Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Distribuição de lucro do FGTS: como será feita em 2024?

Distribuição de lucro do FGTS seguirá critérios estabelecidos pelo governo, impactando benefícios aos trabalhadores. Saiba mais aqui!

No Brasil, milhares de trabalhadores têm direito ao lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representa um acréscimo significativo em suas poupanças. A partir de 2017, essa vantagem financeira começou a ser distribuída entre os beneficiários, sempre gerenciada pela Caixa Econômica Federal.

Essencialmente, o lucro do FGTS provém dos investimentos feitos com os recursos das contas vinculadas dos trabalhadores, tanto ativas quanto inativas. Dessa forma, esses valores são aplicados pela Caixa em diferentes projetos, incluindo infraestrutura e habitacionais, gerando retornos, depois compartilhados com os trabalhadores.

O que muda no lucro do FGTS em 2024?

Cofre de porquinho, calculadora, caneta e celular com logo do FGTS
Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com

Para o ano de 2024, a projeção de lucro do FGTS atinge a marca impressionante de R$ 14 bilhões. Este aumento se deve, principalmente, à mudança na fórmula de cálculo da correção dos valores. Antes baseada na Taxa Referencial (TR) mais 3% ao ano, agora a correção passa a ser pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), proporcionando uma atualização mais justa em relação à inflação.

Assim, a cada ano, o Conselho Curador do FGTS estipula a fatia dos lucros a ser dividida entre os beneficiários com saldo nas contas até o final de dezembro do ano prévio. Portanto, se um trabalhador tem R$ 1.000,00 em sua conta e a taxa de lucro é de 5%, ele pode esperar receber cerca de R$ 50,00. Dessa maneira, esses valores são creditados diretamente nas contas do FGTS até o final de agosto.

Quem tem direito ao lucro e quando será pago em 2024?

Ademais, os lucros de 2024 serão pagos até 31 de agosto, com direito garantido a quem possuir saldo no FGTS até 31 de dezembro de 2023, independentemente da conta estar ativa ou inativa. Dessa forma, mesmo os que fizeram saques ao longo do ano têm direito aos rendimentos calculados sobre o saldo existente na data limite.

Veja também:

A partir de hoje (8), extratos bancários vão ser padronizados; entenda

Quais são as condições para sacar o lucro do FGTS?

  • Demissão sem justa causa: o trabalhador pode retirar o saldo total, incluindo o lucro.
  • Aposentadoria: permite o saque integral das quantias acumuladas.
  • Compra de imóvel próprio: uso do saldo para facilitar a aquisição de uma casa ou apartamento.
  • Condições de calamidade pública: saques permitidos quando o trabalhador se encontra em regiões afetadas por desastres naturais.
  • Antecipação do saque-aniversário: opção de adiantar os valores a receber em futuros aniversários.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com