Saiba como declarar aposentadoria e salário ao Imposto de Renda 2021

Cuidado para não preencher informações erradas

0

Com a chegada da Declaração do Imposto de Renda 2021 (IR), as pessoas que declararão precisam ficar atentas e preenchê-la corretamente, portanto, confira como deve ser feito esse procedimento.

Aqueles que trabalharam no comércio ou empresa em 2020, devem informar os seus salários na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica” na declaração de Imposto de Renda 2021. 

Em suma, eles devem acrescentar no IR os valores que se encontram no comprovante de rendimento disponibilizado pela empresa nos campos da ficha da declaração. 

Entretanto, aposentados e pensionistas devem preencher essa ficha também, através do informe de rendimentos emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 

Contudo, se houve mudança de emprego ao decorrer do ano de 2020 ou atuaram em mais de um local, os trabalhadores precisam abrir uma ficha para cada ambiente de trabalho e nelas inserir os números que aparecem nos informes de rendimento para cada um dos serviços prestados. 

Caso os dependentes dos trabalhadores tenham recebido salário, aposentadoria ou pensão do INSS, também devem ser constadas as rendas deles na ficha, na aba “dependentes”. Caso não sejam constatados os rendimentos, o IR pode ser levado para a malha fina. 

É provável que você também goste:

Quando inicia a declaração do Imposto de Renda 2021?

Imposto de Renda 2021 está chegando: Tudo que você precisa saber

Reforma Tributária: Auditores pedem prisão para quem sonegar Imposto de Renda

Como preencher a declaração do Imposto de Renda 2021

Para preencher a declaração do Imposto de Renda é necessário informar tais dados caso entrem na situação do declarante:

Se o rendimento se tratar da modalidade contribuinte, selecionar a aba “Titular” ou a aba “dependente”, caso a renda esteja nessa situação. É obrigatório iniciar uma nova janela para cada pessoa dependente que obtenha renda.   

O trabalhador deve selecionar a opção “novo” e preencher o número do CPF/CNPJ e o nome da fonte da renda (empresa ou INSS). 

Após isso, deve ser preenchido o valor dos rendimentos adquiridos, a contribuição da previdência oficial, o imposto parado na fonte, o valor do  13º e o imposto retido sobre ele.   

Para finalizar o preenchimento basta clicar em “OK”. O processo deve ser repetido para cada fonte de renda, do empregado e/ou dependente.   

Caso tenha importado a declaração do Imposto de Renda de 2020, os dados da fonte dessa aparecerão cadastrados na ficha. 

Se não tiver ocorrido mudança de emprego, pode ser escolhida a função “editar” e acrescentar somente os valores referentes ao ano de 2020. 

Além disso, caso o dependente ou o trabalhador não receba mais rendimento de determinada empresa, deverá clicar em “excluir”. 

O que mais deve contar o Imposto de Renda?  

Na ficha deverão ser informados os números recebidos da Entidade de Previdência a título de seguro.   

Assim, nesta sessão, entram também as rendas tributáveis adquiridas através de pessoas físicas que tiveram um vínculo empregatício. Em uma situação como esta, o CPF do empregador deve ser preenchido no campo CPF/CNPJ.

Caso haja dúvidas no processo de preenchimento, há uma aba somente para ajudar aquele que executa o procedimento, o botão “ajuda”, localizado no canto inferior direito da ficha. Ao clicar, o utilizador do programa será redirecionado para uma página que contém informações para a realização do ato. 

O que não deve constar na Declaração do Imposto de Renda 

 A pessoa que fizer o preenchimento deve se atentar para não haver confusão e colocar na declaração “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica” outras formas de rendimento. Confira a lista abaixo de outras situações que não devem constar na ficha: 

  • Ganhos de atividade rural. Eles devem constar em “Atividade Rural”; 
  • Pensão alimentícia. Deve ser informado em “Rendimentos recebidos de pessoas física”; 
  • Transferência de bens e direitos, como imóveis. O ganho deve ser preenchido em “Ganhos de Capital”; 
  • Aquisições com venda de ações na Bolsa de Valores. Elas entram na sessão “Renda Variável”. 

Confira mais informações sobre o IR clicando aqui.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...