Com avaliação positiva da EFSA, Ÿnsect está no caminho certo para entrar no mercado de alimentos para consumo humano

0
PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

PARIS, 14 de janeiro de 2021 /PRNewswire/ — Receber a luz verde provisória da EFSA[1] é um grande passo adiante para o setor. Deverá ser aberto o caminho para futuras aprovações, particularmente sobre o consumo humano de proteína desengordurada de insetos, que representa o maior segmento de mercado de alimentos para consumo humano em termos de valor e volume, sobretudo no setor de nutrição esportiva e de saúde.

  • A Ÿnsect identificou estes mercados como os mais promissores para o YnMeal, um de seus ingredientes desengordurados.
  • A empresa enviou sua proposta para Novo Alimento (sem solicitar proteção de informações por cinco anos, para que seus dados possam ser utilizados por todos do setor europeu) demonstrando um perfil de alergênicos muito mais baixo em relação ao uso do inseto inteiro.
  • A Ÿnsect apresentará nos próximos meses um pedido GRAS nos EUA para atender ao maior mercado fitness e de nutrição esportiva do mundo.
  • A Ÿnsect já assinou um contrato comercial com esses mercados, demonstrando sua posição de liderança no setor.
PUBLICIDADES

Em 13 de janeiro de 2021, a Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (European Food Safety Authority, EFSA) anunciou uma avaliação de segurança favorável da larva da farinha para alimentação humana após o trabalho realizado por uma força tarefa francesa da Plataforma internacional de insetos para alimentos e ração (IPIFF)[2] e seus membros. A EFSA concluiu que este produto é seguro para o consumo humano, segundo os procedimentos exigidos pela União Europeia em relação à nova legislação alimentar (Regulamento 2015/2283 da UE). Essa avaliação favorável precisará ser confirmada pela Direção Geral de Saúde da Comissão Europeia, que dará a autorização final para aprovação de mercado na União Europeia.

PUBLICIDADES

A larva da farinha é o primeiro inseto a receber uma avaliação positiva de segurança para consumo humano no mundo. Este é um reconhecimento de que os ingredientes da larva da farinha são produtos premium, uma vez que são exclusivamente “de qualidade alimentar” em comparação com outros insetos usados apenas em ração animal.

“Esta descoberta é uma grande conquista que recompensa o trabalho desenvolvido durante anos por toda a indústria europeia de insetos reunida sob o guarda-chuva da IPIFF. Esperamos que essa avaliação positiva seja a primeira de muitas“, explica Antoine Hubert, CEO da Ÿnsect.

Sobre a Ÿnsect 

PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

A Ÿnsect é líder mundial na produção de proteínas naturais de insetos e fertilizantes. Fundada em 2011 em Paris, a empresa Next40 transforma insetos em ingredientes premium para animais de estimação, peixes e plantas. A partir de suas fazendas de última geração, a Ÿnsect utiliza tecnologia proprietária pioneira protegida por 260 patentes no mundo para produzir a larva da farinha Molitor em fazendas verticais.www.ynsect.com

[1] A Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) é a agência da União Europeia que oferece orientações científicas independentes sobre os riscos existentes e emergentes associados à cadeia alimentar, para ajudar a proteger consumidores, animais e o meio ambiente dos riscos relacionados a alimentos.

[2] Plataforma internacional de insetos para alimentos e ração (International Platform of Insects for Food and Feed, IPIFF), a organização europeia guarda-chuva que representa as partes interessadas ativas na produção de insetos para alimentos e rações

 

 

FONTE Ÿnsect

PUBLICIDADES
PUBLICIDADES


Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar