Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Será que teremos Auxílio Emergencial em 2022?

0

No final de 2021, foi aprovado pelo Congresso Nacional um Projeto de Lei elaborado pelo presidente Jair Bolsonaro para o crédito extraordinário, que libera o valor de R$ 2,8 bilhões. O texto em questão tem como objetivo a liberação para pagar uma espécie de adicional para o Auxílio Emergencial, que acabou animando muita gente.

É provável que você também goste:

Auxílio Brasil: governo zera fila e 2,7 milhões de novas famílias recebem este mês

Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil em 2022 definido

Câmara aprova auxílio permanente de R$ 1.200

Muitos entenderam como uma prorrogação do Auxílio Emergencial, uma retomada nos pagamentos, entretanto não se trata disso. Como sabemos, a quantia de R$ 2,8 bilhões não é suficiente para pagar nem metade de uma parcela do benefício.

A chegada do Auxílio Brasil encerrou todos os debates para a continuação do Auxílio Emergencial, causando inclusive uma crise no Ministério da Economia. No ápice dos debates, alguns integrantes da pasta ameaçaram abandonar o governo, entre eles o ministro Paulo Guedes.

Na ocasião, o ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o fim do Auxílio Emergencial, e alegou que trabalhadores informais já retornaram ao trabalho. Durante as negociações do novo projeto, Guedes chegou a ameaçar abandonar a pasta, pois não seria de acordo com um projeto que não seguisse a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Ministério da Cidadania informou que os R$ 2,8 bilhões serão usados para uma parte que foi vetada do benefício no texto de 2020; os pais de famílias solteiros. 

Migração do Auxílio Emergencial para o Auxílio Brasil

No início do Auxílio Brasil, somente os cadastrados no extinto Bolsa Família foram beneficiados. No entanto, o Ministério da Cidadania informou que a fila de espera de 2021 para o Auxílio Brasil foi zerada e que a pasta incluiu cerca de 2,7 milhões de famílias na competência de dezembro, que será paga em janeiro.

Os pagamentos começarão a ser feitos daqui a duas semanas, no dia 18. Desta forma, o programa criado para substituir o extinto Bolsa Família alcançará mais de 17 milhões de famílias.

Os beneficiários que foram incluídos se enquadram nos pré-requisitos para fazer parte do programa e podem verificar se tiveram o cadastro aprovado consultando a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), no site ou pelo aplicativo Auxílio Brasil, digitando o número do CPF.

Como fazer o cadastro no CadÚnico?

O cadastro é feito presencialmente nas prefeituras das cidades. Geralmente o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou os próprios postos de atendimento do CadÚnico orientam as pessoas com a regularização no sistema.

Os endereços dos CRAS podem ser encontrados clicando aqui

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar