Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Proteste faz um alerta sobre as fraudes com cartão por aproximação

A entidade de defesa do consumidor ganhou reclamações de compras por aproximação realizadas por terceiros

0

A Proteste, Associação de Consumidores, alerta sobre as reclamações de consumidores sobre o pagamento com cartão via contactless, ou seja, por aproximação. Em suma, as reclamações falam de clientes que tiveram os seus cartões furtados, e que não querem pagar a conta de compras feitas por terceiros. De acordo com os consumidores, quando eles procuram as instituições dos cartões, ganham a resposta de que elas não fazem o estorno de compras nessa modalidade. 

Proteste faz um alerta sobre as fraudes com cartão por aproximação

Em suma, o NFC é uma tecnologia responsável pelo pagamento por aproximação. Dessa forma, o cliente pode pagar na maquininha, sem precisar colocar o cartão e digitar a senha. De acordo com a Proteste, o cartão por aproximação é muito promissor. É dito isso, por conta da praticidade e da economia de tempo dessa operação. Entretanto, há preocupações sobre os golpes e as fraudes. 

Para evitar esse tipo de problema, se instituiu uma regra de que os pagamentos por aproximação devem ter um limite de transação de até R$ 50. Entretanto, cada instituição pode determinar o seu limite. No fim de 2020, a Abecs elevou o limite para R$ 200, para atender a demanda crescente da nova ferramenta. 

Seja membro

A entidade de defesa do consumidor ganhou reclamações de compras realizadas por terceiros com valores acima de R$ 500. Em suma, ao dar conta do roubo ou do furto, os consumidores fazem o boletim de ocorrência, e procuram as instituições financeiras. Enquanto algumas devolvem parte do valor, outros não realizam o estorno nessa modalidade de pagamento por aproximação. 

Entretanto, para a Proteste, deixar o consumidor arcar com os prejuízos de um golpe, é uma prática abusiva, de acordo com o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor. Segundo Henrique Lian, diretor de relações institucionais e Mídia da Proteste, “O consumidor não pode ser punido pela falta de segurança do cartão de crédito”.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Rido / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.