Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pedidos de demissão batem recorde e vão a 7,3 milhões em 2023

O Brasil chegou a um marco recorde em termos de pedido de demissão. Clique aqui para entender mais a respeito!

Em 2023, um fenômeno surpreendente tomou conta do mercado de trabalho brasileiro. Segundo levantamento realizado pela LCA Consultores, nada menos que 7,3 milhões de trabalhadores pediram demissão de seus empregos com carteira assinada.

Este é o maior número registrado desde que a pesquisa começou, em 2004. No histórico recente, este número é consideravelmente alto. Isso porque em 2022 registrou-se um número de 6,8 milhões de pedidos de demissão, e em 2021, 5,6 milhões.

O índice de pedidos de demissão se mostrou ainda maior entre profissionais com mais de 25 anos de idade e formação superior completa, atingindo a marca de 39%.

Falta de perspectiva é principal motivo para demissão

Pessoa assinando contrato, fazendo alusão às contratações após as rodadas de demissão em massa.
Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Mas, quais seriam os motivos para uma quantidade tão grande de pessoas pedirem demissão e saírem de seus trabalhos de forma voluntária?

De acordo com especialistas da área, a resposta pode estar na falta de perspectiva de crescimento no emprego. Esta, por sua vez, pode ser motivada por diversos fatores diferente. Além disso, também acredita-se que outra razão está nos índices de desemprego baixos registrados no país.

É importante ressaltar, de maneira geral, que o número chega a 21,5 milhões de desligamentos. Isso quando se leva em consideração também o processo de demissão promovido pelo empregador. Esses dados mostram um grau de mobilidade no mercado de trabalho nunca antes registrado.

O que isso representa para o mercado de trabalho?

O alto índice de demissão também significa que existe uma grande quantidade de profissionais buscando melhores condições de trabalho e mais oportunidades de crescimento em sua carreira. Esta situação, por outro lado, força as empresas a repensarem suas políticas internas, de forma a garantir a retenção do talento e evitar um turnover elevado.

Vale monitorar as próximas pesquisas para entender se, na prática, essa busca dos trabalhadores por melhores oportunidades de emprego se converteu em melhores condições de trabalho e avanço na carreira.

Veja também:

Bolsa Trabalho de R$ 540: confira se você está na lista de saque

Com o atual cenário econômico, fica evidente a necessidade de se pensar em estratégias para manter os talentos dentro das organizações, já que a troca constante de funcionários pode gerar instabilidade.

Imagem: SuperOhMo / shutterstock.com