Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Confiança empresarial tem 5ª alta seguida e atinge maior nível em 8 anos

Saiba mais sobre os dados divulgados pelo Instituto da FGV

0

O Índice de Confiança Empresarial, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), teve sua quinta alta consecutiva. Desse modo, avançou 0,5 ponto em agosto, atingindo um total de 102,4 pontos. Depois junho de 2013, esse é o maior nível atingido. Ou seja, o maior em 8 anos. Dessa forma, o indicador consolida os índices de confiança dos quatro setores cobertos pela FGV: indústria, serviços, comércio e construção.

Confiança empresarial tem 5ª alta seguida e atinge maior nível em 8 anos

Além disso, vale explicar que o índice de confiança varia de zero a 200 pontos. E, acima de 100, como é o caso agora, indica confiança empresarial. Por outro lado, o Índice de Expectativas (IE-E), em um movimento de acomodação, caiu 0,2 ponto. Com isso, chegou a 103,7 pontos, após subir nos quatro meses anteriores.

Já o Índice de Situação Atual Empresarial (ISA-E) manteve a tendência de alta pelo quinto mês consecutivo. Assim, cresceu 0,8 ponto, alcançando 100,5 na pontuação. De acordo com o Ibre, apesar de desacelerar o ritmo de alta, o ISA-E atingiu a marca dos 100 pontos pela primeira vez desde 2013. O que representa um patamar de neutralidade.

Seja membro

A FGV ainda afirma que o setores de serviços e de construção registraram alta da confiança empresarial em agosto, mas o da indústria e do comércio foram em sentido oposto. Ademais, as expectativas em relação aos próximos meses pioraram na indústria e na construção, e mantiveram tendência de alta no comércio e nos serviços.

Apesar de otimistas, expectativas pioraram em agosto

De acordo com o Superintendente de Estatísticas do FGV/Ibre, Aloisio Campelo Jr., em entrevista à Agência Brasil, o resultado de agosto sugere que a atividade econômica mantém-se em aceleração no terceiro trimestre, ainda que os dados revelem sinais de enfraquecimento.

“As expectativas continuam otimistas, mas pioraram ligeiramente no mês. A combinação de resultados setoriais também parece sugerir uma tendência de acomodação do indicador. Houve recuo da confiança empresarial nos setores em que ela girava acima dos 100 pontos e alta nos setores em que a ela estava abaixo deste patamar”, observou.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: KeyFame / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.