Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

BEm: governo pagou R$ 247 milhões indevidos em MP de redução de salário

Confira mais sobre o relatório divulgado pelo TCU.

0

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) divulgado nessa semana apontou pagamentos irregulares ao BEm, o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda. Ao todo, os valores indevidos somam R$ 247 milhões e são referentes ao período de maio a dezembro do ano passado. As suspeitas do TCU apontam depósitos para servidores públicos federais, estaduais e municipais, empregados com múltiplos vínculos e pessoas que já faleceram.

Ademais, o relatório também aponta que existem casos de pagamentos em que o total de dias trabalhados é incompatível com o mês. Então, para saber mais, confira a seguir.

BEm: governo pagou R$ 247 milhões indevidos em MP de redução de salário

De acordo com o TCU, o sistema identificou os nomes de 1.093 servidores federais que teriam recebido R$ 4,5 milhões. Já outros R$ 43,9 milhões pagos de forma irregular foram para servidores municipais ou estaduais. O relatório do órgão aponta, ainda, que o fato de não haver cruzamento de dados foi o que facilitou a fraude.

Seja membro

Porém, conforme divulgado pelo ministro do TCU Bruno Dantas, a quantidade de pagamentos indevidos diminuiu desde que o Tribunal começou a atuar na fiscalização. Além disso, ele afirma que, desde então, 15% do valor pago indevidamente teve devolução concluída.

O BEm é um programa do ministério da Economia destinado à manutenção de empregos durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Por fim, desde a sua recriação, em 27 de abril deste ano, pela Medida Provisória 1.045, mais de 3 milhões de acordos foram realizados. Desse total, 620.639 são de empresas, enquanto 2.517.326 são de trabalhadores.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Andrzej Rostek / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.