Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Declaração conjunta do Imposto de Renda 2024: como otimizar a prestação de contas

Saiba como fazer a Declaração Conjunta do Imposto de Renda 2024. Conheça as vantagens, quem pode aderir e como evitar erros!

Nos primeiros meses do ano, diversas obrigações fiscais preocupam os brasileiros, dentre elas está a Declaração do Imposto de Renda.

Nesse contexto, uma alternativa cada vez mais procurada por casais é a declaração conjunta, que permite a combinação das informações financeiras do casal em uma única declaração do Imposto de Renda. Veja a seguir mais detalhes sobre o tema.

Como realizar a declaração conjunta do Imposto de Renda?

Celular com app do Imposto de Renda aberto na tela, ao lado dele tem uma calculadora e uma caneta
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Se você está pensando em aderir a essa opção de declaração, precisa ter algumas coisas em mente. Primeiramente, há necessidade de identificar um dos cônjuges como titular da declaração. Assim, o outro enquadra-se como dependente, inclusive se possuir renda e patrimônio próprio.

Ademais, vale lembrar que todos os rendimentos e despesas dedutíveis do casal exigem declaração. Isso inclui gastos como educação e saúde de ambos e dos filhos, se houver.

Além disso, é de suma importância adicionar os detalhes sobre as informações de cada uma das duas pessoas que compõem a declaração. Para isso, há a necessidade de sinalizar a pessoa a qual cada despesa dedutível e cada renda pertence.

Quem pode optar pela declaração conjunta do IR?

Mas, afinal, quais pessoas podem aderir à declaração conjunta do Imposto de Renda? A lista é composta por:

  • Casais com filhos em comum (sem levar em conta o tempo de união);
  • Casais que estão oficialmente casados;
  • Pessoas que estão em união estável por mais de 5 anos.

A saber, as mesmas regras descritas acima aplicam-se a casais homoafetivos, desde que a relação tenha reconhecimento legal. Ademais, vale lembrar que, do ponto de vista fiscal, a declaração conjunta é mais vantajosa se o cônjuge incluído como dependente possuir mais gastos dedutíveis do que rendimentos tributáveis.

Vale a pena fazer declaração conjunta?

Para saber qual modelo de declaração compensa mais, é importante fazer a simulação no próprio Programa de Declaração do IR da Receita Federal, gerando duas declarações diferentes (uma com o cônjuge como dependente e outra sem) para verificar em qual situação o valor do imposto a pagar ou a restituir é mais favorável.

Veja também:

Saiba Como Tirar a 2ª Via do RG Sem Sair de Casa em Minutos!

Mas atenção: na hora do preenchimento da declaração, é preciso manter-se atento, afim de não cometer erros e tendo a certeza de que todas as informações necessárias estejam devidamente informadas no documento. Afinal, omissões podem resultar em complicações.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com