Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Contribuição do INSS: confira o novo valor que você vai pagar em 2022

0

O ano de 2022 começou com o aumento do salário mínimo de R$ 1.100,00 para R$ 1.212,00, uma alta de 10,18%. Sendo assim, todos os pagamentos que são vinculados ao piso nacional também passaram por reajuste.

Com isso, a tabela de contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também passou por um reajuste, que começa a valer a partir de fevereiro.

Com a aprovação da Reforma da Previdência em novembro de 2019, o cálculo para o desconto previdenciário passou a ser progressivo. Isso significa que, assim como no Imposto de Renda, há uma alíquota para cada faixa de salário da pessoa, até chegar ao teto.

É provável que você também goste:

INSS: confira as novas regras que entram em vigor em 2022

14º salário do INSS: deve ser pago por dois anos consecutivos

Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória; veja quando fazer o recadastramento

De quanto será a contribuição do INSS?

As novas alíquotas vigentes para 2022 do INSS para empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos variam de acordo com a faixa salarial. Vejamos:

Faixa Salarial Alíquota da contribuição
R$ 1.212,00 7,5%
De R$ 1.212,01 a R$ 2.427,79 9%
De R$ 2.427,80 a R$ 3.641,69 12%
De R$ 3.641,70 a R$ 7.088,50 14%

Como fica a contribuição do INSS dos contribuintes individuais e facultativos em 2022?

As alíquotas para essas modalidades são diferentes, então, o contribuinte deve estar atento:

Contribuinte individual

O contribuinte individual exerce atividade remunerada e assume o risco da atividade, portanto sua contribuição é obrigatória.

Contribuição de 20% (Código GPS 1007) — R$ 242,40

Contribuição de 11% (Código GPS 1163) — R$ 133,32

Contribuinte facultativo

Já o contribuinte facultativo é aquele que não exerce atividade remunerada, mas deseja ter acesso aos direitos previdenciários.

Contribuição de 20% (Código GPS 1406) — R$ 242,40

Contribuição  de 11% (Código GPS 1473) — R$ 133,32

Contribuição Baixa Renda de 5% (1929) — R$ 60,60

Sou MEI, como fica minha contribuição do INSS em 2022?

O microempreendedor individual (MEI) também pode contribuir ao INSS para obter direitos previdenciários, como aposentadoria, auxílio-maternidade, auxílio-doença e pensão por morte e auxílio-reclusão para os seus dependentes.

A contribuição do MEI é feita por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que é calculado baseado em 5% do salário mínimo mais os impostos Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou Imposto sobre Serviços (ISS) ou até mesmo os dois, a depender da atividade realizada pelo MEI.

Contudo, somente a contribuição ao INSS irá aumentar. O valor dos impostos continuará o mesmo: R$ 1,00 para ICMS e R$ 5,00 para ISS.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -