Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Prejuízo do Nubank cai 32% no primeiro semestre de 2020

O Nubank é a maior fintech do Brasil, e após 7 anos de existência, seu prejuízo teve a maior queda significativa da história. O prejuízo do Nubank 32% no primeiro semestre deste ano, para R$ 95 milhões, em relação ao mesmo período do ano passado. A redução acontece em virtude do crescimento da receita e a uma menor despesa operacional por cliente, segundo explicou o CFO da empresa, Marcelo Kopel.

É provável que você também goste:

5ª parcela do Auxílio Emergencial é paga nesta segunda-feira (24) para mais beneficiários

Confira os 3 Cartões de Crédito mais fáceis de ser aprovado em 2020

Auxílio emergencial: 132.823 pessoas já devolveram valores indevidos

Prejuízo do Nubank cai 32% no primeiro semestre de 2020

Esta é a primeira vez que o Nubank anota uma queda significativa no prejuízo, de R$ 44 milhões, desde a sua fundação, em 2013. O único recuo verificado até então na sucessão de perdas da fintech havia sido em 2017, quando o prejuízo somou R$ 116 mil, contra de R$ 122 mil do ano anterior.

Cabe ressaltar que o Nubank gosta de deixar claro que é uma decisão da empresa em operar no vermelho. Dessa forma, como a empresa tem aumentado o número de clientes de forma acelerada, isso demanda mais investimentos e mais recursos destinados a provisionamento.

O Nubank terminou o primeiro semestre de 2020 com 26 milhões de clientes. Ou seja, mais que dobrou o número de clientes em apenas um ano. Se o avanço do número de clientes costumava significar maior prejuízo para fintech, a dinâmica agora começa a mudar, com o aumento da proporção de clientes antigos em relação aos novos.

Além disso, com o passar do tempo, os clientes passam a se engajar cada vez mais com o Nubank, gerando um maior número de transações, aumentando a receita do Nubank, mesmo sem a cobrança de taxas e anuidade do cartão de crédito. Seguindo essa dinâmica, de acordo com Kopel, é possível que o Nubank passe a operar sem prejuízo no ano que vem.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim continuará acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Imagem: Jo Galvao via shutterstock

Comentários
Carregando...