Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

6 em cada 10 pais utilizam meios digitais para dar mesada aos filhos, revela pesquisa do PicPay

Uma pesquisa do PicPay revela que 60% dos pais dão mesadas aos seus filhos utilizando meios digitais. Entenda!

Uma pesquisa realizada pelo PicPay revela o método que os pais utilizam para realizar o pagamento de mesadas aos filhos. Logo, o estudo da instituição financeira mostrou que 6 em cada 10 deles usam de meios digitais para este fim.

Ademais, utilizam de transferências bancárias, como o Pix, e cartões. Logo, isso substitui as cédulas de papel cada vez mais. Saiba mais detalhes sobre a pesquisa na sequência!

Pesquisa do PicPay revela que meios digitais são mais usados pelos pais ao dar mesadas aos filhos

Posicionada ao lado de um notebook, mão segura um celular que está iniciando o app do PicPay.
Imagem: Diego Thomazini / shutterstock.com

De acordo com a pesquisa do PicPay, 47% dos pais e mães agora concedem mesada por meio de transferências, como o Pix, enquanto 11% optam por cartão. No entanto, 41% ainda preferem dinheiro em papel.

Ainda, essa mudança é influenciada, em parte, pelo fato de que lidar com dinheiro, cartões e aplicativos bancários tornou-se uma realidade para muitas crianças e adolescentes. Sendo assim, quase metade delas (44%) já possui sua própria conta para realizar transações financeiras.

Quando os pais começam a pagar mesada aos filhos?

O PicPay, em sua pesquisa, também mostrou a idade em que acontece introdução da mesada. Assim, ela tem início em idades diversas: 39% das crianças começam a recebê-la entre os 7 e 12 anos. Antes disso, 37% receberam seu primeiro cofrinho antes dos 3 anos, sendo a maioria até os 7 anos.

Já com a chegada da adolescência, cresce o interesse por contas bancárias: 53% dos adolescentes abriram sua primeira conta após os 13 anos.

Apesar do aumento na preferência por meios digitais, o dinheiro em papel ainda é comum no cotidiano de muitos lares: 48% dos pais/mães ainda concedem dinheiro em papel, enquanto 42% dos filhos ainda mantêm um cofrinho físico.

O que diz a instituição financeira?

Pedro Romero, diretor de serviços financeiros para pessoa física do PicPay, indica que a nova realidade substitui o clássico “Mãe, me dá um dinheiro” pelo “Mãe, me faz um Pix”. Ele ressalta que a digitalização oferece uma oportunidade única para educar financeiramente as crianças desde cedo.

Para o executivo, a alfabetização financeira precoce é fundamental para assegurar que os jovens façam escolhas financeiras responsáveis e aprendam a gerenciar seu próprio dinheiro. Ele destaca que, assim, os pais podem orientá-los para um futuro de boas decisões financeiras ao estabelecer compromissos desde cedo e compreender a responsabilidade associada ao gerenciamento do próprio dinheiro.

Veja também:

Auxílio vai receber aumento de R$ 1.080; veja se vai receber

Por fim, a pesquisa nacional, realizada entre 18 de março e 3 de abril, contou com 1,5 mil entrevistados, pais e mães de filhos menores de idade, sendo 88% entre 25 e 54 anos e todos clientes PicPay. A margem de erro é de 3% e o grau de confiança é de 95%.

Imagem: Diego Thomazini / shutterstock.com