Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Inflação e alta dos preços são desafios para 2024, segundo brasileiros no Radar Febraban

Pesquisa Radar Febraban de 2024 revela as percepções e expectativas da sociedade brasileira. Confira aqui os resultados!

A confiança inicial do brasileiro no ano de 2024 é contrastada por preocupações crescentes com a inflação e a elevação dos preços. Desse modo, conforme revelado pela primeira edição da pesquisa Radar Febraban de 2024, quase sete em cada dez entrevistados expressam que os preços dos produtos aumentaram ou aumentaram significativamente.

Sendo assim, representando um aumento de 13 pontos percentuais em relação a dezembro de 2023. Este dado é acompanhado por uma diminuição notável daqueles que percebem uma redução nos preços, enquanto a estabilidade permanece praticamente inalterada. Confira mais acerca dos resultados da pesquisa Radar Febraban abaixo!

Radar Febraban

Logo Febraban
Imagem: Reprodução / Instagram @febraban_oficial

Essa percepção exposta no Radar Febraban reflete a pressão exercida pela alta dos alimentos sobre o IPCA. Este, que, mesmo com uma desaceleração da inflação, permaneceu acima das projeções do mercado financeiro em janeiro, conforme indicado pelo IBGE.

Além disso, o impacto das despesas iniciais do ano, como material escolar, IPTU e IPVA, sobre o orçamento doméstico contribui para essas preocupações. Isso juntamente com possíveis resquícios dos gastos de final de ano.

A pesquisa também aponta que mais da metade dos brasileiros mantém a crença de que o Brasil experimentará melhorias em 2024. Contudo, esse número recuou ligeiramente em relação a dezembro. Porém, em relação à vida pessoal, uma proporção significativa de 75% dos brasileiros expressa otimismo em relação aos próximos 12 meses. Assim, representando o maior percentual da série histórica.

Propósito da pesquisa

Esta edição do Radar Febraban foi conduzida entre os dias 14 e 20 de fevereiro, com 2 mil participantes em todo o país, pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE). Dessa forma, examina a percepção e expectativas da sociedade em relação à vida, economia, gestão governamental e prioridades nacionais.

Além disso, investiga a percepção do endividamento, uso do Pix, Programa Desenrola, Celular Seguro e fraudes bancárias, abrangendo as opiniões de todas as cinco regiões do Brasil. Em relação à inflação, os alimentos e produtos domésticos emergem como os principais impulsionadores da alta de preços, com um aumento significativo na percepção dos brasileiros.

Veja também:

STJ obriga banco a reembolsar cliente devido à falha em evitar transações irregulares

As projeções da população sobre indicadores econômicos futuros revelam um receio generalizado em relação ao custo de vida, poder de compra e acesso ao crédito nos próximos seis meses, destacando desafios significativos para 2024.

Imagem: portal.febraban.org.br / shutterstock.com