Category - Notícias

Cartão da Caixa sem consulta ao SPC/Serasa é liberado em todo o país

O projeto-piloto da Caixa do cartão de crédito consignado estava disponível somente nas agências de Brasília (DF), desde abril deste ano. Agora, o cartão da Caixa sem consulta ao SPC/Serasa é liberado em todo o país. Ou seja, aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), podem contratar a partir da última quarta-feira (22).

É provável que você também goste:

As opções de contas correntes mais vantajosas, segundo a Proteste

O cartão de crédito Santander Free realmente vale a pena?

Caixa dará desconto de até 90% a negativados no SPC e Serasa para eliminar dívidas

Cartão da Caixa sem consulta ao SPC/Serasa é liberado em todo o país

O cartão da Caixa sem consulta, que é na bandeira Elo, tem taxa de juros de 2,85% ao mês. O limite de crédito é de 1,4 vezes o valor do benefício. Com isso, um aposentado que recebe um valor mensal de apenas um salário mínimo (R$ 998), terá um limite de R$ 1.397,20.

O cartão de crédito pode ser utilizado para compras e tem 95% do limite disponível para crédito em conta. Entre as vantagens deste cartão, ele é internacional e não tem cobrança de anuidade. De acordo com a estatal, é possível comprometer até 5% do valor mensal da aposentadoria ou da pensão. E ainda, essa margem não concorre com o limite de 30% do empréstimo consignado.

Julio César Volpp Sierra, que é o Vice-presidente de Produtos de Varejo da Caixa, informou que não é necessário receber o benefício no banco para conseguir obter o cartão da Caixa.

Por fim, através do uso do cartão da Caixa sem consulta consignado é possível solicitar serviços de reparos domiciliares, como chaveiro, troca de lâmpada e conserto de encanamentos, entre outros.

Enfim, gostou do artigo?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Afinal, qual é o prazo para sacar o FGTS após a demissão?

sacar o fgts

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é um benefício garantido a todos os trabalhadores, porém, nem sempre é possível ter acesso a ele. Existem situações específicas que permitem o saque do fundo, e uma delas é a demissão sem justa causa. Se você foi demitido recentemente e deseja receber o seu FGTS fique atento aos prazos, pois quando estes forem perdidos, o seu benefício pode ficar “bloqueado” por mais algum tempo! Mais abaixo você entenderá como funciona e qual o prazo para sacar o FGTS após a demissão.

É provável que você também goste:

Cartão da Caixa sem consulta ao SPC/Serasa é liberado em todo o país

Saque do FGTS poderá ser liberado por mais motivos ao trabalhador

Projeto de lei permite saque do FGTS para pagamento de IPVA, IPTU e imposto de renda

Como funciona o FGTS?

Enquanto você estava trabalhando, mensalmente, o empregador tinha como dever depositar 8% do valor bruto do seu salário no FGTS, sem que houvesse qualquer desconto na sua folha de pagamento. Embora o benefício não possa ser retirado em qualquer situação, quando há demissão sem justa causa ele pode ser solicitado. Além disso, o trabalhador terá direito quando:

  • Houver rescisão de contrato;
  • Aposentar-se;
  • Tiver diagnóstico de doença grave, como câncer;
  • Ocorrer um desastre natural, como enchentes;
  • Desejar quitar a casa própria.
  • Dentre outras situações, que podem ser consultadas no site do FGTS, ou com um atendente da Caixa Econômica mais próxima do seu endereço.

Até quando se pode sacar o FGTS após a demissão?

Como você já sabe, a não solicitação do FGTS dentro de um prazo pode levar à perda do direito ao benefício neste momento. Isso não significa que o trabalhador irá perder todo o dinheiro, mas só poderá sacá-lo em outra ocasião. A contar o dia da demissão, o trabalhador deverá se dirigir a uma agência da Caixa em até 10 dias, portando toda a documentação necessária para o processo, e também a sua Chave de Identificação.

Depois de realizada a solicitação, o trabalhador tem até 30 dias para retornar ao Banco. Então, finalmente poderá realizar o saque do seu benefício.
Se, por acaso, a própria empresa responsável pela demissão comunicar o Banco sobre o ocorrido, o trabalhador tem apenas 5 dias para realizar o saque.

Portanto, fique atento aos prazos e inicie o processo o quanto antes possível, para evitar inconvenientes!

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

C6 Bank não tem cobrança de tarifas como o Banco Inter?

c6 bank não tem cobrança

O banco digital C6 Bank está chegando para abrir concorrência com outras fintechs que vem esquentando o mercado nacional, como o Nubank, Banco Inter, entre outras. A proposta do C6 Bank é a mesma de outros bancos bancos digitais: Conta totalmente digital, transferências, saques, pagamento de contas sem burocracia. No último dia 16, o banco digital já começou a enviar convites para alguns usuários, os chamados C6 Beta Testers. Apesar de todo o marketing, será que o C6 Bank não tem cobrança de tarifas como o Banco Inter? É o que você vai descobrir neste artigo.

O Banco inter, um dos mais famosos bancos digitais do Brasil e também concorrente direto do C6 Bank, possui um a proposta bem atraente para angariar novos clientes. Abertura de conta, manutenção de conta, saques no Banco24Horas, emissão de boletos, transferências entre contas do Banco Inter, transferências para outros bancos são totalmente livres de taxas. Além disso, o cartão de crédito do Banco Inter é sem anuidade, ou seja, a proposta de ”taxa zero” do banco digital é real.

É provável que você também goste:

C6 Bank, concorrente do Banco Inter terá conta grátis e Cartão s/ anuidade

4 principais motivos que fazem o Banco Inter ser melhor que o Nubank

C6 Bank não tem cobranças de tarifas?

Ao contrário do que todos pensavam e assim como o Banco Inter, o C6 Bank também é livre de tarifas. Ou seja, abertura de conta, transferências DOC e TED ilimitadas e até mesmo os saques serão com taxa zero. O único porém é a questão do Cartão de crédito e débito, serão lançadas duas modalidades de cartão, o Standard e Carbon. Se você escolher o cartão de crédito e débito Standard, nenhuma taxa será cobrada, é um cartão com anuidade zero. Já o Carbon, terá a anuidade de R$1.020,00 (12x de R$85,00).

Comparativo de tarifas entre o C6 Bank e Banco Inter

Banco Inter

  • Abertura de conta – Taxa zero
  • Manutenção de conta – Taxa zero
  • Transferências DOC e TED – Taxa zero
  • Transferências entre contas do Banco Inter – Taxa zero
  • Transferências para contas de outros bancos – Taxa zero
  • Emissão de boletos – Taxa zero
  • Saques no Banco24Horas – Taxa zero
  • Anuidade do Cartão de Crédito e Débito – Taxa zero

C6 Bank

  • Abertura de conta – Taxa zero
  • Manutenção de conta – Taxa zero
  • Transferências DOC e TED – Taxa zero
  • Transferências entre contas do C6 Bank – Taxa zero
  • Transferências para contas de outros bancos – Taxa zero
  • Emissão de boletos – Taxa zero
  • Saques no Banco24Horas – Taxa zero
  • Anuidade do Cartão de Crédito e Débito – Taxa zero na modalidade Standard (Modalidade Carbon tem anuidade de R$1.020,00 – 12x de R$85,00)

Conclusão

O Banco C6 Bank não tem cobrança de tarifas, assim como o Banco Inter, ou seja, será um grande concorrente para os bancos digitais da atualidade. Uma concorrência sadia, na qual, todos nós só temos a ganhar.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Será que vale a pena guardar dinheiro no cofrinho da NuConta?

cofrinho da nuconta

O Nubank lançou há pouco tempo a NuConta, conta digital da fintech que permite aos clientes depositar dinheiro, fazer transações e saques. Na última quarta-feira (15), uma nova função foi adicionada à NuConta, a chamada ”função cofrinho”. Esta função permite que o usuário guarde dinheiro em uma área separada da conta digital do Nubank. Mas será que vale a pena guardar dinheiro no cofrinho da NuConta? É o que você vai poder conferir neste artigo.

A NuConta tem um ótimo rendimento para seus usuários, para se ter ideia, o dinheiro investido na conta digital, consegue ter um rendimento maior do que a poupança e que o tesouro Selic. Isso ocorre porque na NuConta, o cliente não paga taxa de custódia anual, como por exemplo, o que ocorre quando se investe no Tesouro Selic. Além disso, o rendimento diário da NuConta é de 100% do CDI. Assim, você pode fazer o saque do dinheiro a qualquer momento, diferentemente de outros investimentos.

É provável que você também goste:

Nubank libera a função cofrinho para guardar dinheiro na NuConta

Você sabia dessa? Nubank libera a NuConta sem consulta ao SPC/Serasa

Lojinha de mimos do Nubank: conheça os produtos disponíveis e seus preços

Para que serve a função ”Guardar Dinheiro” da NuConta?

De qualquer maneira, a NuConta é uma conta de investimentos, você vai colocando seu dinheiro e ele vai rendendo como explicado mais acima. Então para que serve a função ”guardar dinheiro” da conta digital do Nubank?

Bem, essa nova função da NuConta serve pra você organizar o seu dinheiro e investimentos. Por exemplo, imagine que você coloca todo mês R$ 100 para ir rendendo, mas também utiliza a NuConta para receber seu salário. Assim, seu dinheiro acaba se ”misturando”. Então, com a função guardar dinheiro, você consegue deixar o dinheiro para investimento separado do dinheiro que será utilizado para consumo. Assim, seu investimento fica no cofrinho da NuConta.

Vale a pena guardar dinheiro no cofrinho da NuConta?

Se você utiliza a NuConta apenas para aplicar dinheiro e deixar rendendo, a função ”Guardar Dinheiro” não faz diferença alguma. Porém, se você utiliza a NuConta para investir e também como conta-salário, para fazer pagamento ou transferências, a nova função é muito interessante e se torna muito útil para os clientes do Nubank.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Caixa dará desconto de até 90% a negativados no SPC e Serasa para eliminar dívidas

De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal – Paulo Guimarães, será oferecido desconto de 40% a 90% na renegociação de dívidas de negativados no SPC e Serasa pela estatal. A informação foi divulgada ontem (21), em conversa com jornalistas ao chegar para uma reunião com o ministro da Economia Paulo Guedes.

É provável que você também goste:

Conheça os sites que permitem consulta grátis ao seu score de crédito

Caixa dará desconto de até 90% a negativados no SPC e Serasa para eliminar dívidas

Conforme o presidente da Caixa, os valores a serem negociados com negativados no SPC e Serasa já foram contabilizados como prejuízo. Ou seja, estes valores estão fora do balanço da instituição, e atualmente contam como registros no SCR do SISBACEN.

A Caixa Econômica Federal espera obter pelo menos R$ 1 bilhão com o programa. Ademais, se tudo fosse realmente recuperado, o montante seria o equivalente a R$ 4 bilhões. Contudo, seriam mínimas as chances de se recuperar este prejuízo.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, cerca de 90% desses calotes com negativados no SPC e Serasa são operações inferiores a R$ 2 mil. Isso deixa o banco otimista em relação ao pagamento.

“Trazendo essas pessoas que estão à margem do mercado de crédito, podemos voltar a oferecer produtos, como consignados, com taxa de 2% a 3%, em vez de 10% ou 20%”, disse Guimarães.

Negativados no SPC e Serasa de menor renda

Primeiramente, o programa pretende atingir negativados no SPC e Serasa de menor renda. Ou seja, pessoas que ganham de quatro a cinco salários mínimos. E ainda, que tenham dívidas vencidas há mais de um ano. Ou seja, poderão ser beneficiadas até 300 mil pequenas e médias empresas e até 2,8 milhões de pessoas físicas com dívidas de até R$ 2 mil.

Infelizmente, devedores do programa Minha Casa, Minha Vida não estão incluídos nesse programa.

Enfim, gostou do artigo?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nome negativado no SPC e Serasa não prescreve mais e fica pra sempre?

Nome negativado no SPC

Nome negativado no SPC e Serasa não prescreve mais e fica pra sempre? Empresas de cobrança, bancos, financeiras e cartões de crédito estão informando ao consumidores que não há mais prescrição em relação às dívidas e o cadastro em SPC e Serasa pode permanecer pra sempre.

É provável que você também goste:

Caixa dará desconto de até 90% a negativados no SPC e Serasa para eliminar dívidas

Como aumentar o limite do cartão de crédito Meu BMG?

Saque do FGTS poderá ser liberado por mais motivos ao trabalhador.

Nome negativado no SPC e Serasa agora não prescreve e fica pra sempre?

Entretanto, isso não é verdade, pois a empresa perde o direito de cobrar dívidas na justiça, sendo que o prazo máximo de cadastro em órgãos de restrição ao crédito é de 5 anos, a partir da data em que a dívida venceu. Ou seja, não é a partir da data em que o cadastro foi feito.

Obs: os juros, multas e encargos são acessórios da dívida. Por isso, sua cobrança não renova a data de vencimento da dívida.

Prazo do nome negativado no SPC e Serasa reduziu para 3 anos?

Alguns consumidores relatam também que “ouviram falar” que o prazo para o nome ficar negativado foi reduzido para três anos. No entanto, na prática isso não acontece, embora haja discussão judicial sobre o prazo. Isso porque o Novo Cófigo Civil trouxe novos prazos para prescrição do direito de cobrança de algumas dívidas. A maioria do judiciário, entretanto, entende que o prazo do cadastro segue sendo de 5 anos.

O Superior Tribunal de Justiça já decidiu que o prazo é de 5 anos a contar da data de vencimento da dívida, o que confirma o tempo previsto no Código de Defesa do Consumidor:

” Art. 43. O consumidor, sem prejuízo do disposto no art. 86, terá acesso às informações existentes em cadastros, fichas, registros e dados pessoais e de consumo arquivados sobre ele, bem como sobre as suas respectivas fontes.

§ 1° Os cadastros e dados de consumidores devem ser objetivos, claros, verdadeiros e em linguagem de fácil compreensão, não podendo conter informações negativas referentes a período superior a cinco anos.”

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim continuará acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fontesosconsumidor.

Como aumentar o limite do cartão de crédito Meu BMG?

O Banco BMG é uma instituição financeira sólida, que ficou largamente conhecida no segmento do crédito consignado. O banco mineiro começou a trabalhar com o seu cartão de crédito consignado e mais recentemente como o Meu BMG, que inclusive tem liberado cartões de crédito inclusive para clientes com baixo score de crédito, que inclusive já publicamos uma matéria aqui no site Seu Crédito Digital. Você que já conseguiu ser aprovado, e gostaria de aumentar o limite do cartão de crédito Meu BMG, tire aqui as suas dúvidas.

É provável que você também goste:

Como aumentar seu score para obter um cartão de crédito?

Como aumentar o limite do cartão de crédito Meu BMG?

A seguir, confira algumas dicas para aumentar o limite do cartão de crédito Meu BMG.

1) Esteja em dia com o Banco BMG

Se você tiver o cartão de crédito Meu BMG há algum tempo, e/ou utilizar os serviços oferecidos pelo banco mineiro, é essencial que todas as suas faturas tenham sido pagas em dia. Quem deseja ter mais limite, precisa “provar” que é um bom pagador, para então conseguir mais liberação de crédito.

2) Mantenha o seu cadastro atualizado

É de extrema importância manter os seus dados cadastrais atualizados. Inclusive, isso vale para todos os bancos, especialmente quando se deseja obter mais limite. Um cliente com poucas informações cadastrais pode ser visto como um “risco” para a instituição, a qual pode negar um aumento de limite.

3) Utilize todo o seu limite do cartão de crédito Meu BMG

Só precisa de mais limite no cartão de crédito quem está com todo (ou boa parte) do seu limite comprometido, concorda? Se você deseja ter uma “margem” maior para gastos, comece a realizar todas as suas compras no Meu BMG. Portanto, dessa forma “chame a atenção” do Banco, aumentando as chances de ter o benefício.

4) Entre em contato com o Banco

Por fim, depois de seguir todos os conselhos anteriores, é preciso entrar em contato com o Banco BMG e solicitar o aumento de limite do seu cartão de crédito. Isso pode ser feito presencialmente em alguma agência do Banco BMG. Ou enviando uma mensagem no Fale Conosco dentro do aplicativo.

Uma outra possibilidade é entrar em contato com o Banco BMG pelo telefone 0800 031 8866, 24 horas, todos os dias da semana.

Enfim, gostou do artigo?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Conheça os sites que permitem consulta grátis ao seu score de crédito

score de crédito

Quando se está com o nome no cadastro do SPC ou Serasa, fica impossível de conseguir crédito em qualquer que seja a instituição financeira. Com o nome sujo na praça, o consumidor fica impedido de fazer financiamentos, conseguir empréstimos, fazer cartões de crédito, entre outras coisas. Para consultar se seu nome está sujo e o seu score de crédito, você pode ir em lojas ou financeiras. Porém, isso pode ser feito em alguns sites da internet pelo próprio consumidor. Portanto, mais abaixo você vai conhecer os sites que permitem consulta grátis ao seu score de crédito.

Antes de tudo, é preciso entender o que é score de crédito. Então, depois disso, vamos conhecer os sites que permitem a consulta grátis. O Score de crédito é muito utilizado atualmente, e se trata de uma pontuação dada ao consumidor. Ele é baseado em seu histórico financeiro, podendo ir de 0 a 1000. Para que seu score seja definido, são analisados vários fatores. Entre eles, atrasos de pagamento, pendências e dívidas existentes naquele CPF; Quanto da renda do indivíduo é comprometida com empréstimos, créditos e outros. Por fim, é levada em conta a idade, sendo que menores de 18 anos tem um score mais baixo.

É provável que você também goste:

Caixa dará desconto de até 90% a negativados no SPC e Serasa para eliminar dívidas

Como aumentar seu score para obter um cartão de crédito?

Qual a importância do score de crédito?

Conhecendo seu score, você poderá saber se sua pontuação é suficiente para fazer um financiamento, pedir um novo cartão de crédito ou até mesmo pedir um empréstimo. Se o seu score está mais próximo de 1000 pontos, você tem grande chance de conseguir crédito em qualquer lugar. Se o seu score está abaixo de 400 pontos, pedir um empréstimo ou fazer um cartão de crédito, pode ser mais complicado.

Bem, agora que já sabemos do que se trata o score de crédito, iremos apresentar alguns sites nos quais você poderá consultar o seu score gratuitamente.

Sites para consultar o Score

Serasa

É possível consultar seu score no próprio site do Serasa, acessando este link. Porém, para ter acesso ao seu score é preciso fazer o cadastro no site, informando seus dados pessoais e criando um login.

Quod

O cadastro deve ser feito no site do bureau, e após o envio de um documento com foto + foto pessoal, é possível consultar o histórico de consumidor. Para consultar, entre neste link.

Boa vista

Este é outro ótimo site para consultar seu score e assim como os outros sites acima, é preciso fazer um cadastro para ter acesso ao seu score. O cadastro pode ser feito no Consumidor Positivo e logo em seguida, você pode encontrar seu score pelo site. Para fazer seu cadastro, acesse este link.

Então, que tal fazer a sua consulta agora mesmo em sites de confiança?

Enfim, gostou do artigo?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Como aumentar o limite do cartão de crédito Pan Méliuz?

cart]apo de crédito pan méliuz

Hoje existem no mercado, diversas opções de cartão de crédito sem anuidade, o que dificulta na escolha pelo ”melhor”. Entre os destaques, podemos citar o cartão de crédito Pan Méliuz, que além de não cobrar anuidade, devolve parte das suas transações feitas com o mesmo através de Cashback. Além disso, você sabia que é possível aumentar o limite do cartão de crédito Pan Méliuz quando for necessário? Neste artigo você vai descobrir como fazer isso.

Como aumentar o limite do Cartão de crédito Pan Méiluz pelo App (Android e iOS)

Para aumentar o limite do seu cartão Pan Méliuz pelo celular é muito fácil. Basta baixar o app ”PAN cartões” em seu dispositivo Android ou em seu iPhone. No app, é possível aumentar ou baixar o limite do seu cartão. Entretanto, esta opção só é possível dentro do limite pré-aprovado, calculado conforme a renda do cliente, bem como os seus gastos anteriores.

É provável que você goste:

Confira 5 dicas quentes para aumentar o limite do cartão Santander Free

Como solicitar um aumento maior de limite Pan Méliuz?

Se você precisa de um limite maior do que o permitido no app, é preciso ligar para a Central de atendimento. Assim, uma nova análise de crédito deverá ser realizada, liberando ou não, o limite solicitado pelo cliente. Para solicitar um aumento maior de limite do Cartão Pan Méliuz, basta ligar para os telefones 4003-0101 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-888-0101 (demais regiões).

O banco só disponibiliza esta opção através da Central de atendimento, a qual fará uma análise de crédito para verificar se o limite solicitado é possível. Mas, não custa tentar, concorda? Quem estiver em capitais ou regiões metropolitanas, pode solicitar através do telefone . As demais localidades deverão contatar pelo .

Como ter maior chance de ter o limite aumentado?

Embora pareça existir um enigma nos bancos para que estes liberem ou não o aumento de limites em cartões de crédito, a lógica é muito mais simples do que se pensa. Imagine que você é o banco, e está emprestando dinheiro para os seus clientes. Em quais situações você emprestaria mais dinheiro? Obviamente, seria para os bons pagadores, que não deixam passar a data de vencimento, e que estão sempre utilizando os serviços.

Portanto, para aumentar as suas chances de conseguir um limite, tome os seguintes cuidados:

• Mantenha sempre seu nome limpo, evitando SPC e Serasa;
• Mantenha seus dados cadastrais sempre atualizados;
• Tenha um bom histórico como consumidor, através do pagamento em dia das suas contas;
• Utilize todos os serviços oferecidos pela Méliuz, e sempre que possível, tenha gastos próximos do limite já ofertado;
• Mantenha um bom relacionamento com a instituição.

Agindo de tal maneira, é praticamente impossível ter um aumento de limite negado!

Enfim, gostou do artigo?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

MP, Defensoria Pública e BB fecham acordo para que servidores não sejam negativados no SPC e Serasa

servidores não sejam negativados

MP, Defensoria Pública e BB fecham acordo para que os servidores não sejam negativados no SPC e Serasa. Na última quinta-feira (16), um Termo de Ajustamento de Consuta (TAC) foi assinado entre o Ministério Público do RIO (MPRJ), a Defensoria Pública do Rio e o Banco do Brasil. O acordo trata de que os servidores estaduais do RJ não tenham o nome negativado por empréstimo descontado em folha não repassado do governo para a instituição financeira.

Leia também:

Nubank deixa escapar que pode lançar três novos produtos em breve.

Projeto de lei permite saque do FGTS para pagamento de IPVA, IPTU e imposto de renda.

MPRJ, Defensoria Pública e BB fecham acordo para que servidores não sejam negativados no SPC e Serasa

Além disso, o acordo determina que o BB cobre da administração pública os valores que não foram repassados e devolva ao servidor, em dobro, o que foi descontado pelo governo e o banco.

A ação civil foi protocolada em 2017, na época em que os servidores e pensionistas do estado estavam recebendo salários atrasados e de forma parcelada.

Dupla cobrança é prática abusiva

A dupla cobrança ao servidor é considerada uma prática abusiva. Por isso, em 2017, o Ministério Público do Rio e a Defensoria Pública moveram ações civis públicas contra 26 bancos. No mesmo ano, a legislação estadual também proibiu essa prática.

MPRJ pede para BB não exigir o valor do empréstimo consignado

O MPJR, além disso, pediu ao Banco do Brasil, que não exija do servidor o valor do empréstimo consignado quando se comprovasse que o valor não repassado foi devidamente descontado da remuneração.

MP, Defensoria Pública e BB fecham acordo para que os servidores não sejam negativados no SPC e Serasa

Ademais, foi pedido também que os nomes das pessoas “não fossem incluídos em cadastros restritivos, sob a alegação de que, em razão do atraso no pagamento do servidor público estadual e da crise que assola as contas do Estado, ocorreu o atraso ou a falta de repasse das parcelas (sem culpa do consumidor)”, diz a nota.

De acordo com o MPRJ e a Defensoria Pública, o banco negativava o nome do servidor ou ainda entrava na sua conta para cobrar o crédito.

BB pagará multa de R$ 10 mil caso descumpra as obrigações

“Pelo TAC celebrado, o Banco do Brasil compromete-se ao pagamento de multa no valor de R$ 10 mil, por contrato e a ser revertido na conta de cada consumidor, caso descumpra as obrigações”, afirma o acordo.

O Banco do Brasil, no entanto, informou que, antes da assinatura do TAC, já cumpria os requisitos previstos. Além disso, a instituição financeira declarou que não houve servidores incluídos no cadastro restritivo. E afirmou que não há valor cobrado indevido para que seja devolvido ao servidor.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: Extra.