Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

O que é o crédito rotativo do cartão?

Apesar de ser muito prático, os juros do crédito rotativo do cartão são muito altos.

0

Quando imprevistos acontecem, por vezes eles acabam comprometendo o nosso orçamento. Dessa forma, eles também interferem no nosso planejamento financeiro. Se o cliente que tem um cartão de crédito não conseguir fazer o pagamento do valor total da fatura até o vencimento, ele pode fazer um parcelamento. E assim, pagar o valor mínimo, ou mesmo qualquer quantia. Já o restante vai ser financiado pelo crédito rotativo. A seguir, confira como isso funciona.

Brasil tem mais de 130 milhões de cartões de crédito ativos

O que é crédito rotativo?

O rotativo é um tipo de crédito que pode ser ofertado a todos os clientes de cartão de crédito que não conseguem pagar a fatura por inteiro; ou seja, que não conseguem pagar o valor total dela. Assim, quando a pessoa paga por um valor menor que o total da fatura, o valor restante entra na fatura seguinte. No entanto, sobre esse valor em aberto são cobrados juros.

Sendo assim, ao entrar no crédito rotativo, o cliente paga juros sobre o valor que não conseguiu quitar. E pior: os juros dessa modalidade estão entre os mais caros do mercado.

Quando a instituição pode cobrar esses juros?

Diante das novas regras do cartão de crédito, só é permitido usar o crédito rotativo uma vez por mês. Isso ocorre porque o Conselho Monetário Nacional (CMN) exige dos bancos a obrigatoriedade de transferir a dívida para o crédito parcelado, a qual é uma das opções de juros menores.

Como não entrar no crédito rotativo?

Em suma, algumas atitudes podem evitar que o usuário precise da opção do crédito rotativo. Dentre elas, é possível citar:

  • Saiba quais são as taxas de juros cobradas;
  • Além disso, anote os seus gastos para ter um controle e não gastar mais do que você pode pagar no mês;
  • Ademais, sempre que puder, pague o total da fatura para evitar qualquer tipo de juros.

Por fim, lembre-se que é sempre mais recomendável pagar qualquer valor do que não pagar nada. Dessa forma, você não vai deixar a fatura total em atraso. Mas atenção: ao não pagar toda a fatura, os juros do crédito rotativo podem deixar a sua fatura do mês seguinte muito mais salgada.

Enfim, quer saber mais sobre tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: tommaso79 / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.