Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio de R$ 300 para jovens brasileiros é PRORROGADO; veja como receber

Cadastro para auxílio é prorrogado. Saiba até quando as inscrições acontecem e quem pode receber esse benefício.

Cadastro para auxílio foi prorrogado até o fim desta semana, de acordo com o governo. Os interessados precisam comparecer presencialmente para fazer a sua inscrição com documento de identificação, comprovante de endereço e o Número de Identificação Social no CadÚnico.

A Prefeitura de Betim, em Minas Gerais, informou que as inscrições para o Programa de Educação Profissional do estado vão até o dia 17 de novembro (sexta-feira). Nesse programa, os alunos podem fazer cursos profissionalizantes gratuitamente e ainda recebem uma ajuda financeira.

Com o cadastro para auxílio prorrogado, as pessoas da cidade podem se inscrever em vários cursos profissionalizantes diferentes. Além disso, alguns deles são presenciais enquanto outros seguem a modalidade de Ensino a Distância (EAD).

Como funciona o cadastro para auxílio que foi prorrogado?

Os interessados devem ir até a Superintendência de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), das 8h às 16h com os documentos necessários para fazer a inscrição. Entretanto, é necessário cumprir alguns requisitos:

  • Ter mais de 16 anos;
  • Ter inscrição no CadÚnico;
  • Ser morador da cidade de Betim;
  • Possuir a escolaridade mínima que os cursos exigem.

Os cursos são:

  • Montador e Reparador de Computador (presencial);
  • Confeiteiro (presencial);
  • Cozinheiro (presencial);
  • Cabeleireiro (presencial);
  • Operador de Caixa (EAD).

Além disso, os cursos presenciais contam com 20 vagas cada um, enquanto as turmas de educação à distância terão 40 alunos.

Mulher segura livros, têm mochila em um braço e faz gesto de comemoração por conseguir estudar.
Imagem: ViDI Studio / Shutterstock.com

Valor do benefício

Com o cadastro para receber auxílio prorrogado, mais pessoas podem garantir um benefício financeiro. Isso porque, além de fazer um curso profissionalizante, os estudantes vão receber uma bolsa de até R$ 300.

Veja também:

Confira quais são os influenciadores mais lembrados pelos consumidores

De acordo com as regras do programa, quem faz as aulas presenciais recebe R$ 300, já os estudantes de EAD ganham R$ 150. Os pagamentos acontecem em duas parcelas e dependem da frequência dos estudantes às aulas.

Quando completarem 25% da carga horária, os alunos presenciais vão receber R$ 150 e os do EAD R$ 75. O repasse da outra metade acontecerá quando o estudante atingir 50% da carga horária.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com