Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

82% dos endividados revelam que inadimplência causa sintomas físicos e emocionais

Descubra como a inadimplência afeta sua saúde física e emocional. Saiba mais e proteja sua saúde financeira agora mesmo!

Um estudo recente revelou dados alarmantes sobre o impacto das dívidas na vida dos brasileiros. A pesquisa, realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em colaboração com a Offerwise Pesquisas, mostra que a maioria dos endividados enfrenta problemas sérios de saúde mental e física devido ao atraso no pagamento de contas.

Este estudo explora os sintomas predominantes entre os afetados, destacando problemas com o sono, diminuição no interesse por interações sociais e mudanças no apetite. Tais manifestações são apenas os primeiros sinais visíveis de um problema maior, indicando uma preocupante deterioração na qualidade de vida desses indivíduos.

Quais são os principais sintomas enfrentados?

Mulher preocupada sentada no sofá com as mãos no rosto em frente à um notebook sobre uma mesa de centro. dívidas inadimplência
Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Uma pesquisa recente revela que a maioria dos entrevistados, representando 82%, enfrenta diretamente as consequências negativas do endividamento em suas vidas. Entre os sintomas mais comuns estão distúrbios do sono, afetando 66% dos participantes, seguidos pela redução na disposição para socializar, mencionada por 60% dos entrevistados, e mudanças no apetite, observadas em 51% dos casos.

Além disso, um percentual considerável de entrevistados, equivalente a 37%, reconhece recorrer a vícios como cigarro, comida ou álcool para lidar com a ansiedade decorrente da situação financeira. Paralelamente, 26% dos participantes admitiram fazer compras impulsivas para tentar aliviar o estresse associado ao endividamento.

Impacto emocional da inadimplência

A inadimplência é um fenômeno que não apenas afeta as finanças, mas também tem um profundo impacto emocional, como indicado por uma pesquisa recente. Com 97% dos participantes relatando efeitos adversos significativos, os sentimentos mais prevalentes incluem preocupação (84%), ansiedade (74%), estresse e irritação (65%), angústia (64%) e vergonha (64%).

Essas reações ilustram claramente a dificuldade em lidar com o peso das dívidas, frequentemente resultando em um ciclo prejudicial que afeta tanto a saúde pessoal quanto a produtividade no trabalho. Além disso, a pesquisa destacou que muitos inadimplentes tentaram resolver suas dívidas no último ano, com 70% buscando algum tipo de crédito para esse fim.

Veja também:

Polícia revela qual é o banco favorito para lavagem de dinheiro; confira qual é

No entanto, a eficácia dessas tentativas variou amplamente, evidenciando a necessidade urgente de uma abordagem mais abrangente e cuidadosa na gestão financeira. Assim, em um contexto mais amplo, mais da metade dos entrevistados percebeu um impacto negativo em suas relações sociais devido à inadimplência.

Imagem: SB Arts Media/shutterstock.com