Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Endividamento das famílias chega ao maior nível já registrado em 12 anos

0

Em março de 2022, a porcentagem de famílias com dívidas, em atraso ou não, atingiu 77,5%. Sendo que, desde o início da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em 2010, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Um mês antes, em fevereiro, o percentual era de 76,6% de famílias endividadas. E um ano antes, em março de 2021, segundo a Peic, era de 67,3%.

Famílias que possuem contas ou dívidas em atraso, isto é, inadimplentes, atingiu o segundo maior percentual da pesquisa, sendo 27,8%, ficando atrás somente do registrado em janeiro de 2010, na primeira pesquisa realizada, quando ficou em 29,1%. Em fevereiro de 2022, ficou em 27% e no ano que antecedeu, em março de 2021, 24,4%.

Em fevereiro de 2022 e março de 2021, o percentual de famílias que afirmaram não terem condições de quitar suas dívidas e contas em atraso, somava 10,5%, já em março de 2022, subiu para 10,8%.

As principais dívidas das famílias brasileiras são:

  • Cartão de crédito – 87%;
  • Financiamento de carro – 11,2%;
  • Crédito pessoal – 9,4%;
  • Financiamento de imóvel – 8,6%.

Medidas adotadas pelo governo federal

Com a economia impactada de forma negativa pela alta da taxa básica de juros, o presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ), anunciou, no dia 17 de março, uma série de medidas para estimular o crescimento econômico no primeiro semestre de 2022, que ajudarão a diminuir o endividamento da população de baixa renda, além disso, em ano eleitoral, o “pacote de bondades”, como está sendo chamado, favorecem sua popularidade.

Veja quais são as medidas:

  • Antecipação do 13º salário aos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sendo que a primeira parcela será paga em abril e a segunda em maio;
  • Liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), onde o trabalhador poderá sacar até R$ 1 mil de suas contas ativas e inativas;
  • Aumento da margem do empréstimo consignado de 35% para 40% aos aposentados e pensionistas do INSS;
  • Empréstimo consignado para o beneficiários do Auxílio Brasil;
  • Microcrédito do Caixa Tem para empreendedores.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Siga-nos no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o  Facebook, Twitter, Instagram, e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar