sobre a diferença entre LCI ou CBD, confira:

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Via Estadão.

Dica essencial para evitar negativação indevida no SPC e Serasa

A inadimplência é um problema que afeta neste momento 63 milhões de brasileiros. Entretanto, acontecem alguns casos de negativação indevida. Saiba como evitar que isto aconteça com o seu CPF, e o que fazer neste caso.

Atacadão está dando 57 mil cestas básicas de aniversário pelo WhatsApp?

Dica essencial para evitar negativação indevida no SPC e Serasa

Saiba o que fazer

Para limpar o nome inscrito indevidamente no SPC e Serasa, ou qualquer outro cadastro do tipo, o consumidor pode entrar com uma ação de indenização por danos morais. Portanto, por ser uma negativação indevida, solicite uma liminar para que o seu CPF seja removido de imediato do cadastro de inadimplentes.

É possível entrar com uma ação no Juizado Especial Cível, desde que o valor da causa não exceda o valor de 40 salários mínimos. Contudo, é possível requerer dano moral e algumas indenizações por negativação indevida podem chegar a R$ 15.000,00. Para isso, é necessário procurar um advogado de sua confiança e entrar com uma ação na justiça comum.

Como evitar negativação indevida no SPC e Serasa

Para evitar negativação indevida no SPC e Serasa, temos uma dica que vai ajudá-lo. Assine um dos serviços disponibilizados pelo SPC Brasil e pela Serasa Experian.

SPC Avisa

O SPC Avisa é o serviço de monitoramento de CPF do bureau de crédito SPC Brasil. Inclusive, neste momento tem uma promoção com 30 dias de degustação. O valor da assinatura é de R$ 9,90, e vale muito à pena, pois você recebe notificações em tempo real por e-mail, sempre que há uma negativação ou consulta ao seu CPF. E isso inclui casos de negativação indevida. Caso queira assinar o serviço, entre diretamente no site da instituição.

Serasa Antifraude

Primeiramente, este serviço é uma solução completa de monitoramento do seu CPF. O Serasa Antifraude mostra todas as movimentações no seu CPF, como consultas, empresas no seu nome, bem como eventuais negativações que possam ocorrer. Você recebe notificações em tempo real por SMS e por e-mail, além de relatórios mensais que você recebe no seu endereço de e-mail. Ademais, para assinar o serviço, entre diretamente no site.

Considerações finais

Por fim, sempre é bom assinar algum destes serviços para saber tudo que se passa com o seu CPF e em tempo real. Portanto, no caso de movimentações suspeitas e negativação indevida, você precisa tomar as seguintes atitudes de imediato.

  • Formalize o pedido de exclusão por meio do envio das seguintes informações para o SPC Brasil e Serasa:
  • Descrição escrita de próprio punho, com seu nome, endereço, telefone e os números do seu RG e CPF;
  • O boletim de ocorrência assinado pela autoridade policial;
  • Comprovante de sustação de cheque (se for o caso) juntamente com o BO.

Enfim, gostou do artigo sobre a negativação indevida?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.