Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Desenrola Brasil: confira como renegociar e começar a pagar em 2024

O Desenrola permite que o consumidor que renegociar seus débitos por meio do programa comece a pagar o débito apenas em 2024. Confira!

Em julho deste ano, o governo federal lançou o programa de renegociação de dívidas, Desenrola Brasil. Assim, já são mais de 3,5 milhões de brasileiros beneficiados com a iniciativa que oferece descontos de até 90% nos débitos em aberto. No entanto, o evento está em seu último mês, já que termina no dia 31.

De acordo com o governo federal, a renegociação de dívidas por meio do Desenrola dura, em média, 4 minutos, podendo ser realizada inclusive aos finais de semana e feriados. Além disso, para facilitar ainda mais, o programa ainda permite a renegociação de dívidas sem uma entrada inicial. Confira mais detalhes!

Desenrola permite que consumidores comecem a pagar só em 2024

Dessa forma, o Desenrola permite que o consumidor que renegociar seus débitos por meio do programa possam parcelar o valor do acordo em até 60 meses, sendo que a primeira parcela pode ser paga somente em 2024. Assim sendo, é possível renegociar dívidas que tenham negativadas entre 2019 e 2022 e cujo valor atualizado seja inferior a R$ 20 mil.

Veja também:

ALERTA PARA OS NEGATIVADOS: últimos dias para conseguir descontos no Desenrola

Então, podem ser renegociadas no Desenrola Brasil dívidas de cartão de crédito e contas atrasadas de outros setores, como energia, água e comércio varejista. Assim, o objetivo é permitir aos consumidores a resolução de dívidas pendentes, ajudando a limpar o “nome sujo” e recuperar a capacidade de crédito.

Imagem de uma rua vista de cima desfocada. Sobre a imagem está a logo do Desenrola Brasil.
Imagem: Varavin88 / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

Quem pode renegociar suas dívidas

Portanto, há duas faixas no programa, sendo a Faixa 2 destinada a pessoas com renda mensal de até R$ 20 mil cujas dívidas foram inscritas em cadastros de inadimplentes até 31 de dezembro de 2022. Já a Faixa 1, por sua vez, destina-se a pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Enfim, para efetuar a renegociação, é preciso acessar a plataforma Desenrola Brasil através do Portal Gov.br, utilizando seu CPF. Assim, após a autenticação, o usuário terá acesso aos débitos elegíveis no programa. Por fim, basta escolher as dívidas que deseja negociar, optar pelo pagamento à vista ou parcelado, e seguir as demais instruções da plataforma.

Imagem: Varavin88 / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital