Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo estuda pagar mais parcelas do seguro-desemprego em 2020

Depois de pedidos de centrais de sindicatos, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) vem debatendo, desde julho, pedido de ampliação do seguro-desemprego neste ano.

O governo pagaria as parcelas extras ainda em 2020 para não extrapolar o teto de gastos.

0

O Governo está avaliando liberar mais parcelas do seguro-desemprego em 2020. A medida visa os trabalhadores demitidos devido a crise causada pela pandemia. A prorrogação do benefício seria limitada apenas a este ano, ou seja, dentro do estado de calamidade pública.

É provável que você também goste:

Reunião que vai decidir extensão do seguro desemprego (BEm) é adiada.

400 mil vagas de trabalho temporário serão abertas até o final do ano.

Exclusivo: cofundador da RecargaPay revela que libera empréstimo para negativados.

Banco PAN cria programa que dá dinheiro extra aos clientes.

Governo estuda pagar mais parcelas do seguro-desemprego em 2020

Entretanto, depois de pedidos de centrais de sindicatos, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) vem debatendo, desde julho, pedido de ampliação do seguro-desemprego neste ano. A proposta prevê liberar mais duas parcelas adicionais do benefício. Mas para quem foi demitido sem justa causa entre os dias 20 de março e 31 de dezembro de 2020.

Os representantes do Ministério da Economia no Codefat, no entanto, se esquivam da discussão e negam o pedido, desde quando os sindicatos apresentaram a proposta em julho. Contudo, diante da pressão, há possibilidades deles encontrarem um meio termo entre o pedido e o que o governo considera viável.

Integrantes do Ministério da Economia rejeitam a possibilidade dos pagamentos perdurarem até 2021, pois isso afetaria o teto de gastos. Portanto, o governo pensa em encontrar uma forma de compensar o novo custo e concentrar os pagamentos até o final de 2020, para que isso não afete o teto. O governo também tenta reduzir os custos com a ampliação do seguro-desemprego.

O conselho que discute a ampliação das cotas do seguro-desemprego é composto por seis integrantes do governo, seis dos trabalhadores e seis dos empresários.

É provável que você também goste:

Será que o Nubank vai lançar um cartão ultravioleta?

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Cesarvr/Shutterstock

Comentários
Carregando...