Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Fundos imobiliários devem ficar muito mais lucrativos após reforma tributária

Saiba mais sobre proposta enviada pelo governo e veja quais serão as mudanças

0

No final de junho, a proposta do governo de taxar os dividendos distribuídos pelos fundos de investimento imobiliário causou discussões no mercado. Após o anúncio da proposta, por exemplo, os IFix, índice da B3 que mede o desempenho desses fundos, chegou a cair 3% no dia seguinte. Entretanto, dois dias depois alguns fundos já haviam recuperado seu valor, demonstrando que podem ficar, sim, mais lucrativos.

99Pay, C6 Bank, PagBank: com a alta da Selic, onde investir seu dinheiro?

Em relatório apresentado pelo deputado federal Celso Sabino sobre o projeto, os dados positivos ajudaram a recuperar a animação dos investidores. Assim, existe a perspectiva de garantir a isenção dos dividendos e ainda manter uma redução na tributação sobre ganhos. Então, para saber mais sobre a reforma e como ela impacta os fundos de investimentos, continue a leitura!

Fundos imobiliários: entenda como funciona esse tipo de investimento

Seja membro

Primeiramente, vale dizer que a Reforma está travada na Câmara, principalmente por conta dos impactos que a redução do Imposto de Renda para Pessoa Jurídica traria sobre o orçamento público. Em segundo lugar, vale explicar um pouco sobre o que são os fundos imobiliários. Trata-se de investimentos em renda variável que servem para captação de recursos junto a investidores de pequeno, médio e grande porte.

Atualmente, o mercado os divide em três segmentos: fundos de papéis, de tijolos e fundos de fundos. Os fundos de tijolos compram imóveis prontos e lucram sobre a comercialização deles ou sobre o pagamento de aluguéis. Já os fundos de papéis são classificados como investimentos em renda fixa e tratam da emissão de um título de crédito em um negócio imobiliário.

Dessa forma, existem duas formas de lucrar com fundos imobiliários: através do ganho com dividendos das operações do fundo ou comprando e vendendo cotas como se fossem ações.

Em geral, os fundos imobiliários são um instrumento feito para ganho passivo de renda. Ou seja: você investe seu dinheiro e fica recebendo os dividendos mensalmente. Na maioria dos fundos, o investidor só paga imposto na hora em que seu dinheiro chega ao bolso. Contudo, os fundos imobiliários têm benefícios em relação à tributação que outros não têm, como direito a isenção de imposto na distribuição dos dividendos.

Fundos devem ficar mais lucrativos após reforma tributária

Então, como a reforma tributária pode afetar esses investimentos? De acordo com o texto apresentado pelo relator do projeto, Celso Sabino (PSDB-PA), o principal ponto é a manutenção da isenção de imposto sobre os dividendos recebidos. No projeto original, estava proposta uma taxação de 15% sobre os dividendos. Porém, o relator retirou essa proposta do texto atual.

Por fim, se o projeto for aprovado, os dividendos pagos pelos fundos imobiliários aos seus cotistas seguem sem taxação. No projeto encaminhado, a proposta era a de reduzir a taxação em operações de vendas de cotas dos fundos imobiliários. Portanto, ela acaba sendo bem vantajosa aos investidores de fundos imobiliários, porque, além de garantir a isenção de impostos sobre dividendos, reduz a taxação sobre ganhos de capital de 20% para 15%.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Andrey_Popov / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.