Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Apenas dois estados ainda não emitem o novo RG; saiba como tirar

Saiba como solicitar o novo RG e descubra quais estados ainda não emitem a Carteira de Identidade Nacional!

A modernização dos documentos oficiais no Brasil continua. Agora, a Bahia marca seu nome na lista de estados que já estão emitindo o novo RG conforme anunciado na última terça-feira (9). Este avanço promete simplificar a vida do cidadão, integrando informações e facilitando o acesso a serviços públicos.

Dessa forma, saiba mais informações sobre como funciona a emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN) e quais estados ainda não liberaram o serviço. Continue a leitura!

Como funciona o processo de emissão da CIN na Bahia?

Pessoa segurando o RG (Registro Geral) que acabou de ser emitido.
Imagem: Lucas Alesso / shutterstock.com

O processo para obtenção da primeira via do novo RG ocorre por meio de um agendamento online via site oficial do estado (ba.gov.br). Importante salientar que esse documento, essencial para a identificação pessoal, é emitido gratuitamente.

Para aqueles que possuem o modelo antigo de RG, não há necessidade de substituição imediata, já que este segue válido até 28 de fevereiro de 2032. Dessa forma, apenas Roraima e Amapá ainda não estão emitindo a CIN.

Saiba mais sobre o novo modelo de documento

Ademais, a CIN não só uniformiza a identificação civil como também facilita a integração de dados em todo território nacional. Com a nova carteira, os brasileiros terão sua numeração de CPF como um número único de identidade em todos os estados, diminuindo complicações e discrepâncias documentais precedentemente enfrentadas.

De acordo com Rogério Mascarenhas, secretário de Governo Digital do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a Carteira de Identidade Nacional abre portas para uma administração pública mais proativa. No futuro, a identificação integrada poderá potencializar a personalização e a presteza na oferta de serviços públicos, adaptados às necessidades dos cidadãos.

Veja também:

Pix de R$ 1.412 vai ser liberado no BB e Caixa segunda-feira (15); veja se vai receber

Além da versão física, a CIN conta com uma versão digital, que pode ser acessada através do aplicativo GOV.BR (Android, iOS). Esta versão digital permite que todos os documentos de uma pessoa estejam concentrados em um único local, facilitando o acesso e a gestão documental tanto por parte dos órgãos públicos quanto dos próprios cidadãos.

Imagem: Lucas Alesso / shutterstock.com