Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Quer financiar casa em 2025? Caixa emite alerta; confira!

A Caixa emitiu um alerta para brasileiros que planejam financiar a casa própria em 2025. Saiba mais informações!

Recentemente, a Caixa Econômica Federal emitiu um comunicado importante para todos aqueles que planejam financiar a casa própria nos próximos anos. Segundo o presidente da instituição, Carlos Vieira, há uma preocupação crescente com a possibilidade de escassez de recursos destinados ao financiamento imobiliário para o ano de 2025.

Dessa forma, saiba mais informações sobre os pontos destacados pela Caixa e o que os futuros compradores precisam considerar. Continue a leitura para mais detalhes!

Quais foram as declarações da Caixa para quem quer financiar uma casa nos próximos anos?

Placa da Caixa e fechadura com chaveiro
Imagens: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com e Inna Dodor / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

Em uma coletiva de imprensa, Vieira destacou que “os recursos disponíveis estão chegando ao limite da capacidade financeira.” Ele enfatizou a necessidade urgente de ações governamentais para prevenir uma potencial crise no setor imobiliário. Entre as medidas sugeridas, está a emissão de títulos verdes, que seriam uma novidade para financiar habitação de forma mais sustentável.

Além das preocupações internas, a Caixa anunciou que buscará atrair investidores externos. A instituição planeja apresentar suas propostas a investidores nos Estados Unidos, onde esperam despertar interesse suficiente para injetar novos fundos no mercado imobiliário brasileiro.

Ademais, no último relatório financeiro, a Caixa reportou que sua carteira de crédito alcançou o marco de R$ 1,144 trilhão, com 65,9% deste total correspondendo ao setor imobiliário. Especificamente, a carteira imobiliária registrou um saldo de R$ 754,3 bilhões, o que representa um crescimento de 14,4% ao longo de 12 meses.

Como está a distribuição dos recursos e as condições de financiamento

Sendo assim, do montante total no setor imobiliário, R$ 438 bilhões provêm do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Já os restantes R$ 316,3 bilhões são oriundos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SPBE).

Vale destacar que os bancos, de acordo com as diretrizes do Banco Central, devem alocar pelo menos 65% dos depósitos de poupança para financiamento imobiliário através do SPBE, onde é possível financiar até 80% do valor do imóvel com juros limitados a 12% ao ano e prazo de pagamento de até 35 anos.

Veja também:

Processo simples libera R$ 3 mil no Caixa Tem; confira!

Embora a Caixa mantenha suas linhas de crédito ativas e as contratações continuem normalmente, o alerta sobre a necessidade de recorrer a novas fontes de financiamento reflete uma preocupação real com a sustentabilidade de longo prazo do financiamento imobiliário no Brasil. Portanto, Caixa se prepara também para inovar na oferta de soluções mais verdes.

Imagens: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com e Inna Dodor / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital