Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Confira os setores em alta para empreender em 2022

0

Apesar da pandemia do novo coronavírus ter trazido muitas dificuldades para o mercado financeiro, o avanço da vacinação dá sinais de prosperidade para alguns setores em 2022. 

Para aqueles que não se importam em arriscar, este ano será marcado por alguns desafios como alta inflação, juros em alta, nova variante do coronavírus e eleições. 

“Será um ano de dinheiro caro e quem quer empreender precisa fugir do capital emprestado por bancos”, comenta Roberto Kanter, consultor, mentor da Endeavor e professor da Fundação Getúlio Vargas.

Sendo assim, o InfoMoney, com sua marca de empreendedorismo Do Zero ao Topo, levantou os setores mais favoráveis para empreender em 2022. As alternativas são válidas tanto para a criação de empresas pequenas, quanto para algo escalável como uma startup. 

Confira abaixo os setores mais promissores para o empreendimento em 2022.

É provável que você também goste:

Economistas preveem inflação menor em 2022 devido à valorização do real

Finanças pessoais: 10 dicas para se organizar e crescer em 2022

Conheça as 10 empresas brasileiras que se tornaram unicórnios e valem bilhões

Agronegócio

Mesmo com dois trimestres de retração do PIB (Produto Interno Bruto), a previsão de economistas é que alguns setores consigam conter essa tendência de retração. Um deles é o agronegócio. 

A CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) prevê um crescimento de 3% a 5% em 2022. No entanto, é necessário tomar cuidado com os custos: a alta de recursos como fertilizantes e defensivos pode achatar o lucro do mercado. 

Nos últimos anos, houve um crescimento considerável de startups bem-sucedidas no Brasil. Empresas voltadas para a agricultura, como Boa Safra e Agrosmart, multiplicaram seu faturamento em 2021 e caminham para a mesma tendência este ano. 

Saúde 

Por conta da pandemia, o setor da saúde está em evidência no momento. Dessa forma, a telemedicina tem sido um dos destaques apontados por especialistas. As consultas online vieram para ficar e, por isso, há uma oportunidade para médicos empreendedores criarem empresas que ofereçam serviços, equipamentos e plataformas digitais. 

O setor traz uma boa conjuntura para um negócio de crescimento exponencial. As healthtechs (startups de saúde), somente em 2020, receberam investimentos de mais de US$ 14,2 bilhões. 

Pets

Durante a pandemia, houve um aumento nos números de adoção de animais de estimação. Assim, a partir de grandes varejistas consolidadas como Petz, Petlove e Cobasi, especialistas notam que o setor ainda é promissor para montar um negócio este ano. 

“Há muitas possibilidades para pequenas empresas de higiene e embelezamento, alojamento e treinamento de pets”, afirma Carlos Melles, presidente do Sebrae.

Serviços 

Devido aos desafios previstos para 2022, especialistas recomendam buscar setores em que as despesas iniciais sejam menores. Sendo assim, o setor de serviços é ótimo para quem não deseja lidar com este tipo de gasto. 

Neste segmento, o empreendedor pode trabalhar em casa vendendo o conhecimento que possui. Consultoria de marketing digital, aulas particulares, cursos online e serviços de beleza e bem-estar são grandes tendências no ramo.

Alimentos

O setor de alimentação passou por grandes transformações nos últimos anos. Porém, mesmo com inflação alta e os custos dos produtos podendo aumentar, os especialistas acreditam que este ano será propício para a área.

Devido aos novos hábitos de delivery e com a volta das refeições presenciais, há grandes chances para quem deseja abrir um negócio alimentício. A alimentação saudável e o conceito de dark kitchen (cozinha 100% focada no delivery) são as maiores apostas do momento.

E-commerce

As compras online estão em alta há um bom tempo já e é provável que em 2022 não seja diferente. Contudo, para um empreendimento de sucesso, especialistas indicam investir em bens essenciais, como saúde e alimentos, ou produtos recorrentes com possibilidade de assinatura. 

Além disso, há oportunidades promissoras na criação de recursos que facilitem a venda online por varejistas. No entanto, é necessário investir na omnicanalidade para fidelizar o cliente e facilitar seu relacionamento com a marca. 

Franquias

O avanço da vacinação permitiu a retomada de viagens. Por isso, o segmento de turismo e hotelaria manteve sua maior alta até o terceiro trimestre de 2021. No entanto, especialistas apontam que o setor pode sofrer perdas caso aumentem os casos de Covid-19. 

No momento, áreas com boas perspectivas vem das franquias de casas e construção, beleza, bem-estar e moda. Contudo, é necessário consultar outros franqueados para saber se é válido investir ou não. Além disso, especialistas orientam os empreendedores a não utilizar todo o capital na compra da franquia, pois ela precisará de investimento no futuro. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: My Life Graphic / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -