Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Desemprego: taxa cai em apenas 2 estados no 4º trimestre de 2023

O IBGE divulgou nesta sexta-feira (16) as taxas de desemprego em relação ao 4º trimestre de 2023. Saiba mais!

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (16) as taxas de desemprego no país em relação ao 4º trimestre de 2023. Trata-se, portanto, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Trimestral.

Logo, registrou-se queda estatística significativa nesse número em apenas 2 das 27 unidades federativas do país. Continue a leitura para mais informações!

2 estados tiveram queda na taxa de desemprego no último trimestre de 2023

Conseguir emprego em 2024 Desemprego no Brasil
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Segundo dados divulgados pelo IBGE, no Rio de Janeiro a taxa de desocupação foi de 10,9% para 10%, enquanto no Rio grande do Norte apresentou decréscimo de 10,1% para 8,3%. Dessa forma, esses foram os estados que sofreram quedas significativas na taxa de desemprego no período de outubro a dezembro.

Por outro lado, Rondônia (de 2,3% para 3,8%) e o Mato Grosso (de 2,4% para 3,9%) reportaram um aumento de desemprego.

Adriana Beringuy, coordenadora de pesquisa do IBGE, afirma que diversos estados do país apresentaram uma tendência de queda, mas ela ressalta que apenas em dois deles a diminuição foi considerada estatisticamente significativa.

Saiba mais sobre os dados

Sendo assim, as mudanças significativas na taxa de desemprego podem ser atribuídas tanto ao aumento da população ocupada, quanto ao aumento daqueles que estão à procura de emprego. Os quatro estados citados que apresentaram alterações relevantes mostraram diferentes contextos na alteração desta taxa.

Por exemplo, no Rio de Janeiro, houve aquecimento do mercado de trabalho com expansão da ocupação na indústria e nos serviços. Já no Rio Grande do Norte, houve redução na busca por emprego, o que influenciou nos números de desemprego no estado.

Veja também:

NOVA Regra para empréstimos beneficia aposentados do INSS, entenda!

Contudo, em Rondônia, contudo, houve redução no número de trabalhadores ocupados, principalmente na agricultura e no comércio. Enquanto isso, o Mato Grosso experimentou um aumento no número de trabalhadores ocupados, mas também um aumento mais acentuado no contingente de trabalhadores em busca de empregos.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com