Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Endividamento bate recorde em 2020, mas inadimplência recua

0

O endividamento das famílias brasileiras bateu recorde em 2020. Assim, a porcentagem de famílias com alguma dívida chegou a 50,26% em outubro. Esse foi o maior nível da série iniciada em 2005, e contou com um aumento de 5,47 pontos percentuais com relação ao mesmo período em 2019.

Além do recorde, em 2020 as famílias também destinaram uma parcela maior da renda para o pagamento de débitos. Assim, apesar do endividamento ter subido, a inadimplência diminuiu. Entre os motivos para isso, estão a renegociação de dívidas e carência no pagamento de parcelas. Dessa forma, muita gente entrou em 2021 em situação de crédito mais confortável que na crise anterior, de 2015 para 2016.

É provável que você também goste:

Será que o 13° salário do INSS vai ser liberado em fevereiro?

BIP: conheça o novo benefício que deve substituir o Auxílio Emergencial

Vacinação em massa garante retomada da Economia, afirma Paulo Guedes

Endividamento bate recorde em 2020. Entenda o cenário

Entretanto, com a perspectiva de aumento de juros, o desemprego em alta e o fim dos programas de transferência de renda como Auxílio Emergencial, o cenário econômico não tende a ser favorável. Com isso, o aumento na inadimplência deve voltar a ser uma realidade em breve, segundo economistas.

De acordo com o Banco Central, o endividamento das famílias no sistema financeiro chegou a 50,26% em outubro, o maior percentual desde 2005. Além disso, isso representa um aumento de 5,47 pontos percentuais com relação ao mesmo período em 2019.

Ao contrário de crise anterior, inadimplência diminui

Por fim, a inadimplência no crédito livre para pessoa física caiu desde o pico recente de 5,6%, em maio, chegando a 4,5% em outubro. Em novembro, esse valor desceu para 4,3%. Com isso, em 12 meses, a queda é de 0,7 ponto percentual, segundo o Banco Central. Na crise anterior, em 2015 para 2016, o efeito foi o contrário: o endividamento caiu e a inadimplência subiu. Todas as informações são do portal Valor Econômico.

Enfim, quer ficar por dentro das novidades?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais através do FacebookTwitter e Instagram. Assim você fica por dentro de tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo das fintechs.

Imagem: David Pereiras/shutterstock.com

Comentários
Carregando...