Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Imposto de Renda 2021: saiba como declarar Tesouro Direto

Veja o passo a passo para fazer o processo correto na sua declaração de IR.

0

O prazo para envio do Imposto de Renda 2021 está quase um mês perto do fim, pois acaba no dia 30 de abril. No entanto, na hora de prestar as contas para a Receita Federal, muitas dúvidas aparecem. Uma delas é em relação a como declarar investimentos feitos no Tesouro Direto. Isso porque, assim como qualquer outra aplicação financeira, você precisa declarar títulos públicos, sejam eles obtidos via Tesouro Direto ou na mesa de operações. Mas existem algumas condições para isso. Confira mais a seguir.

É provável que você goste também:

Cartão PAN Mastercard Platinum tem programa de pontos para voos grátis

Nubank ou Santander SX VISA Gold: Qual é a melhor opção?

Banco Inter: Como investir no Tesouro Direto pelo app?

Tesouro Direto no IRPF 2021: quem precisa declarar?

Em primeiro lugar, é preciso saber que títulos públicos são títulos de renda fixa com rendimentos tributados exclusivamente na fonte. Por isso, em 2021, você deve declarar todos os rendimentos de títulos públicos, além de saldos investidos maiores que R$ 140 em 31 de dezembro de 2020.

Dessa forma, são obrigados a entregar a declaração neste ano todos os contribuintes que tinham, em 31 de dezembro de 2020, bens em valor superior a R$ 300 mil, bem como aqueles que tiveram rendimentos isentos ou tributáveis na fonte em valor superior a R$ 40 mil durante o ano passado. Ou seja, quem tinha mais de R$ 300 mil em títulos públicos ou recebeu mais de R$ 40 mil em rendimentos desses investimentos fica obrigado a entregar a declaração de Imposto de Renda 2021.

Veja o passo a passo para fazer a declaração da forma correta

Portanto, a declaração de Tesouro Direto é feita da mesma maneira que a de outros títulos de renda fixa. Nesse caso, você deve informar o valor na ficha de Bens e Direitos, sob o código 45, referente a aplicações de renda fixa em geral. Então, no campo “Discriminação”, informe que se trata de títulos públicos, bem como o nome da corretora, o número da conta, e o nome e o CPF do titular. No campo CNPJ, informe o da instituição financeira.

Por fim, os campos “Situação em 31/12/2019” e “Situação em 31/12/2020”, preencha de acordo com os valores discriminados no informe de rendimentos. Com isso, caso você tenha tido rendimentos com títulos públicos em 2020, informe os recursos como Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva. O código apropriado é o 06, de “Rendimentos de aplicações financeiras”.

Enfim, o que achou da matéria sobre Tesouro Direto?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Adao / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...