Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo Central registra superávit primário R$ 11,1 bi em abril, segundo Tesouro

Tesouro anuncia superávit primário do Governo Central de R$ 11,1 bilhões em abril. Detalhes revelados agora.

O Governo Central, que engloba o Tesouro Nacional, o Banco Central e a Previdência Social, apresentou um superávit primário de R$ 11,1 bilhões em abril de 2024. Este resultado marca uma diminuição em relação ao superávit de R$ 15,6 bilhões registrado em abril do ano anterior. O desempenho deste mês também ficou abaixo das expectativas de mercado, na casa dos R$ 13,35 bilhões.

Em outubro deste ano, as projeções ajustadas pelo governo previram um déficit primário de R$ 14,5 bilhões para o fechamento do ano, indicando um aumento nas expectativas de déficit em relação aos R$ 9,3 bilhões estimados anteriormente. Apesar disso, esse novo valor segue no limite máximo permitido pelas regras fiscais vigentes.

Por que o superávit primário do Governo foi menor em abril?

Dinheiro brasileiro, notas de diferentes valores. governo
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Um dos principais motivos para a diminuição do superávit em abril foi o aumento significativo nas despesas relativas a benefícios previdenciários. Por outro lado, as receitas tiveram um incremento, impulsionadas sobretudo pela arrecadação de PIS/Cofins. A Receita Federal registrou um aumento real de 10,6% no recolhimento de tributos administrados em comparação com abril de 2023.

Além do aumento já mencionado nas receitas provenientes de PIS/Cofins, outras fontes, como as receitas previdenciárias, também apresentaram crescimento. Isso, contudo, não foi suficiente para cobrir a elevação nos gastos com benefícios previdenciários, explicando o desempenho abaixo do esperado no mês de abril.

Qual o impacto acumulado nos primeiros meses de 2024?

Olhando para o primeiro quadrimestre do ano, o Governo Central registrou um superávit acumulado de R$ 30,605 bilhões. Isso representa uma queda em relação ao mesmo período de 2023, quando o superávit acumulado foi de R$ 46,849 bilhões. Essa diminuição é reflexo tanto do incremento de despesas quanto das variações nas receitas.

Veja também:

Após assinatura de lei, idosos recebem novo benefício; saiba qual é!https://seucreditodigital.com.br/apos-assinatura-de-lei-idosos-recebem-novo-beneficio-saiba-qual-e/

Examinando a trajetória fiscal em uma visão mais ampla, o Governo Central apresenta, nos 12 meses precedentes, um déficit de R$ 253,4 bilhões. Esse resultado reflete, em parte, as despesas extraordinárias realizadas com a quitação de precatórios no final de 2023. As oscilações observadas nos resultados fiscais do Governo Central são essenciais para entender a saúde econômica do país.

Imagem: rafapress / shutterstock.com