Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Não vai dar tempo de declarar o IR 2022? Descubra o segredo para escapar da multa do Leão

0

É comum que as pessoas posterguem ou esqueçam  algumas obrigações, principalmente por conta da rotina agitada, cansaço e falta de tempo. No entanto, é importante ter atenção quanto se trata do IR 2022.

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 termina na terça-feira (31), sendo fundamental que o contribuinte cumpra o prazo estabelecido pela Receita Federal para evitar problemas.

Mas, e se não der tempo de declarar o IR? Confira o que pode ser feito para escapar da multa do Leão!

IR 2022: descubra o segredo para escapar da multa da Receita Federal

Conforme já dito, é esperado que os contribuintes adiem o preenchimento das informações necessárias ou até mesmo esqueçam do prazo estipulado pela Receita Federal. O correto é ativar lembretes no celular ou realizar a declaração nos primeiros dias.

Mas, caso o cidadão não tenha tempo para informar todos os dados no último dia disponível, ele pode optar pela seguinte opção: fazer uma declaração incompleta dentro do prazo definido pelo Leão e, depois, realizar as alterações necessárias sem ser penalizado.

A possibilidade de encaminhar a declaração incompleta permite que o contribuinte não tenha que pagar uma multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do imposto devido. Vale lembrar que, apesar do cidadão poder editar os dados quantas vezes queria sem pagamento de multa, o modelo da declaração (simples ou completa) não pode ser modificado.

Para conferir o que precisa ser feito para declarar o Imposto de Renda, basta clicar aqui e conferir nossa matéria sobre o assunto.

O que fazer para não cair na malha fina do IR 2022

Todos os anos, como um procedimento padrão de análise das declarações do Imposto de Renda que são recebidas, a Receita Federal realiza um cruzamento dos dados passados por empresas e instituições financeiras com informações fornecidas pelos contribuintes. 

A malha fina pode ocorrer por conta de erros ou omissões (tanto do contribuinte quanto da pessoa física que realizou o pagamento). O indivíduo que cai nela fica impossibilitado de receber a restituição do imposto até que o problema seja solucionado.  

Segundo o contador Claudionei Santa Lucia, o cidadão que não quer cair na malha fina precisa estar atento a alguns pontos, como:

  • Não omitir sua própria renda ou a de dependentes;
  • Sempre guardar comprovantes do que foi declarado por, pelo menos, 5 anos;
  • Verificar se o os dados foram digitados corretamente;
  • Revisar a declaração antes de encaminhar;
  • Caso operar na bolsa de valores, é sempre bom procurar por um contador ou advogado tributarista pois a declaração chegará pronta para ser preenchida e transmitida. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Leonidas Santana / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar