Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Afinal, quantos empréstimos uma mesma pessoa pode fazer?

Saiba quantos empréstimos uma pessoa pode ter e como isso impacta sua vida financeira. Descubra as regras e limites.

Alguma vez você já se pegou pensando se seria possível gerenciar mais de um empréstimo ao mesmo tempo, sem comprometer sua saúde financeira? A verdade é que conseguir múltiplos empréstimos é factível, mas exige uma boa análise da sua capacidade de pagamento. Não há uma resposta única, pois tudo depende de uma série de fatores, incluindo suas finanças pessoais e políticas de cada banco.

É comum que bancos e instituições financeiras façam uma avaliação criteriosa antes de conceder um novo financiamento para alguém que já possui dívidas. Se você sempre honrou seus compromissos sem atrasos, suas chances aumentam. Mas, e aqui entram os ‘, mas’, o planejamento deve ser o seu melhor amigo nessa jornada.

O que devo considerar antes de tomar múltiplos empréstimos?

casal de aposentados e pensionistas lendo um papel sobre benefício numa mesa de escritório, com notebook em cima
Imagem: Inside Creative House/shutterstock.com

Antes de sair contratando novos empréstimos, é crucial entender profundamente sua realidade financeira. Conhece o ditado “Não conte com o ovo na galinha”? Ele se aplica perfeitamente aqui. Contrair várias dívidas sem um planejamento sólido pode levar a um superendividamento, causando mais stress e dores de cabeça do que soluções.

Se você já decidiu que pode gerenciar mais de uma dívida ao mesmo tempo, montar um orçamento detalhado é essencial. Liste suas receitas e todas as suas despesas mensais, incluindo os pagamentos mínimos que você já faz por outras dívidas. Dessa forma, você terá uma visão clara de quanto realmente pode se comprometer em novos empréstimos sem prejudicar seu equilíbrio financeiro.

Veja também:

Serasa anuncia lista com CPFs beneficiados para renegociação de dívidas, veja se você está na lista!

Programas e ferramentas para auxílio

Organizar pagamentos não precisa ser um bicho de sete cabeças. Hoje, há diversas ferramentas e aplicativos que podem ajudá-lo a manter suas finanças em dia. Dessa forma, muitos bancos oferecem sistemas de pagamento automático, minimizando o risco de esquecimentos e atrasos que tanto pesam no bolso.

  • Planejamento orçamentário: aplicativos de gestão financeira podem ajudar a criar um orçamento detalhado e acompanhar suas despesas.
  • Consolidação de dívidas: consulte seu banco sobre as opções de consolidar empréstimos, o que pode reduzir sua taxa de juros mensal.
  • Pagamento automático: ative o pagamento automático para suas dívidas e nunca mais se preocupe com atrasos e multas.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com