Abono do PIS poderá ser pago para todos os brasileiros em 2020

Um estudo recentemente divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) apontou a necessidade do abono salarial do PIS se tornar medida emergencial durante o período de pandemia. Dessa forma, o pagamento do abono a todos os brasileiros deve ser feito ainda em 2020. Entretanto, para que a iniciativa ocorra e o pagamento possa ser feito a todos, há um custo. De acordo com o instituto, a estimativa é que a medida custaria em torno de R$ 5 bilhões a mais nos gastos do que aquilo que já estava previsto para o abono 2020/2021.

Assim, o pagamento do abono, nessas condições, significaria um acréscimo de um valor de 35% sobre a despesa total prevista. Portanto, confira a seguir mais sobre a pesquisa que pede o pagamento do abono para todos os brasileiros em 2020 e confira o calendário atual do PIS/Pasep.

É provável que você também goste:

Saque da terceira parcela do auxílio emergencial pode demorar até três meses.

INSS vai estender pagamento de um salário mínimo por 3 meses para auxílio e BPC

SCPC e Serasa tentam prever a inadimplência futura e dificultam acesso ao crédito

Afinal, no que consiste a pesquisa sobre o pagamento do abono?

O estudo divulgado pelo IPEA foi desenvolvido pelos pesquisadores Sandro Pereira, Brunu Amorim e Felipe Mendonça. Assim, em sua pesquisa, eles apresentaram como proposta a verificação do perfil de beneficiários do abono salarial, além de uma análise mais completa sobre qual é o alcance do programa. Sendo assim, o objetivo era entender quantos brasileiros poderiam ter direito ao pagamento do abono hoje.

Dessa forma, com o resultado da pesquisa, evidenciou-se que 80% dos brasileiros teria direito hoje ao abono, atuando em áreas como serviços, lojas, comércios, mercados, bens e serviços industriais. Essas áreas, inclusive, são apontadas como as áreas mais atingidas pela crise durante a pandemia do novo coronavírus. Além dos dados levantados com a pesquisa, os pesquisadores elaboraram também soluções para tornar viável o pagamento do abono de forma emergencial a todos os brasileiros. Para ler a pesquisa completa, clique aqui.

Por fim, confira o calendário atual do PIS/Pasep

O pagamento do abono salarial PIS-Pasep de 2020/2021 começará a ser pago no próximo dia 30 de junho. Dessa forma, o valor se destina a todos os trabalhadores com direito ao benefício e que forem correntistas da Caixa ou do Banco do Brasil. Assim, nesse caso, o dinheiro do pagamento do abono salarial será creditado diretamente em conta. Entretanto, para os demais trabalhadores, os saques devem ser liberados a partir de 16 de julho, com o calendário de saques se estendendo até o dia 30 de junho de 2021.

A seguir, confira a tabela de valores a receber (conforme o período de tempo trabalhado) e os calendários de pagamento do abono salarial:

  • 1 mês: R$ 88,00
  • 2 meses: R$ 175,00
  • 3 meses: R$ 262,00
  • 4 meses: R$ 349,00
  • 5 meses: R$ 436,00
  • 6 meses: R$ 523,00
  • 7 meses: R$ 610,00
  • 8 meses: R$ 697,00
  • 9 meses: R$ 784,00
  • 10 meses: R$ 871,00
  • 11 meses: R$ 958,00
  • 12 meses: R$ 1.045,00

Calendário do PIS

Confira as datas de pagamento do abono de acordo com o mês de nascimento:

  • Julho: recebe a partir de 16 de julho de 2020
  • Agosto: recebe a partir de 18 de agosto de 2020
  • Setembro: recebe a partir de 15 de setembro de 2020
  • Outubro: recebe a partir de 14 de outubro de 2020
  • Novembro: recebe a partir de 17 de novembro de 2020
  • Dezembro: recebe a partir de 15 de dezembro de 2020
  • Janeiro: recebe a partir de 19 de janeiro de 2021
  • Fevereiro: recebe a partir de 19 de janeiro de 2021
  • Março: recebe a partir de 11 de fevereiro de 2021
  • Abril: recebe a partir de 11 de fevereiro de 2021
  • Maio: recebe a partir de 17 de março de 2021
  • Junho: recebe a partir de 17 de março de 2021

Calendário do PASEP

Por fim, a data inicial e data limite de recebimento do PASEP, conforme o final da inscrição:

  • Zero: recebe de 16/7/2020 até 30/6/2021
  • Um: recebe de 18/8/2020 até 30/6/2021
  • Dois: recebe de 15/9/2020 até 30/6/2021
  • Três: recebe 14/10/2020 até 30/6/2021
  • Quatro: recebe de 17/11/2020 até 30/6/2021
  • Cinco: recebe de 19/1/2021 até 30/6/2021
  • Seis e sete: recebe de 11/2/2021 até 30/6/2021
  • Oito e novo: recebe de 17/3/2021 até 30/6/2021

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: rafapress, via Shutterstock.

Bruna Valtrickhttps://seucreditodigital.com.br/author/bruna/
Graduada em Jornalismo, apaixonada por escrita, linguagem e comunicação. Experiência em marketing digital e em redação publicitária.
- Publicidade -

Mais Populares

Receita Federal assina acordo com governo para identificar mais fraudes no auxílio emergencial

Receita Federal assinou um acordo com o governo em que visa identificar mais fraudes no auxílio emergencial. Na semana passada, mais precisamente na quinta-feira...

Como solicitar crédito do Pronampe para micro e pequenas empresas

As micro e pequenas empresas precisam de crédito urgente durante a crise causada pelo novo coronavírus. Somente através das linhas de crédito do Programa...

Novo pagamento do FGTS Emergencial de até R$ 1045 será creditado na segunda

Será creditado nas contas dos trabalhadores, nesta próxima segunda-feira (13), um novo pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os trabalhadores...

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado. Isso porque o Ministério da Economia vai receber a Indicação da Câmara (INC)...
- Publicidade -