Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Imposto de Renda 2024: movimentação alta na conta corrente pode gerar problemas?

No Imposto de Renda 2024, movimentações financeiras em conta corrente podem exigir cuidados adicionais para os contribuintes.

Com a chegada do período de declaração do Imposto de Renda (IR) 2024, que se inicia em 15 de março, é crucial estar preparado para evitar contratempos com o leão. A Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF) para o exercício de 2024 tem como referência o ano-base de 2023.

Portanto, para garantir uma entrega tranquila e evitar problemas de última hora, é aconselhável organizar todos os documentos necessários para comprovar os rendimentos do ano anterior.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2024

Celular com app do Imposto de Renda aberto na tela, ao lado dele tem uma calculadora e uma caneta IRPF
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Desse modo, estão obrigados a realizar a declaração em 2024 os contribuintes que:

  • Receberam mais de R$ 30.639,90 no ano de 2023;
  • Obtiveram rendimentos acima de R$ 200 mil em rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte;
  • Realizaram movimentação de valores acima de R$ 40.000 na Bolsa de Valores;
  • Possuem bens de valores superiores a R$ 800.000;
  • Tiveram receita bruta anual acima de R$ 153.199,50 de atividade rural;
  • Ou são estrangeiros que se mudaram para o Brasil em 2023 e permaneceram até 31 de dezembro.

Movimentação financeira na conta corrente: um alerta para o contribuinte

Assim, a declaração anual do Imposto de Renda não se restringe apenas aos salários. Ela abrange todos os rendimentos do contribuinte ao longo do ano anterior, incluindo aluguel, indenizações trabalhistas, venda de imóveis, heranças, e, crucialmente, os registros da movimentação de dinheiro em conta corrente.

A Receita Federal solicita que o contribuinte informe o saldo em todas as suas contas correntes em 31 de dezembro de 2023. No entanto, é vital observar que as instituições financeiras também têm a obrigação de informar todas as movimentações na conta por meio da Declaração de Informações com Movimentações Financeiras (DIMOF).

Portanto, qualquer movimentação suspeita pode levar a declaração a ser analisada mais detalhadamente, podendo resultar em complicações e a necessidade de prestar esclarecimentos ao governo.

Aprimoramento da verificação e cuidados necessários

Com a constante evolução da automação no sistema de verificação da Receita, a identificação rápida de erros na declaração torna-se uma realidade. Isso reforça a importância de uma declaração precisa e completa, evitando assim problemas futuros relacionados à sonegação fiscal.

Portanto, para aqueles que tiveram uma movimentação financeira significativa em suas contas correntes ao longo de 2023, a atenção redobrada na declaração do Imposto de Renda 2024 é fundamental.

Veja também:

Norte-americanos se arrependem de ter comprado carro elétrico, de acordo com pesquisa

O cuidado na prestação de informações e a transparência nas movimentações garantirão uma experiência tranquila durante esse processo fiscal, evitando surpresas desagradáveis e possíveis complicações com o leão.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com