Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Polêmicas, novidades e mais de 30 milhões de clientes: como foi o ano de 2020 para o Nubank?

0

O ano de 2020 sem dúvida foi muito marcante para o Nubank. Afinal, em 2020, a fintech atingiu a marca de 30 milhões de clientes, fez aquisições importantes e consolidou sua marca no mercado. No entanto, o ano de 2020 também foi marcado por algumas polêmicas envolvendo o Nubank, como a entrevista de Cristina Junqueira no Roda Vida.

Sendo assim, confira nessa matéria uma retrospectiva com os principais acontecimentos envolvendo o Nubank em 2020.

É provável que você também goste:

Nubank oferece 56 vagas de emprego. Saiba como se candidatar

Como resolver o problema no app do Nubank com a mensagem “Parece que você está sem internet!”?

Você sabe quanto rende um milhão de reais no Nubank?

Como foi o ano de 2020 para o Nubank?

O ano de 2020 já começou com o Nubank anunciando a primeira aquisição de sua história: a da startup Plataformatec. Alguns dias depois, em 20 de janeiro de 2020, surgiu mais uma boa notícia para o Nubank: a fintech atingiu a marca de 20 milhões de clientes. Mais para o final de janeiro, ocorreu a primeira polêmica sobre o Nubank: alguns sites divulgaram que os fundadores David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible sairiam da gestão da empresa. Entretanto, tal notícia logo e seguida foi desmentida pela fintech.

Já em fevereiro, saiu o anúncio da criação da Nu Investimentos. Contudo, em um primeiro momento a atuação da Nu Investimentos foi apenas na gestão do próprio caixa do grupo. Mas nem todas as notícias sobre o Nubank foram boas, pois no mesmo mês foi divulgado o resultado financeiro do Nubank em 2019. De acordo com os dados, apesar da fintech ter dobrado seu faturamento, o prejuízo em 2019 triplicou.

Cobranças durante a pandemia de covid-19

No início do mês de março, o Nubank anunciou em seu blog o lançamento do cartão Nubank no México, com o nome de Nu. No mesmo mês, o Nubank encerrou o período de testes da função de empréstimo pessoal e ampliou a oferta do serviço. Entretanto, com o estouro da pandemia de covid-19 no Brasil, o Nubank se viu envolvido em mais uma polêmica. Dessa vez, vários clientes da fintech passaram a cobrar da empresa uma posição em relação à pandemia e apoio financeiro. Porém, alguns dias depois, o Nubank enfim anunciou algumas medidas para ajudar seus clientes. Entre essas medidas estavam, por exemplo, a prorrogação no pagamento de empréstimos e a redução nos juros do cartão de crédito.

Em abril, o Nubank anunciou que a sua conta digital, que antes tinha o nome de NuConta, passaria a se chamar apenas “conta do Nubank”. Além disso, com a criação do auxílio emergencial, mais de 500 mil clientes optaram por receber o novo benefício pela fintech.

Em maio, o app do Nubank passou por algumas mudanças, que afetaram sobretudo a interface do cartão de crédito. Com essas mudanças, os valores da fatura atual do cliente e do limite disponível no cartão de crédito passaram a ter mais destaque. Ainda no mês de maio, o Nubank pediu adesão ao Pix.

Nubank atingiu marca de 25 milhões de clientes em junho de 2020

No início de junho, o Nubank atingiu a marca de 25 milhões de clientes, ou seja, a fintech conquistou 5 milhões de clientes em menos de 6 meses. No mesmo mês, uma lista da Forbes apontou o Nubank como o melhor banco do Brasil, pelo segundo ano consecutivo.

O mês de julho sem dúvida foi de muitas polêmicas para o Nubank. A primeira delas foi a descoberta de que dados de correntistas do Nubank estavam disponíveis no Google, mas o Nubank logo se pronunciou sobre o assunto e tomou as devidas providências. Além disso, no mesmo mês houve o sumiço de R$ 600 das contas de vários clientes, mas que também foi resolvido logo em seguida. Mais para o final do mês, o Nubank anunciou a compra de mais uma empresa, a Cognitect.

No início de agosto, o Nubank anunciou a criação da ferramenta de resgate planejado. Algumas semanas depois, veio mais uma boa notícia sobre a fintech: o prejuízo da empresa caiu 32% no primeiro semestre de 2020.

Já em setembro, o Nubank comprou a Easynvest, o que pode significar sua entrada para o mercado de investimentos. No mesmo mês, Cristina Junqueira apareceu em lista da Fortune como uma das 40 líderes com menos de 40 anos mais influentes do mundo. Em setembro, também teve início o pré-cadastro do Pix para os clientes do Nubank. Outra grande notícia do Nubank em setembro sem dúvida foi o anúncio de mudanças na análise de aumento de limite, que deve se tornar mais transparente. Além disso, o Nubank liberou a função de resgate planejado para todos os seus clientes.

Polêmica sobre suposta fala racista e 30 milhões de clientes

Entretanto, o mês de outubro foi bastante conturbado para o Nubank. No início do mês, a fintech lançou uma coleção de roupas em parceria com a Chico Rei, mas ainda em outubro a parceria chegou ao fim. No dia 5 de outubro, os clientes do roxinho começaram a cadastrar suas chaves do Pix, porém o processo gerou muita controvérsia, pois vários clientes alegaram ter suas chaves cadastradas sem autorização.

Ainda em outubro, o Nubank superou a marca de 30 milhões de clientes. Embora essa marca tenha sido uma grande conquista para a empresa, no mesmo mês a fintech esteve envolvida em outra grande polêmica. No dia 19 de outubro, em uma entrevista para o programa Roda Viva, a cofundadora do Nubank Cristina Junqueira deu uma declaração que muitos consideraram racista. Na entrevista, Cristina comentou que era difícil para o Nubank contratar negros, pois não poderiam nivelar por baixo. Todavia, após a repercussão negativa, a empresária pediu desculpas em vídeo e a empresa anunciou que vai adotar ações para combater o racismo.

Em novembro, o Pix começou a funcionar no Brasil, e o Nubank certamente não poderia ficar de fora. A fintech liberou o Pix tanto para pessoas físicas quanto para empresas. Além disso, nesse mesmo mês a empresa liberou o aumento de limite de crédito atrelado a investimento para alguns poucos clientes, numa fase de testes. No final de novembro, a Black Friday 2020 trouxe dias de muito movimento para a conta do Nubank, com um aumento de 73% nas compras online.

Por fim, em dezembro alguns clientes começaram a ganhar convites para investir na Easynvest. Além disso, o Nubank também lançou uma retrospectiva do ano de 2020 para seus clientes.

O que vai acontecer com o Nubank em 2021?

Mas o que será que 2021 reserva para a maior fintech do Brasil? Continue acompanhando o Seu Crédito Digital para saber mais sobre tudo o que acontece com o Nubank e outros bancos e fintechs.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Seu Crédito Digital, editada de adrianosiker.com e fotogestoeber via shutterstock.com

Comentários
Carregando...