Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Impressionante! Brasil cria 719.033 empregos formais no 1º trimestre de 2024!

Descubra como o crescimento de empregos formais no Brasil atingiu 719.033 no 1º trimestre de 2024, liderado pelo setor de serviços.

De acordo com os dados recentemente divulgados pelo Ministério do Trabalho, o Brasil apresentou um crescimento expressivo no número de empregos formais no primeiro trimestre de 2024.

Foram criadas 244.315 novas vagas com carteira assinada somente em março, elevando o total do trimestre para impressionantes 719.033 postos de trabalho formalmente estabelecidos.

O que os números revelam sobre o mercado de trabalho?

Carteira de trabalho em cima de uma folha de caderno, ao lado de um teclado.
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostrou que, em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um aumento de 33,9% na criação de vagas.

Esse desempenho é ainda mais notável ao considerar que, em 2023, o total de empregos formais gerados no primeiro trimestre foi de 536.900, em comparação com os 719.033 de 2024.

O saldo positivo reflete uma dinâmica de mercado vigorosa, com 6,63 milhões de contratações contra 5,9 milhões de demissões entre janeiro e março de 2024. Esse período marcou o país com um total de 46.236.308 trabalhadores com registro em carteira, indicando um aumento de 0,53% em relação ao mês anterior.

Qual setor econômico liderou a criação de empregos?

De todos os setores analisados, o setor de serviços se destacou com o maior aumento, representando a criação de 148.722 postos de trabalho. Ademais, foi notável o desempenho das áreas de administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, responsáveis por um incremento de 56.790 vagas.

Por outro lado, o setor agropecuário experimentou uma redução, com a perda de 6.457 empregos, impactado principalmente pelas atividades de cultivo de maçã, laranja e soja. Esses dados refletem não apenas as tendências de mercado, mas também as dinâmicas sazonais e as necessidades em evolução da economia.

Como os estados brasileiros se comportaram na geração de empregos?

Dentre os estados, São Paulo foi o que mais gerou empregos, com um saldo positivo de 76.941 novas vagas. Minas Gerais e Rio de Janeiro também apresentaram bons resultados, com 40.796 e 22.466 postos criados, respectivamente.

Por outro lado, Alagoas e Sergipe foram os únicos estados a registrar uma queda no emprego formal, com reduções de 9.589 e 1.875 postos.

Análise de desempenho mensal e anual

Olhando para os dados mensais, em março de 2024 houve 2,26 milhões de contratações frente a 2,02 milhões de demissões.

Veja também:

Lula lança Programa Acredita para apoio financeiro a pequenos negócios

Sendo assim, a diferença, que resulta em mais de 240 mil empregos formais criados, representa um aumento de 25,7% em relação ao mesmo mês de 2023. Isso marca o mês de março de 2024 como o melhor desde o início da série histórica do Caged com a nova metodologia em 2020.

Imagem: Antonio Guillem / shutterstock.com