De acordo com levantamento da empresa StartupBlink, o Brasil subiu 17 posições é agora é o 20º colocado no ranking mundial de startups. Esse leva em conta a quantidade e a qualidade das startups, as instituições de apoio e o ecossistema de inovação como um toda, incluindo principalmente o ambiente de negócios. O levantamento analisou 1000 empresas em 100 cidades em todo o mundo e você confere mais detalhes no texto abaixo.

É provável que você também goste:

Bolsonaro vai vetar extensão do Auxílio Emergencial se Congresso manter em R$ 600

PagSeguro PagBank lança recarga de Bilhete Único no Super App

Maquininhas da SafraPay passam a aceitar pagamento com o Auxílio Emergencial

Brasil é 20º colocado em ranking mundial de startups

Os cinco primeiros colocados no ranking mundial de startups foram Estados Unidos, Reino Unido, Israel, Canadá e Alemanha. Conforme os autores, os EUA ficam muito à frente dos outros países devido a seu forte ecossistema de inovação. Completam a lista dos 10 primeiros colocados Países Baixos, Austrália, Suíça, Espanha e Suécia.

Vale destacar que o Brasil não apenas cresceu 17 posições no ranking, mas também é atualmente o melhor colocado entre os países da América Latina. Entre os países latino-americanos que mais se destacaram no ranking mundial de startups estão também Argentina (40º), México (41º) e Colômbia (46º).

Além do Brasil, outro país que teve grande crescimento no ranking foi Cingapura, que ocupa a 16ª posição.

Os critérios do ranking nos quais o Brasil mais se destacou foram: qualidade das startups e ambiente de negócios. Contudo, no quesito qualidade, o Brasil ainda está muito atrás dos primeiros colocados.

No ranking mundial de startups por cidades, São Paulo é sem dúvida o principal centro de inovação brasileiro, ficando na 18ª posição. Rio de Janeiro aparece na 93ª posição, seguido por Belo Horizonte (101ª posição) e Curitiba (183ª posição).

Conforme os autores do estudo, “considerando o vasto potencial do mercado brasileiro e a população de mais de 200 milhões de pessoas, o ecossistema de tecnologia tem todas as condições de um rápido crescimento. Isso é evidenciado pelo crescente número de unicórnios [empresas com valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão]”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Fonte: Agência Brasil

Imagem destacada: Rawpixel.com, via Shutterstock.