Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Empréstimo entre amigos do PicPay pode evitar calote

Modalidade de empréstimo entre amigos deve ser liberada nos próximos meses a todos os usuários do app.

0

O brasileiro tem como costume emprestar o nome para amigos e parentes. Pensando nisso, o PicPay pretende monetizar esse comportamento de empréstimo entre amigos, por meio de um P2P lending “one a one”. 

É provável que você goste também:

Como alterar o seu cartão C6 Bank para o C6 Carbon Mastercard Black

Mão na Roda: Como funciona a assistência para automóvel da Trigg?

Nubank ou PicPay: Qual rende mais depois da mudança no rendimento automático?

Saiba mais sobre o empréstimo entre amigos

Cerca de 500 mil usuários possuem essa funcionalidade liberada no momento. De acordo com o PicPay, essa modalidade de empréstimo entre amigos deve ser liberada nos próximos meses aos demais usuários do app.

Como regra, o empréstimo entre amigos só pode ser solicitado para quem estiver na agenda de contato dos usuários do PicPay. De acordo com o vice-presidente de Serviços Financeiros do PicPay, Eduardo Chedid, grande parte dos empréstimos entre amigos acontecem de forma informal no Brasil. Com isso, a principal ideia da marca é formalizar essa função no app.

Chedid afirma que “ao usar a funcionalidade é automaticamente gerado um contrato entre duas pessoas. O PicPay se responsabiliza pelas interações. Não é o amigo que vai mandar mensagem dois dias antes cobrando o pagamento do valor. Somos nós que vamos fazer isso de forma amigável e estruturada, antes e depois do vencimento”.

Em seu lançamento, o PicPay cobrará uma taxa promocional de 0,10% sobre o valor do empréstimo. Esse valor refere-se à intermediação da operação por parte da empresa. No entanto, esse valor tende a aumentar com o decorrer do tempo. 

É possível tomar calote com essa modalidade?

Em suma, caso o amigo não pague o empréstimo, o app estará pronto para dar suporte a quem concedeu o empréstimo. Entretanto, a empresa afirma que apenas oferece apoio operacional nessas situações. 

Chedid expõe que, no caso de um possível calote, a empresa possui estrutura jurídica para poder negativar o devedor. Porém você precisa solicitar ao PicPay esse auxílio, pois ele não ocorre de forma automática. Dessa forma, ao formalizar o empréstimo entre amigos por meio do app, o PicPay, quando contatado, auxilia na cobrança da dívida. 

Atualmente, o empréstimo de valores baixos não é atendido pelos bancos, por serem pagos em poucos meses. Isso explica o fato de muitas vezes o endividado recorrer a amigos ou familiares, já que essa vem a ser uma solução flexível que o banco não engloba; ao contrário dos casos em que necessita-se de um empréstimo maior, no qual então faz sentido recorrer ao crédito pessoal.

Como fazer o empréstimo entre amigos?

Para fazer uso dessa modalidade de crédito, é preciso acessar o “Meu saldo” no app. Em seguida, deve-se clicar em “Adicionar” e, a seguir, em “Empréstimo entre amigos”. 

Assim, faz-se necessário que a pessoa informe para qual finalidade deseja usar o empréstimo, o prazo de pagamento e os juros que pode pagar pelo crédito. Em seguida, depende então do amigo ou parente aceitar ou não a proposta. Vale ressaltar que, antes de aceitá-la, ambos precisam negociar, por meio do app, condições como juros.

Projeção para o futuro

O vice-presidente afirma ainda que esta é a primeira fase desse movimento do PicPay. De acordo com ele, projeta-se no futuro, que a carteira digital possa oferecer a modalidade de empréstimo coletivo. Nesse caso, investidores interessados em emprestar dinheiro fornecerão empréstimos a quem precisa. 

Embora o P2P Lending seja novo no Brasil, essa modalidade foi aprovada em 2018 pelo Banco Central. Chedid aponta que o nome da marca, junto dessa modalidade, pode incentivar o serviço e fazer com que o PicPay cresça ainda mais. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Adao / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...