Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Novo Bolsa Família 2021: Veja a proposta completa do governo

Conheça mais sobre o novo Bolsa Família que irá ficar de cara nova em 2021

0

Ricardo Barros (PP-PR), líder da Câmara dos Deputados, defendeu a ampliação do programa Bolsa Família, apesar da falta de recursos orçamentários. O Ministério da Cidadania tem defendido a proposta, que seria uma alternativa para o Auxílio Emergencial. 

Segundo Barros, é preciso ampliar os recursos da proposta no período em que o orçamento for aprovado para incluir aproximadamente 5 milhões de famílias e zerar a fila do programa. 

É provável que você também goste:

Sem Parar adere ao PIX para facilitar ainda mais a vida de seus clientes.

IRPF 2021: você pode incluir sua sogra e pagar menos imposto de renda.

Propostas para o Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa que ajuda brasileiros em situação de pobreza e extrema pobreza ao transferir uma determinada quantia em dinheiro e atende cerca de 14,2 milhões de famílias. 

O orçamento programado para o Bolsa Família este ano é de R$ 34,8 bilhões. A previsão é que sejam incluídas mais famílias e que o orçamento, que atualmente é de R$ 192, passe para R$ 200. 

No ano passado, beneficiários do programa receberam Auxílio Emergencial de R$ 600, que posteriormente foi baixado para R$ 300 de setembro a dezembro. 

Triagem do Bolsa Família

Ricardo Barros afirma que é preciso fazer uma triagem dos beneficiários do auxílio do ano passado, já que somente a exigência de renda mínima foi necessária para realizar a inscrição no programa. 

As pessoas que receberam renda sem necessitarem foi enorme e o governo precisou, inclusive, pedir o reembolso das parcelas distribuídas, como foi explicado nesta notícia: Governo vai pedir a devolução do auxílio emergencial por SMS

Barros defende que, ao invés de um corte no auxílio, a responsabilidade por se assegurar de que as famílias realmente necessitam do benefício é das prefeituras. 

Segundo ele, o certo a se fazer é averiguar a situação de casa em casa para saber quem realmente necessita do benefício ou não. 

Somado aos beneficiários inscritos no Bolsa Família, 68 milhões de pessoas receberam o Auxílio Emergencial no ano passado. Para isso, o governo teve que desembolsar R$ 294,6 bilhões. 

Propostas para o novo programa Bolsa Família

A ideia de Paulo Guedes, ministro da Economia, é beneficiar 30 milhões de pessoas no novo programa. Entretanto, o governo ainda não declarou a quantia ou como irá funcionar a distribuição. 

O objetivo do ministro é criar o imposto de renda negativo. Para quem se esforçou e tem ganhado R$ 500, o governo dará mais R$ 200 e a pessoa deve declarar que ganha os R$ 500 a fim de esclarecer a real renda da família. 

Pressão no Congresso Nacional

No Congresso nacional há um consenso sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial. Inclusive, há pressão na Câmara dos Deputados para que o projeto seja implementado. 

Entretanto, se o orçamento for aprovado, a tendência é haver aumento nos gastos e a solução para isso é a ampliação do Bolsa Família, pois o projeto já está inserido no teto de gastos. 

O Auxílio Emergencial seria uma sustentação para outras famílias necessitadas e, apesar do risco de romper o teto, é a opção mais votada na Câmara. 

A prorrogação do Auxílio e o aumento do Bolsa Família ainda têm sido discutidos na Câmara, com participação do Senado para decidir qual o melhor método a ser seguido para ajudar o país no momento de crise em meio à pandemia.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Cassiano Correia/shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...