Se você não é isento e precisa fazer a declaração de Imposto de Renda 2020, confira nessa matéria as despesas que podem ser descontadas do cálculo do Imposto de Renda (IR). Com essas deduções, você pode diminuir muito o valor total de IR a pagar ou até mesmo aumentar o valor a receber com a restituição.

É provável que você também goste:

Banco Modalmais vai lançar família de cartões de crédito em fevereiro.

Cartão virtual Nubank: conheça o cartão e todas as suas vantagens

Leoa: fintech ajuda na declaração do Imposto de Renda e a antecipar e aumentar restituição

Essas despesas são relevantes somente se você fizer o modelo completo da declaração, que incluir todos os possíveis descontos. No modelo simplificado, tais despesas são desconsideradas e o sistema apenas aplica um desconto padrão de 20% sobre a base de cálculo do IR. Caso você não saiba qual modelo é mais vantajoso para você, não se preocupe: preencha todos os campos, incluindo todas as despesas permitidas. Após o preenchimento, o próprio programa do IR indicará se a melhor opção de tributação para você é o modelo completo ou o simplificado.

Quais despesas podem ser descontadas do Imposto de Renda 2020?

A seguir, confira todas as despesas que você pode descontar do Imposto de Renda 2020.

1- Despesas com saúde

Gastos com saúde podem ser declarados e abatidos do cálculo do IR. Podem ser declarados despesas feitas por você, pelos dependentes e pelos alimentandos. Além disso, essas despesas não possuem um limite na declaração e podem incluir, por exemplo, gastos com exames, consultas, planos de saúde e internações. No entanto, é necessário ter os recibos e notas fiscais que comprovem essas despesas.

2- Despesas com educação

Diferentemente das despesas com saúde, as despesas com educação podem ser descontadas do IR apenas até um determinado limite. Podem ser descontadas despesas com creche, escola de ensino infantil, fundamental, médio e superior, cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado, especialização, técnico ou profissionalizante.

Por outro lado, cursos extracurriculares como idiomas, balé, música, esportes e cursos preparatórios para vestibulares e concursos públicos não podem ser descontados. Além disso, gastos correlacionados à educação, como material escolar, livros, apostilas, transporte, alimentação e uniformes infelizmente também não podem ser abatidos do Imposto de Renda.

3- Previdência privada e livro-caixa

Caso você contribua para fundos de pensão ou de previdência privada, você pode solicitar desconto do Imposto de Renda, exceto se o plano for VGBL. Profissionais autônomos também podem deduzir despesas de livro-caixa do Imposto de Renda 2020.

Quem são dependentes e alimentandos que podem ser incluídos na declaração de Imposto de Renda 2020?

Alimentandos são as pessoas para quem você paga pensão alimentícia, como, por exemplo, filhos ou ex-esposa. O valor pego como pensão pode ser lançado na declaração e abatido da base de cálculo do imposto, caso a pensão esteja prevista em decisão judicial.

Dependentes são pessoas que dependem financeiramente de você, como sua esposa ou marido, e os filhos com até 21 anos (ou 24 anos, se forem universitários), ou de qualquer idade se forem incapazes.

Em alguns casos, os netos, pais, sogros e avós também podem se tornar seus dependentes, desde que cumpridas algumas regras definidas pela Receita Federal. Geralmente, essas regras incluem o fato de você ter a guarda judicial dessas pessoas (nos casos de netos, filhos e irmãos) ou elas não terem rendimentos. Cada dependente incluído na declaração dá direito a um abatimento no valor a pagar do IR.

No caso de pais separados, quem possui a guarda da criança deve inclui-la na declaração como dependente, enquanto que quem paga a pensão deve inclui-la na declaração como alimentando.

INSS de empregado não pode ser abatido do Imposto de Renda 2020

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, o recolhimento de INSS para empregada doméstica, não poderá ser deduzido do Imposto de Renda 2020. Entretanto, o governo considera a possibilidade de incluir esse desconto em 2021.

Comprovantes devem ser guardados por cinco anos

Por fim, recomendamos que você guarde todos os comprovantes de suas deduções por, pelo menos, 5 anos. Afinal, esse é o prazo no qual a Receita Federal pode contestar alguma despesa que você lançou em anos anteriores.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: rafapress, via Shutterstock.