Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mesmo com fintechs, BB, Caixa, Bradesco, Itaú e Santander têm 80% do mercado

0

Segundo o Banco Central, as cinco maiores instituições financeiras do país (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú e Santander) concentraram 80,7% das operações de crédito no sistema bancário ao longo de 2019. O número, similar aos dos anos anteriores, reforça que apesar do crescimento das fintechs e bancos digitais, as grandes instituições ainda detêm a maior parte do mercado.

É provável que você também goste:

Hurb vende pacotes nacionais de viagem a partir de R$399 na Semana dos Namorados

Itaú esclarece qual a maior parte dos clientes que tiveram cobranças indevidas e terão o seu dinheiro volta

Auxílio emergencial: Caixa abre 680 agências neste sábado para saque em espécie

Cinco maiores instituições financeiras não sofrem com críticas de Guedes

Os números, anunciados hoje pelo Banco Central, demonstram que o indicador de concentração ficou em patamares similares aos observados no ano passado e anteriores. Assim, fica claro que as críticas à concentração feitas por Paulo Guedes, Ministro da Economia, não impactaram de forma alguma as maiores instituições financeiras do país.

Apresentados nesta manhã pelo Banco Central, os dados fazem parte do relatório anual sobre a economia bancária.

Apesar de seguirem no mesmo patamar, contudo, os dados mostram um recuo marginal na concentração ao longo dos três últimos anos. Desta forma, verifica-se a diminuição da concentração pelas cinco maiores instituições financeiras de 83,4% em 2017 para 80,7% em 2019. Esta retração, segundo profissionais, é resultado da participação dos bancos públicos federais. Entretanto, apesar das baixas nos bancos federais, ela foi compensada pelas grandes instituições privadas.

Instituições financeiras ainda bateram recordes de lucros

Além de indicar que Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú e Santander ainda têm 80% do mercado, os dados do Banco Central também apontam que essas cinco maiores instituições financeiras do país bateram um novo recorde de lucro no último ano.

De acordo com as informações, foram quase R$120 bilhões em lucro, o maio número desde o início dos relatórios em 1994. Além disso, a rentabilidade dos grandes bancos subiu pelo terceiro ano consecutivo. Assim, o chamado retorno sobre patrimônio líquido do sistema bancário nacional alcançou 16,5% no final do ano passado, contra 14,6% em 2018.

Crescimento da rentabilidade é um reflexo do aumento de crédito

Verifica-se que o crescimento da rentabilidade nas cinco maiores instituições financeiras do Brasil é resultado do aumento de crédito e da mudança de composição de carteira, com o aumento das operações com maiores juros. Estas operações impactaram tanto pessoas físicas, quanto pequenas e médias empresas.

Porém, segundo o BC (Banco Central), para 2020 é esperada uma redução na rentabilidade dos bancos, sendo o principal motivo citado a pandemia do coronavírus. Paralelamente, estima-se um aumento no crédito, que anteriormente estava em 4,8% e passou para 7,6% com o coronavírus.

Concorrência x Concentração no sistema bancário

Estes números demonstram que mesmo com o crescimento das fintechs e bancos digitais, as cinco maiores instituições financeiras ainda têm muito poder sobre os brasileiros. Assim, aumenta o debate que defende a redução da concentração de crédito, para a criação de um sistema bancário mais competitivo e saudável. Atualmente, o Banco Central já defende algumas medidas que produzem resultados para o aumento da competição.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Golfpotter/shutterstock.com

Comentários
Carregando...