Nubank ou Banco Inter: qual cartão de crédito sem anuidade tem maior taxa no rotativo?

0

Hoje em dia, existem diversas opções de cartão de crédito para quem quer se livrar da anuidade. Os bancos digitais, as chamadas fintechs, oferecem contas sem custo de manutenção e cartão de crédito sem taxas. Neste post, avaliaremos duas das principais fintechs brasileiras: o Nubank e o Banco Inter. Ambas oferecem serviços parecidos, por isso pode surgir a dúvida sobre qual a melhor opção na hora de pedir um cartão e abrir uma conta digital.

É provável que você também goste:

Tá ficando bom: C6 Bank já conta com 4 diferenciais sobre o Nubank!

Quitou suas dívidas no SPC e Serasa e continua com o nome no SCR? Veja como retirar

Cuidado: 3 coisas que você JAMAIS deve fazer com o Nubank!

Quando você paga somente o valor mínimo da sua fatura ou qualquer valor abaixo do integral, você está entrando no crédito rotativo das operadoras. A diferença entre o valor total e o que foi de fato pago no vencimento é considerado um empréstimo. Portanto, passam a ser cobrados juros sobre o restante que você tem a pagar. Lembre-se de que o crédito rotativo só pode ser usado por um mês.

A taxa de juros para esse tipo de crédito varia muito, então é importante ver essa informação antes de abrir a sua conta e começar a usar seu cartão. Confira abaixo o que você precisa saber antes de tomar sua decisão e fazer o seu cadastro.

Juros do Nubank

Para o crédito rotativo, os juros cobrados pelo Nubank variam de 2,75% até 14% ao mês. Já quando você parcela o valor da sua fatura, os juros são de 0,99%, ou seja, 13,75% ao mês. Nos casos de atraso, os juros variam de 1,99% a 15,00% mensais.

O Nubank também oferece empréstimo pessoal para seus clientes pessoa física, com juros de 0,95% ao mês. No caso de compras internacionais, o banco digital também cobra algumas taxas. Sobre o valor da compra, é cobrado o PTAX (taxa de câmbio calculada durante o dia pelo Banco Central) + 4%. Também sobre a compra incide o IOF de 6,38%.

Nem tudo é negativo sobre o Nubank, afinal eles oferecem a opção de pegar um desconto quando você realiza a antecipação de parcelas, de 7% ao ano. Ou seja, ele é bom se você é bem organizado financeiramente, mas faz você perder dinheiro em caso de atrasos.

Juros do Banco Inter

O Banco Inter se diz o cartão com a menor taxa de crédito rotativo. Eles cobram 7,7% ao mês de quem não paga o valor integral da fatura, quase metade da taxa de juros do Nubank.

Apesar dos juros do rotativo serem os mesmos, as condições e vantagens para os cartões Gold, Platinum e Black do Banco Inter são diferentes. Uma desvantagem é que o programa de pontos deles ainda está em desenvolvimento, enquanto o Nubank já conta com o Rewards. Entretanto, todo cartão Mastercard, independentemente de banco, pode participar do Mastercard Surpreenda.
A maior parte da renda do banco digital vem de empréstimos, crédito imobiliário e seguros, por isso eles conseguem oferecer taxas de rotativo menores a seus clientes. O crédito consignado do Banco Inter, por exemplo, oferece até R$ 5 mil sem consulta ao Serasa.

Outros bancos digitais para conhecer

Além de poder escolher entre Nubank ou Banco Inter, há várias outras opções de cartões de crédito de bancos digitais, é claro. Uma terceira alternativa é o banco Neon, que cobra multa de 2% sobre o saldo devedor + rotativo de 9,9% ao mês + IOF. O Neon não cobra anuidade nem tarifas de manutenção de conta, tem bandeira Visa e permite fazer investimentos em CDB pelo aplicativo do banco.

Já a fintech Digio não tem rotativo, você não pode pagar só uma parte da fatura. Além disso, eles também oferecem a opção de parcelamento da fatura com juros de 7,9% ao mês no aplicativo. Por outro lado, quem não pagar receberá uma taxa de juros de 11% ao mês.

Como não cair no rotativo

Claro que imprevistos acontecem, mas o ideal é sempre evitar ter de pagar só uma parte da fatura do cartão de crédito. Isso pode ser mais fácil com uma organização financeira, com planilhas e um limite para o quanto se pode gastar no cartão. Pesquisar preços, fazer uma renda extra e guardar uma reserva de emergência, por exemplo, são boas saídas para não cair nessa.

Para evitar que o problema seja maior, o ideal é, principalmente, escolher o cartão com o menor juro para o rotativo se você sabe que corre o risco de não conseguir pagar toda a fatura todos os meses.

Outra alternativa é trocar uma dívida cara por uma dívida barata. Na prática, isso significa pegar dinheiro emprestado de outro lugar, a juros menores, para pagar a parcela integralmente. O crédito consignado pode ser uma boa opção nesses casos. Para descobrir qual empréstimo é mais barato do que o rotativo do seu cartão, simule no Serasa eCred as opções de crédito com o valor que você precisa.

E você, qual cartão escolheria: Nubank ou Banco Inter? Já é cliente de uma dessas fintechs? Conte para nós nos comentários!

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: divulgação.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais