Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Confiança do consumidor volta a cair e bate 2,4 pontos em janeiro, afirma FGV

Confiança do consumidor recua em janeiro, revela FGV. Descubra os impactos e perspectivas. Esteja informado para tomar decisões conscientes.

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), mesurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre), registrou uma queda de 2,4 pontos em janeiro de 2023, ficando em 90,8 pontos. Esse foi o menor índice anotado desde maio de 2023. Essa desaceleração aconteceu mesmo depois de uma leve ascensão percebida em dezembro de 2022.

De acordo com Anna Carolina Gouveia, economista da FGV/Ibre, o ICC vem prolongando a tendência de desaceleração iniciada em setembro de 2022. Dessa forma, esse movimento é visto tanto no atual quadro, quanto nas expectativas para os próximos meses. Isso ocorre em quase todos os estratos de renda, à exceção das pessoas de maior rendimento.

O que afeta esta queda de confiança?

Ana Carolina Gouveia observa atentamente o panorama econômico, notando que, apesar do controle da inflação e da estabilidade no mercado de trabalho. Além disso, a persistência de desafios como o aumento das taxas de juros e a crescente dívida impacta negativamente a situação financeira e o consumo dos consumidores. Essa combinação de fatores cria uma dinâmica complexa que contribui para a manutenção do indicador.

Mulher cabisbaixa com a mão na testa enquanto olha para um cartão Confiança do consumidor
Imagem: tommaso79 / Shutterstock.com

Assim, a estabilidade aparente no mercado de trabalho e o controle da inflação não são suficientes para contrabalançar as pressões derivadas do aumento das taxas de juros e do crescimento da dívida. Esse contexto desafia a confiança dos consumidores, gerando um cenário em que a prudência financeira se destaca.

Evolução das expectativas do consumidor

No cenário econômico de janeiro de 2023, a confiança dos consumidores sofreu uma significativa queda, refletida tanto na percepção do momento presente quanto nas expectativas para o futuro. O Índice de Situação Atual (ISA) registrou uma redução de 2,7 pontos, atingindo 77,6 pontos. Dessa forma, marcando o seu nível mais baixo desde julho do ano anterior.

Veja também:

Confiança do Consumidor no Brasil: Índice do FGV IBRE atinge menor nível desde maio de 2023; confira

De maneira semelhante, o Índice de Expectativas (IE) também apresentou uma queda de 2,3 pontos, alcançando 100,2 pontos. Assim, essa tendência negativa foi observada em todas as faixas de renda, com exceção dos consumidores de maior poder aquisitivo. Sugerindo um impacto generalizado na confiança do consumidor.

Imagem: Krakenimages.com / Shutterstock.com