Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Afinal, fiador pode ficar com o nome sujo?

Descubra se o fiador pode ter o nome negativado. Saiba seus direitos e responsabilidades. Proteja-se financeiramente hoje!

Quando se trata de realizar um financiamento ou alugar um imóvel, a figura do fiador quase sempre surge como uma garantia adicional para o credor. Este artigo explora o papel do fiador nas transações financeiras, respondendo às dúvidas comuns e detalhando os riscos envolvidos, especialmente em relação à saúde financeira do fiador.

Afiançar é essencial em várias operações de crédito, servindo como garantia de que o pagamento será efetuado. Qualquer pessoa física ou jurídica, maior de 18 anos, com renda estável e sem registros negativos nos órgãos de proteção ao crédito pode se tornar um fiador. Contudo, é comum que se exijam critérios mais rigorosos, como rendimentos superiores a determinado valor ou a posse de bens quitados.

Posso ser fiador estando com o nome sujo?

Jovem casal preocupado com as contas. fiador
Imagem: wayhomestudio / freepik.com

É possível afiançar mesmo com o nome sujo, mas muitas instituições financeiras e locadoras preferem não aceitar fiadores nessas condições devido ao risco elevado de inadimplência. Assumir o papel de fiador implica não apenas assinar um contrato, mas também assumir a responsabilidade legal de pagar a dívida caso o devedor principal falhe.

Dessa maneira, isso pode resultar em consequências graves, como a negativação do nome, processos judiciais e até mesmo a perda de bens pessoais para quitar a dívida. Portanto, é importante considerar cuidadosamente os riscos antes de concordar em afiançar, especialmente se já houver restrições creditícias.

Como evitar problemas?

É fundamental que a pessoa que afiança esteja ciente de todas as cláusulas contratuais antes de se comprometer, avaliando detalhadamente a capacidade de pagamento do devedor principal e preparando-se para assumir a dívida se necessário. Além disso, é aconselhável manter reservas financeiras para enfrentar tais situações sem grandes prejuízos pessoais.

Veja também:

Confira as linhas de crédito favoritas das micro, pequenas e médias empresas!

A responsabilidade do fiador em caso de falha do devedor principal é fundamental na fiança, independentemente do crédito do fiador. Embora menos comum, fiadores com crédito negativado podem ser aceitos, geralmente sujeitos a restrições adicionais. É crucial que o fiador compreenda os termos do contrato, avalie a confiabilidade do devedor e esteja financeiramente preparado.

Imagem: Khosro / Shutterstock.com